Calafrios ( febres ) (ajuda nos sintomas) ]]}}

Plantas Relacionadas na Literatura : Cambará-de-espinho [cambará], Pariparoba ++, Sabugueiro, Serralhinha, .
Sintomas e Causas : Dirceu: (dirceu@paz.org.br): É um tremor sem causa aparente, como se fosse uma invasão fria que percorre o organismo, seguida ou não de processo febril. Processo febril com hora certa: pode ser Malária. Com ardume na micção e cheiro muito forte na urina: pode ser: Nefrite ou Cistite (doença dos rins). Continuando o processo sem febre e sem a ocorrência de urina, quando a pessoa não suporta ficar em pé: é perda de albulmina (o que é muito grave: excesso de proteina). Se houver inchaço nas pernas com edemas avermelhados ou arroxeados trata-se de erisipela, que traz o estado febril. Se este edema ocorrer nas articulações principalmente nos tornozelos trata-se de gota (pode ser excesso de ácido úrico). Se ao calafrio seguir-se estado febril com forte alitose, trata-se de amigdalite. Se ao calafrio seguir-se estado febril com tosse, respiração difícil e ofegante, pontadas nas costas, extremidades frias, respiração cansada, pode ser pneumonia. Sempre é muito recomendado nestas condições, procurar recursos médicos para avaliar as causas reais e fazer tratamento específico, não sendo recomendado o uso de fitoterápicos que atuam abaixando as febres (febrífugo ou antitérmico) quando não se tiver absoluta certeza do diagnóstico da patologia que produziu o sinal orgânico que é a febre, pois se assim o fizéssemos, poderíamos estar mascarando um diagnóstico que, identificado pelo médico e devidamente tratado, poderia estar salvando uma vida e não complicando e atrasando a terapia correta. ———————————————— Febre é a elevação da temperatura do corpo acima dos valores normais para o indivíduo. São aceitas como indicadores de febre as temperaturas: retal acima de 38º C e Axilar ou oral acima de 37,5º C. Como varia a temperatura normal. Dentro de limites determinados e de fatores conhecidos podemos aceitar como normais variações segundo: Idade Antes de um ano de idade, a temperatura normal é maior do que a do adulto. A partir de um ano de idade, a temperatura tende a alcançar níveis semelhantes aos dos adultos. A diferença já é notável após o 6º mês de idade (0,5 ºC), acentua-se a partir do 2º ano alcançando a diferença máxima após o 6º ano de idade (0,9 – 1,1 ºC). Ciclo circadiano Segundo o momento do dia, a temperatura pode variar sendo mais baixa na madrugada (3 horas) e no início da manhã. Pode ser máxima no final da tarde (17 horas) e no início da noite. Sexo. No sexo feminino a temperatura é mais elevada do que no masculino, e apresenta variações segundo a fase do ciclo menstrual. Atividade física e o meio ambiente A temperatura ambiental elevada e o ambiente pouco arejado, além de atividade física intensa, podem determinar elevação da temperatura corporal. Local de verificação da temperatura. Temperatura retal é a mais elevada, a bucal é intermediária e a axilar a mais baixa quando medida nas mesmas condições. A temperatura axilar normal é (36,5 ºC pela manhã a 37,2 ºC à tarde), sendo a temperatura bucal aproximadamente 0,5 ºC maior do que a axilar e a retal 0,8 a 1º C superior à axilar, podendo a temperatura retal atingir 37,8 ºC e mesmo 38,2 ºC. Principais Causas da Febre Infecção Câncer Reação alérgica Distúrbios hormonais Emocional. Exercício excessivo, especialmente em temperaturas elevadas. Doenças auto-imunes Exposição excessiva ao sol Uso de certas drogas Lesão do hipotálamo Exercício excessivo, especialmente em temperaturas elevadas. Doenças auto-imunes Exposição excessiva ao sol Uso de certas drogas Lesão do hipotálamo Qual é o mecanismo da febre? O organismo mantém sua temperatura regulada através de um centro termorregulador, localizado no hipotálamo anterior. Este centro que funciona como um termostato, busca o equilíbrio entre produção e perda de calor, prioritariamente pela perda de calor, visa à manutenção estável da temperatura interna em torno de 37 ºC. Na febre, o termostato é reajustado sendo a termorregulação (set point) reajustado para um nível superior. Como se produz a febre. Por ação de partículas infecciosas ou não, (pirógenos exógenos) as células fagocíticas são induzidas a produzir substâncias de natureza protêica (pirógenos endógenos). Os pirógenos externos,por sua vez, estimulam a produção de prostaglandinas. As prostaglandinas atuam no centro termorregulador, elevando o patamar de termorregulação (set point), tendo como resultado o surgimento da febre. A febre deve ser distinguida da hipertermia. Na hipertermia há aumento da produção ou diminuição da perda de calor, sem alteração do set point, alteração esta que ocorre nos casos de febre. Quando a febre, em si, é prejudicial ou benéfica ao organismo? A febre é prejudicial. Ao aumentar o consumo de oxigênio a febre pode causar diminuição do rendimento cardíaco, isto só tem relevância em situações de comprometimento pulmonar intenso ou cardíaco grave. Em crianças, geneticamente predispostas, com idade de seis meses a três anos, a febre pode desencadear convulsão. As convulsões febris não acarretam risco de lesão cerebral. A febre alta só pode causar lesão cerebral quando a temperatura ultrapassa 41,7 ºC, o que não ocorre na prática. A febre pode se associar a outros sintomas que causam desconforto: dor muscular, irritabilidade, mal-estar, astenia e anorexia, entre outros. A febre como aliada. Existem evidências de que temperaturas elevadas estão associadas ao estímulo da atividade imunitária e à redução da reprodução tanto de vírus como de bactérias. Como medir a temperatura? O instrumento padrão para a medida da temperatura corpórea é o termômetro clínico de vidro com mercúrio. Em nosso meio, o método mais aceito é a temperatura axilar o que satisfaz plenamente aos propósitos clínicos. Vários instrumentos podem ser usados para a avaliação da temperatura da pele. A literatura internacional adota a medida da temperatura retal ou oral e, mais recentemente, da membrana timpânica. fonte:wwwabcdasaude.com.br
Tratamentos Propostos : Segundo Dirceu (dirceu@paz.org.br), na perca de albumina: cortar momentaneamente toda proteina (animal e vegetal), repouso absoluto, suco de limão-cravo à vontade e tomar Mais-Vida (composto das plantas: babaçú, babosa, bardana, espinheira-santa, ip~e-roxo, rosa-branca, túia, boldo). O tratamento fitoterápico não deve ser aplicado quando houver dúvida no diagnóstico da ocorrência da febre (produzindo calafrios), pois assim poderia mascarar alguma atitude médica muito importante naquele momento e comprometer a saúde, e até a vida do do paciente. Ver dados das plantas que atuam diretamente ns febres (febrífugas/ antitérmicas). No caso de preparados na forma aquosa usar: até 2 anos: 1 gota/kg; de 3 anos à 7 anos: uma colher de café; de 7 até 12 anos: uma colher de chá; mais de 12 anos : uma colher de sobremesa. Em todas as idades, usar 3 vezes ao dia. No caso de usar na forma de cápsulas contendo pó seco e moído da mistura de plantas indicadas ou de uma planta, tomar 1 cápsula, 3 vezes ao dia, 15 minutos antes das refeições,”em estado de fome”, ou quando se fizer necessário.
Dieta e Cuidados Recomendados : Dieta recomendada durante o tratamento: cortar margarinas, manteigas, carne vermelha, frituras gerais, refrigerantes (mesmo diet e tipo cola), todo tipo de gordura mesmo chocolates

Dieta recomendada durante o tratamento: cortar margarinas, manteigas, carne vermelha, frituras gerais, refrigerantes (mesmo diet e tipo cola), todo tipo de gordura mesmo chocolates.