Câncer de mama>>> uso de Peixe, Linhaça [moida], Óleo de linhaça c*

Substâncias

Ácidos graxos ômega-3; lignanas; globulina

Ácidos graxos monoinsaturados: óleos vegetais, como no mesocarpo e endocarpo de frutos de palmeiras (como o açaí, tucumã e buriti), azeite de oliva, óleo de canola, oleaginosas (nozes, amêndoas, castanhas, etc.), abacate e amendoim. Ácidos graxos poli-insaturados: – EPA E DHA: peixes de água fria e no óleo de peixe.1 de fev de 2013
https://www.minhavida.com.br › alimentação › matérias

Nosso corpo não tem as enzimas para produzi-los e, portanto, temos de obtê-los a partir de nossa dieta. Se não os obtemos através da alimentação, ficamos sujeitos a desenvolver uma deficiência e adoecer. É por isso que eles são chamados de ácidos graxos “essenciais”.

No entanto, esses ácidos graxos são diferentes da maioria das outras gorduras. Eles não são simplesmente usados ​​para energia, são biologicamente ativos e têm papéis importantes em processos como a coagulação do sangue e a inflamação.

Um fato importante: ômega 3 e ômega 6 não têm os mesmos efeitos! O Ômega 6, embora seja um importante nutriente para o organismo, quando consumido em excesso e havendo um desequilíbrio com o ômega 3, acaba se tornando pró inflamatório, enquanto ômega 3 favorece a ação do sistema imunológico e têm um efeito anti-inflamatório.

A inflamação é essencial para a nossa sobrevivência pois ajuda a proteger o corpo contra infecções e lesões, mas também pode causar danos graves e contribuem para a doença quando a resposta inflamatória é inadequada ou excessiva.
Na verdade, o excesso de inflamação pode ser um dos principais condutores das doenças mais graves que tratamos hoje, incluindo doenças cardíacas, síndrome metabólica, diabetes, artrite, Alzheimer, muitos tipos de câncer, etc

5 de out de 2011 – Não basta ingerir ômegas 3 e 6, eles devem estar em equilíbrio em sua … No entanto, a preocupação atual vem sendo em relação à proporção do consumo entre … 6 e ômega 3 de 1:1 chegando até 2:1 – sendo esses valores adequado … 1 – Escolher alimentos ricos em acido graxo ômega 3, como peixes …