Quina-verdadeira –

Nome cientifico: Cinchona calisaya Wedd.

Sinonímia: Quina-amarela, quina-quina, quineira,

Composição Química:

Alcalóides: quinino, quinidina, quinina.
Podem conter o alcaloide do grupo da estricnina que é um poderoso agente letal quando usado de maneira inadequada.


Dados para Cultivo

Propagação: planta nativa , semente

Espaçamento: planta nativa

Época de Plantio: planta nativa

Época Colheita: entrecasca: ano todo


Informações Gerais

Contra Indicações:

Além do potencial abortivo, alguns chás devem ser evitados nos primeiros meses de gravidez porque podem causar malformação do bebê. É o caso do hortelã-pimenta, da bardana e da quina verdadeira. ”Seu princípio ativo atravessa a barreira placentária e pode causar problemas no feto como retardo mental e encurtamento dos membros”, adverte o obstetra Márcio Coslovsky, diretor do Centro de Reprodução Humana Hungtiton da Clínica São Vicente.
A sobredosagem desta planta é determinada por 2 a 8 gramas que podem levar até a morte, recomendando nos casos destas ingestões a imediata lavagem, gastrointestinal.
Não indicado para : as grávidas, aos hipersensíveis a quinina, nos paciente de NEURITE ÓPTICA E TINIDO.

Podem conter o alcaloide do grupo da estricnina que é um poderoso agente letal quando usado de maneira inadequada. [ver composição química nesta página]

Valor Alimenticio:

É usado como componente do refrigerante comercializado com o nome de Água Tônica.


Preparo e Conservação

Extrato Peso/Volume: 10


Uso Medicinal

Uso Principal:

Seu uso medicinal é conhecido pelos idos de 1600. Específico na Taenia solium, mas seu controle da malária é muito bom e a notabilizou no mundo todo, ótimo para abrir o apetite. Uso interno, recocto, 10% peso planta seca / água, 7 minutos de fervura .

Uso Normal:

Bom fortificante, tônica, estomática, contra febres, anemia, dispepsia, distúrbios gastro-intestinais, fadiga geral. Tem efeito comprovado nas arritmias e terapias cardíacas.

Características:

Nativo da cordilheira dos Andes e da Amazônia em grandes altitudes, atualmente está sendo cultivada. Quando adulta é uma árvore de até 10 m altura, com copa não muito cheia de ramos, e alongada, folhas simples, cartáceas, flores brancas, ou rósea, em inflorescência paniculada axilares e terminais. Existem na natureza várias espécies do gênero Chinchona com mesmas propriedades.

Foto:

Foto 2:

Foto 3: