Cálculo biliar [Vesícula] (ajuda nos sintomas)

Plantas Relacionadas na Literatura : Abacaxi, Acelga, Agrimônia (eupatória), Bananeira, Bardana; orelha de gigante, Boldo-brasileiro ou Boldo-nacional ou Falso boldo, Boldo-do-chile, Celidônia , Cereja , Couve , Erva-botão , Figueira , Frângula , Melão , Morango , Rabanete, .
Sintomas e Causas : A secreção da vesícula biliar, tem como função jogar bile no duodeno durante o processo digestivo. Em determinadas condições, formam-se cálculos, impedindo ou dificultando a passagem da bile causando dores intensas, seguido ou não de vômitos ou estado febril, com descoloração da pele, amarelando-a. Este processo todo ocorre do lado direito do abdome
. Segundo Dr. Degmar: os cálculos biliares surgem quando os componentes solúveis da bile se supersaturam e precipitam na vesícula na forma de concreções (cálculos-pedras). Podem ser de colesterol puro, bilirrubinato de cálcio, misto (80% de todos os casos), de minerais exclusivamente. Podem ser assintomáticos ou causar dores abdominais, dispepsias, eructações (arrotos), fermentações, náusea, intolerância a certos tipos de alimentos mais gordurosos.
Causas prováveis: dieta pobre em fibras e rica em gorduras saturadas; ação estrogênica sobre a qualidade da bile aumentando os níveis de colesterol (as mulheres são as mais acometidas), hemólise aumentada no sangue com maior concentração de bilirrubinas na bile; obesidade; medicamentos (principalmente anticoncepcionais); baixa digestão de água. O diagnóstico final é feito por ultra-sonografia.
Dieta e Cuidados Recomendados : Segundo Abdalla: alimentação leve, supressão total de proteína animal, muito uso de suco de limão-cravo. Dieta recomendada durante o tratamento: cortar margarinas, manteigas, carne vermelha, frituras gerais, refrigerantes (mesmo diet e tipo cola), todo tipo de gordura mesmo chocolates, usar leite desnatado com aveia fina (Oat brean), 2 vezes ao dia. Recomendável uso de cataplasma de argila ( ver receita própria ) no local do abdômen acima do fígado. Fazer repouso.
Segundo: Alimentos Saudáveis & Alimentos Perigosos – Reader´s Digest, comer: pequenas refeições em intervalos regulares; tomar o café-da-manhã diariamente. Evitar: ganhar peso; excesso de bebidas alcoólicas.
Dr Degmar recomenda: Quanto mais vegetariana é a dieta, menor a chance de cálculos biliares. Os alimentos que podem induzir crises biliares, são por ordem decrescentes de importância: ovo, carne de porco, cebola, aves, leite, café, frutos cítricos, milho, feijões de vários tipos, nozes, amêndoas

Tratamentos Propostos : Segundo Dirceu (dirceu@paz.org.br), repouso, cataplasma de argila no lado direito do corpo. Tomar Vesícula (composto das plantas: bardana, folha; celidônia, folha,; erva-lagarto, folha, raiz; hortelã, parte aérea; quebra-pedra, planta toda; condurango, folha), e tomar Cálculo Biliar (composto das plantas: bardana, folha; hortelã-rasteira, parte aérea; quebra-pedra, planta toda). Indicações especiais: Açafrão, rizoma, decoto; uso interno, planta toda, decoto, tintura, cps do pó, 3 vezes ao dia, Carqueja-hortense (Baccharis genistelloides), [ver dados da planta]; Indicação especial: Celidônea (Chelinium majus), ver dados da planta; Hortelã (Mentha piperita). No caso de preparados na forma aquosa usar: uma colher de sobremesa. Em todas as idades, usar 3 vezes ao dia. No caso de usar na forma de cápsulas contendo pó seco e moído da mistura de plantas indicadas ou de uma planta, tomar 1 cápsula, 3 vezes ao dia, 15 minutos antes das refeições,”em estado de fome”, ou quando se fizer necessário.
Segundo Dr. Degmar: Celidônea (Chellidonium major), planta toda, tintura, chá; Berberis (Berberis vulgaris), D1 (hpmeopatia) para uso interno; Folha-de-bugre (Cordia ecaliculata), planta toda, só infuso; Urtiga (várias)(Urtica spp), folhas secas, infuso, tintura; Bardana (Arctium lappa), folha, raiz (mais forte), tintura, infuso; Dente-de-leão (Taraxacum officinalis), folhas, infuso, pó: 4-8 g/dia, extrato seco 400mg 3 vezes ao dia; Alcachofra (Cynara scolimus), folhas (cinarina), cps do pó, extrato seco 400 mg, 3 vezes ao dia; Boldo-do-chile (Peumus boldus), folhas, tintura, infuso, extrato seco 50 a 70 mg, 3 vezes ao dia; Gervão-roxo (Stachytarpheta cayanensis), raiz, decocto, tintura; Cardo-mariano (Sylibum marianum), (silimarina), 10 mg, 3 vezes ao dia; Açafroeira (Curcuma longa), rizoma , (curcumina), 300 mg , 3 vezes ao dia.
Dieta com mínimo de gordura animal e máximo de fibras, pois isto diminui a concentração de ácido desoxicólico na bile, e consequentemente aumenta a solubilidade do colesterol, provocando menor precipitação (cálculos). Tomar muito líquido para fluidificar o líquido biliar. As proteínas animais (ex: caseína do leite e derivados), aumentam a formação de calculose biliar em experimentos com animais. O mecanismo provável é de fundo alérgico, com edemaciação dos ductos biliares diminuindo a drenagem fisiológica da bile. Fazer uso de lecitina de soja (1-2 g/dia), fosfatidilcolina (500 mg/dia), colina (1 g/dia).

Segundo Abdalla: alimentação leve, supressão total de proteina animal, muito uso de suco de limão-cravo. Dieta recomendada durante o tratamento: cortar margarinas, manteigas, carne vermelha, frituras gerais, refrigerantes (mesmo diet e tipo cola), todo tipo de gordura mesmo chocolates, usar leite desnatado com aveia fina (Oat brean), 2 vezes ao dia. Recomendável uso de cataplasma de argila ( ver receita própria ) no local do abdômen acima do fígado. Fazer repouso. Segundo: Alimentos Saudáveis & Alimentos Perigosos - Reader´s Digest, comer: pequenas refeições em intervalos regulares; tomar o café-da-manhã diariamente. Evitar: ganhar peso; excesso de bebidas alcoólicas.