Vias respiratórias superiores: afecções das (ajuda nas)

Plantas Relacionadas na Literatura : Angico-branco, Cambará-de-espinho [cambará], Caqui , Cebola, Figo-da- Índia , Guaco , Guandu, Hera-terrestre, Jaborandí , Jatobá , Laranjeira , Maçã , Malva, Mangueira , Melancia , Mutamba , Pariparoba , Rubim, Sabugueiro, Sálvia , Sete-sangrias, Tâmara, Urucum

Sintomas e Causas : Denomina-se afecções a generalização dos diversos casos de doenças e demais casos terapêuticos que podem ocorrem, produzindo mal-estar, disfunções clínicas, patologias clínicas bem definidas e patologias psicossomáticas com fundamentação emocional
.

Tratamentos Fitoterápicos Propostos

Tratamentos Propostos : Segundo Dr. Degmar: as plantas seguintes tem ação predominantemente broncodilatadora: Guaco (Mikania glomerata), folhas, xarope, infuso (rica em cumarina); Lobélia (Lobelia inflata), folhas,D1, int. (cuidado pela alta periculosidade ao “curarisar” o sistema nervoso central); Ipeca (Psycotria ipecauanha), D1, uso int., Acônito (Aconitum napelus), folhas, D1, uso int.; Grindélia (Grindelia robusta), sumidades floridas; Embaúba (Cecropia peltata), folha ou entrecasca; Cordão-de-frade (Leonites nepetaefolia), folhas, tinturas, infuso, xarope; Rubim (Leonurus sibiricus), planta toda, infuso, xarope, tintura.
Plantas com ação anti-séptica brônquica: Alho, óleo, Própolis, extrato; Cebola, bulbo, xarope; Sucupira (várias espécies) (Browdichia spp), óleo tintura, xarope; Cebolinha ( Allium fistulosum), bolbo, infuso para tosse, sibilos, falta de ar.
Como fluidificador das mucosas pulmonares: segundo literatura, usar: Gengibre, rizoma, xarope, extrato, decocto; Alcaçuz, raiz, tintura; Guaco, folhas, xarope, infuso, rica em cumarina; Pimenta -diversas- (Capsicum spp), rica em capsaicina.
Segundo Dr. Degmar, uso interno: Gengibre (Zingiber officinalis), rizoma, xarope, extratos, decocto; Alcaçuz (europeu) (Glycyrrhiza glabra), raiz, tintura; Guaco (Mikania glomerata), folhas, xarope, infuso (rica em cumarina); Pimenta (várias) (Capsium spp), rica em capsaina.
Segundo Dr. Degmar as plantas com ação anti-inflamatória nos brônquios: Tanchagem (Plantago major), folhas; Alcaçuz (Glycyrrhiza glabra), raiz, tintura, extrato fluido, extrato seco, pó, decocto; Angico (Parapiptadenia rigida) , entrecasca, tintura, Copaíba, óleo, cps ou xarope; Erva-de-santa-maria, folhas, infuso, suco diluído, xarope; Avenca, folhas, infuso, xarope, tintura; Açafroeira, rizomas, tintura, pó, extratos.
Plantas com ação anticatarral: Hidraste (Hydrastis cannadensis, Tanchagem, Verbasco (Verbascum spp).
Plantas com ação anti-séptica (para ajudar quadros de infecção): Alho, bulbo, tintura; Ipê-roxo (Tabebuia avellanedae), entrecasca, decocto (rica em taninos e lapachol); Cebola, bulbo, xarope; Própulis, extrato seco ou tintura; Tomilho (Thymus vulgaris), planta toda, decocto.
Plantas com ação mucolítica e expectorante: Alcaçuz (Glycyrrhiza glabra), raiz, decocto; Alho, bulbo; extrato; Gengibre (Zingiber glabra), rizomas, decocto, xarope; Guaco (Mikania glomerata), folhas, xarope

Dieta e Cuidados Recomendados : Tomar suco de limão- cravo constantemente. Dr Degmar, indicações: Evitar choque térmico, abolir o cigarro completamente, inclusive no ambiente que o paciente respira. Alimentar-se com alimentos ricos em Ômega 3, tais como: atum, arenque, cavalinha, salmão, sardinha, etc.
Dieta recomendada por Dr Degmar: Evitar gelado, corantes, conservantes, doces em geral, laticínios, durante o tratamento.
 Afaste fatores ambientais de risco, tais como: mofo, poeiras domésticas, areia, bichos de pelúcia, cortinas, tapetes, cochas felpudas, carpetes, etc