Ora-pro-nóbis-

Nome cientifico: Pereskia aculeata; P.bleu; P.pereskia; P. grandifolia Haworth; sinônimo: (Cactus grandifl

Sinonímia: Ora-pro-nobis, jumbeba, rosa-madeira, groselha-da-américa, groselha-dos-barbados, groselheira-das-antilhas

Composição Química:

Aminoácidos das proteinas das folhas desidratadas da P.aculeata: dados em g/100gProteina: Lisina-2,24; Histidina-2,62; Amônia-1,31, Arginina-8,4, Asparaginas-9,93, Treonina-5,31, Serina-5,86, Ác. glutâmico-10,13, Prolina-5,03, Glicina-6,7, Alanina-7,94, Cistina-, Valina-6,9, Metionina-2,1, Isoleucina-5,6, Leucina-9,26, Tirosina-4,86, Fenilalanina-5,89, Triptofano-2,16. [Albuquerque, AUO, Sabaa Srur & LO, Freiman-SBCTA, Campinas, jun-199d1].


Dados para Cultivo

Propagação: Sementes, mudas e enraizamento de estacas.

Espaçamento: Sem dados (ornamental) e nativa.

Época de Plantio: Com irrigação e estufa: ano todo (também é nativa em certas condições).

Época Colheita: Folhas: período vegetativo, antes flores; fruto: janeiro a maio.


Informações Gerais

Valor Alimenticio:

Na desnutrição utilizar as folhas frescas ou secas no feijão, no preparo de saladas, refogados, na sopa e sucos.Pelas suas propriedades nutricionais, é conhecido popularmente como o “pão dos pobres”. Deve ser usado nos programas de educação alimentar de entidades governamentais que fornecem alimentação preparada, tais como merenda escolar, etc.

Observações:

É usada como cerca viva.


Uso Medicinal

Uso Principal:

Compêndio de plantas medicinais; José E.B.P.Pinto et alli; UFLA – Universidade federal de Lavras; 2000): anemia (desnutrição).

Uso Normal:

Compêndio de plantas medicinais; José E.B.P.Pinto et alli; UFLA – Universidade federal de Lavras; 2000): para tratar tumores e outros tipos de inflamações cutâneas (furúnculos), anti-sifilíticas (usa-se folhas novas maceradas com azeite). Folhas usadas contra colesterol alto. Furtado, 2004: antidermatogênica, extrato hidroalcoólico, folhas. CONEPEX, 2004, folhas: antidermatogênica. SPMB, 2004, anti-inflamatória.

Características:

Arbusto trepador, ramificado até 3m de altura, e totalmente armado de acúleos, que vegeta em diversos pontos de nosso território, especialmente nas restingas. Cada uma de suas suculentas folhas é munida e dois pequenos acúleos. As flores de cor esbranquiçada, dispõem-se em panículas terminais. Os frutos consistem em bequenas bagas amarelas, angulosas e de sabor insípido. Prefere solos ricos em matéria orgânica. Originário do Brasil. Fonte: José E.B.P.Pinto et alli; UFLA – Universidade federal de Lavras; 2000.

Família: Cactacea. Alguma Literatura cita esta planta tendo como sinônimo botânico, Cactus grandifólio, planta cadastrada neste banco de dados.
É uma planta rústica, resistente à seca, própria de clima tropical e subtropical. Desenvolve em diferentes tipos de solo e não é exigente em fertilidade, porém adapta-se melhor a locais onde haja luz plena. Pode ser propagado por: (a) sementes ; (b) estacas (ramos não muito jovens de outra planta, com 10 a 12 cm de comprimento), acomodadas em solo afofado, a três ou quatro centímetros de profundidade, mantendo-se a umidade do solo para facilitar seu desenvolvimento (as estacas enraízam com facilidade). Para conseguir folhas sempre novas e tenras o ano todo, faz-se podas leves a cada três meses. No início das chuvas a planta brota com maior vigor. [UFLA-LAVRAS-DPTO AGRICULTURA]

Foto:

Foto 2:

Foto 3:

Foto 4: