Crajirú (Cipó Cruz)

Nome cientifico: Arrabidaea chica

Sinonímia: Também conhecida como CIPÓ CRUZ,
cajuru, carajirú, crajirú, carajunú, carajurú, crajurú, chica, china, cipó-pau, coá-piranga, cuica, guajurú, guajuru-piranga, guarajuru, cajuru, cajuru-piranga, piranga, parirí, paripari. [www.plantasquecuram.com.br]









Composição Química:

Princípios Ativos: ácido anísico, alcalóides, bixina, carajurina, carajurone (pigmentos flavônicos), cianocobalamina, cumarinas, 3-deoxiantociianidina, ferro assimilável, flavonóides, genipina, pseudoindicanas, quinonas, saponinas, taninos, triterpenos.www.plantasquecuram.com.br]


Dados para Cultivo

Propagação: estaquisa com 2 a 6 nós em canteiros com sombrite; sementes.

Época de Plantio: primavera; verão, com irrigação

Época Colheita: Parte utilizada: folhas, flores: primavera e verão


Informações Gerais

Contra Indicações:

Contra-indicações/cuidados: não encontrados na literatura consultada. Porém nenhuma planta deve ser consumida em excesso e nenhum tratamento deve ser feito sem orientação médica [www.plantasquecuram.com.br]


Uso Medicinal

Uso Principal:

Cólicas intestinais; diarreia; enterocolite; inflamações uterinas; leucemia; anemia; albuminúria; afecções da pele de um modo geral.
fonte: UFLA- Textos acadêmicos; Dr. J. E. Brasil Pereira Pinto

Uso Normal:

Propriedades medicinais: adstringente, afrodisíaca, antianêmica, antidiabética, antidiarréica, antidisentérica, antileucêmica, anti-inflamatória, cicatrizante, desinfetante, emoliente, expectorante, fortificante.( afecções  uterinas, hemorragias).Indicações: afecção da pele de um modo geral, albuminúria, anemia, cólica intestinal, conjuntivite, diarreia, diarreias sanguíneas, enterocolite, feridas, hemorragias, inflamação uterina, icterícia, impinges, inflamações (uterinas e ovarianas), lavagem de feridas, leucemia. Modo de usar:
– infusão das folhas: cólicas intestinais, diarreia, enterocolites, inflamações uterinas, leucemia, icterícia, anemia, albuminúria;
– infusão ou pomada das folhas para uso local: afecções da pele de um modo geral, impinges e na lavagem de feridas; maceração de 4 folhas em meio copo de água: adstringente (diarreias, anemia, leucemia, inflamações
[www.plantasquecuram.com.br]

Características:

Descrição : Planta da família das Bignoniaceae.
As maiorias das características anatômicas acima descritas são comuns a outras espécies de Bignoniaceae, no entanto a presença de cristais no tecido parenquimáticos e a estruturação reticulada de parênquima e esclerênquima frente aos tecidos condutores do caule torna possível a diferenciação de              A. chica. Os valores encontrados nas diferentes análises é um dado importante na verificação da pureza e qualidade da droga vegetal, uma vez que a adulteração de drogas vegetais, principalmente as pulverizadas, pode ser realizada com material de origem mineral ou vegetal.

http://www.sbpcnet.org.br/livro/58ra/JNIC/RESUMOS/resumo_3712.html

Foto:

Foto 2:

Foto 3: