Castanha-da-índia

Nome cientifico: Aesculus hippocastanum

Sinonímia: Castanheiro

Composição Química:

O extrato seco obtido através das suas sementes contém várias substâncias ativas, porém o principal ingrediente ativo é uma mistura de glicosídeos triterpênicos, como por exemplo a Escina .
www.anvisa.gov.br


Dados para Cultivo

Propagação: na Europa existe em condições próximas das naturais, mas no Brasil seu plantio é quase doméstico e para pomares domésticos em regões de clima mais frio.


Informações Gerais

Contra Indicações:

É contra-indicada nos casos de gravidez, lactação, bem como para crianças menores de 10 anos, pacientes com lúpus eritematoso sistêmico e pacientes com doença hepática ou renal prévia.
www.curapelanatureza.blogspot
—————————————————-
não indicado para pacientes com lesões na mucosa digestiva; idosos, menores de 10 anos, mulheres grávidas; não usar com o medicamento Gentamicina; interfere em coagulants e anticoagulante. Fonte: Lab. Herbarium.


O extrato de castanha da índia atua reduzindo a atividade
das enzimas lisossomais, freqüentemente aumentada em
quadros de insuficiência venosa crônica. Esse processo
leva a uma menor decomposição do glicocálice das células
endoteliais, reduzindo a permeabilidade capilar e,
portanto, a filtração de água, eletrólitos e proteínas de
baixo peso molecular para o interstício.
fonte:Lab. Herbarium


Uso Medicinal

Uso Principal:

A castanha-da-índia é adstringente, anti-hemorrágica, antiinflamatória, vasoconstritora, antiedêmica, e vasoprotetora, sendo um excelente tônico circulatório.
Atua no sistema venoso, aumentando a resistência e o tônus das veias, diminuindo a permeabilidade e a fragilidade capilar.
O grande poder anti-inflamatório da castanha-da-índia e sua ação nos estados congestivos do sistema venoso fazem dela um remédio natural por excelência no caso de crise hemorroidal.
É indicada para distúrbios do sistema venoso e hemorróidas, cansaço nas pernas, cólica menstrual, dores venosas, edemas por má circulação e varizes; auxilia na ativação da circulação periférica.www.curapelanatureza.blogspot
—————————————————

Uso Normal:

Herbarium indica para ou como: fragilidades capilar; insuficiência venosa; má circulação sanguínea; varizes; hemorroidas; afecções do fígado E RINS.

Características:

O castanheiro, árvore que produz a castanha da índia, pode alcançar a 30 metros de altura e produz flores brancas ou amarelas dispostas e pode chegar a 200 anos. fonte:Herbarium
——————————————————
A Aesculus hippocastanum se trata de uma árvore pertencente à família das Hippocastanáceas. O extrato seco obtido através das suas sementes contém várias
substâncias ativas, porém o principal ingrediente ativo é uma mistura de glicosídeos triterpênicos, como por exemplo a Escina .
O principal mecanismo de ação do extrato de Castanha-da-Índia é sobre a redução da atividade das enzimas lisossomais, que é aumentada nas patologias
venosas crônicas, inibindo assim a decomposição do glicocálix (mucopolissacarídeos) na região da parede capilar. A filtração das proteínas de baixo peso
molecular, eletrólitos e água para o interstício é inibida através da redução da permeabilidade vascular, promovendo uma diminuição da incidência de edemas e
um aumento do tônus venoso.
fonte:www.anvisa.gov.br

Foto:

Foto 2:

Foto 3: