Erva-mate

Nome cientifico: Llex paraguariensis

Sinonímia: Llex mate; Llex sorbilis; Llex thezans; Llex domestica.Mate, chá-mate, erva-verdadeira, erveira, congonha, yerba mate [espanhola], tererê, chimarão, mate tea [inglesa]Autor: Ligia M. Sena [Portal educação e sites associados]

Chá-dos-jesuitas [século XVI]; chá-do-paraguai.

Composição Química:

Seu maior constituinte, estimulante do sistema nervoso central: a cafeina com 0,8 a 2%. [ver dados deste composto na planta CAFÉ neste site]. As folhas jovens contém 0,08 de teobromina e pequenas quantidades de teofilina [ainda existem dúvida]. Ainda existem muitas classes de constituintes químicos: aminoácidos, polifenóis [ácido clorogênico, ácido cafeico], flavonoides [quercetina, rutina, canfenol], e saponinas tri terpênicas.
Autor: Ligia M. Sena [Portal educação e sites associados]

Alcaloides: cafeina e teobromina. Xantinas. www.portaleducacao.com.br.


Dados para Cultivo

Propagação: sementes em condições naturais [esparramadas por pássaros]

Espaçamento: espaçamento largo para cultivo de árvores

Época de Plantio: verão chuvoso e primavera [comumente]

Época Colheita: ideal em época de pré-florescimento [estresse da planta]


Informações Gerais

Contra Indicações:

Em doses moderadas é considerada inócua, contudo pode causar insônia, ansiedade e aumento na frequência cardíaca, com o uso excessivo, além de que deve ser preferível que pessoas com úlceras gástricas, hipertensão e taquicardia, evitem seu consumo.
Autor: Ligia M. Sena [Portal educação e sites associados]

Tomado próximo da noite, pode dificultar o sono, pelo efeito exitante dos seus alcaloides e xantinas.

Valor Alimenticio:

Uso tradicional no “chá das cinco dos ingleses” hábito que expandiu para todo o planeta.


Preparo e Conservação

Forma Conservação: material seco triturado, ou pó seco com menos de 11% de umidade, ou extrato, ou extrato seco [laboratórios]


Uso Medicinal

Uso Principal:

Bebida a base de erva-mate, de sabor amargo, tem as seguintes propriedades: hepatoprotetora, hipocolesterolêmica, anti-reumático, diurética, glicogenolítica, lipolítica. Preparação Tônica, anticelulítica, e para combater o envelhecimento, sendo importante antioxidante,combatendo os radicais livres [possivelmente pela concentração de polifenóis [92 mg/g de folhas secas], principalmente das regiões cerebrais. ANTIOXIDANTES NATURAIS, tem sido considerados como eficazes no combate à ação nociva destes radicais livres, e conseqüentemente, na prevenção de tais condições patológicas [Alzeimer e Parkinson]. Além do seu possível poder antioxidante potente, há evidencias científicas de que a erva-mate promova melhoria no humor, na performance psicomotora e da concentração. Aumentam o sistema de defesa antioxidante do organismo, contribuindo principalmente para a redução de câncer e doenças psico e neuro degenerativas tais como o Alzeimer e Parkinson [talvez relacionados com os teores de polifenóis].
Autor: Ligia M. Sena [Portal educação e sites associados]

As xantinas tem ação além de exitante [como a cafeina], do sistema nervoso central, ação diurética, pois dilata a artéria renal, e tem permeabilidade glomerular.Infusão de folhas verdes ou secas: uma colher de sopa de folhas secas moídas, em um copo de água; dose adulta: 3 xícaras de chá ao dia. www,portaleducacao.com.br

Características:

Fam. botânica: Aquifoliaceae, possuindo cerca de 400 espécies.
Espécie arbórea endêmica no sul da America Latina, sul do Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai, árvore dioica, perene, com até 10 m altura, altura média de 4-8 m, tem flores e frutos, floresce outubro a novembro e frutifica março a junho. Precisa regime severo de chuvas, não menos que 1200 mm, bem distribuídas, resiste a temperatura de -6 graus, melhor desenvolvimento entre 21-22 graus, resiste nevascas. Caule acinzentado, diâmetro de 30 cm . Folhas ovais, coriácea. Em condições nativas sementes germinam com auxilo dos pássaros que as comem e disseminam. Os Guaranis manusearam por séculos suas folhas para produção de chás, que agia como forte estimulante. Brasil produz atualmente, cerca de 200.000 ton, sendo RGS maior consumidor [50%].
Autor: Ligia M. Sena [Portal educação e sites associados]

Foto:

Foto 2:

Foto 3: