Inflamações hepática e esplênica (baço) (ajuda nos sintomas)

Plantas Relacionadas na Literatura : Mulungu  .
Sintomas e Causas : …………..Baço aumentado……………….. Por Harry S. Jacob, MD, University of Minnesota Medical School;Hematology/Oncology
Distúrbios do baço Considerações gerais sobre o baço
Baço aumentado Muitos distúrbios, incluindo infecções, anemias e cânceres, podem provocar esplenomegalia. Os sintomas não são em geral muito específicos, mas podem incluir a sensação de que se está cheio ou dores na parte superior esquerda do abdome ou das costas. Normalmente os médicos conseguem sentir baços aumentados, mas podem ser usadas radiografias e outros exames por imagens para se determinar o tamanho do baço. O tratamento do distúrbio que está fazendo o baço crescer em geral resolve o problema, mas às vezes o órgão precisa ser removido. Um baço aumentado (esplenomegalia) não é uma doença por si só, mas o resultado de um distúrbio subjacente. Muitos distúrbios podem fazer com que o baço cresça. Para determinar a causa, o médico deve considerar uma série de distúrbios, desde infecções crônicas a cânceres sanguíneos. Você sabia que… Um baço aumentado não é uma doença por si só, mas o resultado de um distúrbio subjacente. Um baço aumentado pode necessitar de mais sangue do que o que é fornecido normalmente. Quando partes do baço não recebem sangue suficiente, elas se danificam, o que faz com que sangrem e morram. Causas do aumento do baço Infecções Brucelose Hepatite Mononucleose infecciosa Calazar Malária Psitacose Endocardite bacteriana subaguda Sífilis Tuberculose Anemias Eliptocitose hereditária Esferocitose hereditária Anemia falciforme (principalmente nas crianças) Talassemia Cânceres do sangue e distúrbios mieloproliferativos Linfoma de Hodgkin e outros linfomas Leucemia Mielofibrose Policitemia vera Doenças do armazenamento Doença de Gaucher Doença de Hand-Schüller-Christian Doença de Letterer-Siwe Doença de Niemann-Pick Doença de Wolman Outras causas Amiloidose Coágulo de sangue numa veia proveniente do baço ou para o fígado Cirrose Cistos no baço Pressão externa sobre as veias provenientes do baço ou para o fígado Síndrome de Felty Sarcoidose Lúpus eritematoso sistêmico (lúpus) Hiperesplenismo O baço normalmente remove glóbulos vermelhos velhos e/ou danificados da corrente sanguínea. Contudo, quando o baço aumenta, ele captura e armazena uma quantidade excessiva de glóbulos vermelhos, causando anemia. O baço às vezes destrói também glóbulos brancos e/ou plaquetas. Esse processo cria um círculo vicioso: quanto mais células o baço captura, mais ele cresce; quanto mais ele cresce, mais células sanguíneas ele captura e destrói. Sintomas Um baço aumentado não causa muitos sintomas e os que ele causa podem ser confundidos com muitos outros quadros clínicos. Uma vez que o baço aumentado se encontra junto do estômago e por vezes o pressiona, as pessoas podem se sentir cheias depois de comer um pequeno lanche ou mesmo sem sequer comer. As pessoas podem também sentir dores abdominais ou nas costas na área do baço, na parte superior esquerda do abdome ou no lado esquerdo das costas. As dores podem se espalhar para o ombro esquerdo, especialmente se partes do baço não estiverem recebendo sangue suficiente e começarem a morrer. Caso o hiperesplenismo cause anemia grave, as pessoas podem sentir cansaço ou falta de ar. As pessoas podem também sofrer infecções frequentes como resultado da escassez de glóbulos brancos e da tendência de sangrar como resultado da escassez de plaquetas. Diagnóstico Os médicos podem suspeitar de aumento do baço quando as pessoas se queixam de se sentirem cheias ou de dores na porção superior esquerda do abdome ou das costas. Durante o exame físico, os médicos geralmente conseguem sentir um baço aumentado. Uma radiografia do abdome também pode mostrar o aumento do baço. Em alguns casos é necessário recorrer a tomografia computadorizada (TC) para determinar o tamanho do baço e se ele está pressionando outros órgãos. Uma ressonância magnética (RM) proporciona informações semelhantes e também rastreia o fluxo do sangue através do baço. Outras técnicas especializadas de visualização utilizam partículas de baixa radioatividade para avaliar o tamanho do baço e o seu funcionamento, bem como para determinar se ele está acumulando ou destruindo grandes quantidades de células sanguíneas. Exames de sangue mostram uma redução da quantidade de glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas. Quando as células sanguíneas são examinadas ao microscópio, seu formato e tamanho proporcionam pistas sobre a causa do aumento do baço. Um exame da medula óssea (ver Diagnóstico dos distúrbios sanguíneos : Exame da medula óssea) pode também mostrar cânceres das células sanguíneas (tais como leucemia ou linfoma) ou um acúmulo de substâncias indesejadas (como ocorre nas doenças do armazenamento). A medição da proteína sanguínea pode determinar se estão presentes outros quadros clínicos capazes de fazer o baço crescer, tais como amiloidose, sarcoidose, malária, calazar, brucelose e tuberculose. Os exames da função hepática ajudam a determinar se o fígado também está doente. Os médicos não podem remover facilmente uma amostra do baço para exame, pois inserir uma agulha ou cortar o tecido do baço pode causar uma hemorragia incontrolável. Quando o baço aumentado é removido cirurgicamente, com o objetivo de diagnosticar ou tratar alguma doença, ele é enviado para um laboratório, onde a causa do aumento pode em geral ser determinada.
Tratamento Quando possível, os médicos tratam o distúrbio subjacente causador do aumento do tamanho do baço.
As pessoas com baço aumentado devem evitar esportes de contato porque o baço aumentado tem maior chance de se romper e causar uma hemorragia incontrolável.

— Sintomas do fígado inflamado Como queremos ajudar você a ampliar seu conhecimento e contar quais são os sintomas do fígado inflamado. Também lhe pode interessar:

Remédios caseiros para o fígado inflamado Instruções: 1 O fígado é um dos órgãos mais importantes de nosso corpo já que é o responsável por transformar os alimentos em energia, de eliminar as toxinas do sangue, regular os níveis de aminoácidos e as gorduras, entre muitas outras funções. É o maior órgão de todos e sua inflamação pode nos causar graves consequências, por isso é fundamental cuidar e certificar-se que ele funciona sem problemas. 2 Ao cumprir tantas funções e estar envolvido em tantos processos do nosso organismo, não é de estranhar que as causas que provocam a inflamação hepática também sejam variadas.
Os fatores principais que podem provocar hepatomegalia são:
O consumo excessivo de álcool faz com que o fígado não possa eliminá-lo corretamente e com isso pode produzir uma inflamação do mesmo.
Uma infecção por qualquer dos vírus da hepatite, hepatite A, B, C, D, E, sempre causa a inflamação hepática. Outras infecções virais, como a mononucleose infecciosa, por citomegalovírus ou bacterianas também podem causar a inflamação do fígado.
Uma intoxicação produzida por medicamentos desencadeará, também a inflamação hepática.
Outros causas podem ser a doença de Niemann-Pick, a cirrose biliar primária, a Síndrome de Reye, a sarcoidose ou a colangite esclerosante.
A gordura no fígado é outra doença que, se não tratada, também pode derivar em uma inflamação do mesmo.
Por último, destaca-se que o aparecimento de uma metástase de tumores ou a leucemia também podem provocar a hepatomegalia. 3 Durante os primeiros dias da inflamação hepática é muito provável que não note nenhum sintoma nem anormalidade em seu corpo relacionado com o fígado.

No entanto, conforme o tempo avança, eles estão cada vez mais presentes. Em geral, os primeiros sintomas costumam ser muito similares aos de uma gripe comum, mal-estar, febre, dor muscular e náuseas. 4 À medida que o tempo passa, os sintomas aumentam e intensificam-se. A hepatomegalia costuma provocar icterícia, que é quando a pele adquire um tom amarelo (os olhos também podem ficar amarelos). Os vômitos e a diarreia são outros dos sintomas mais comuns do fígado inflamado.
Ao tratar-se de uma inflamação, é muito provável que também note a parte do abdômen ligeiramente mais inchada no princípio e, conforme avançam os dias, ele aumenta de tamanho. Além disso, a dor abdominal é outra das consequências desta condição. 5 A cor das fezes é outro dos fatores que deve ter em conta se suspeita que seu fígado está inflamado, pois esta doença deixa-as mais claras, inclusive brancas. Isto acontece, sobretudo, quando a causa da inflamação é um dos vírus da hepatite. Lembre-se que a hepatite é a inflamação do fígado por causa de uma infecção viral ou bacteriana. Em relação a isto, a urina pode se tornar de uma cor mais escura do que o normal, você pode ter um constante sabor amargo na boca e mau hálito. 6 Estes são os sintomas mais comuns do fígado inflamado mas, em função da causa, é possível que não apareçam todos ou que, inclusive, não se mostre nenhum. Por isso é importante realizar exames anuais no caso de contar com algum dos fatores de risco, como sofrer alguma das doenças expostas de maneira crônica, o alcoolismo ou tomar um excesso de medicamentos. 7 Se observar alguns dos sintomas expostos, deverá ir ao seu médico imediatamente para fazer os exames apropriados e confirmar ou descartar a inflamação hepática. Lembre-se de que muitas das causas são doenças graves, de maneira que talvez tenha contraído alguma e ainda não o saiba. Para detectar a hepatomegalia, o médico primeiro apalpará a zona abaixo das costelas, pois se a inflamação for severa, ele notará de imediato, depois realizará uma radiografia abdominal para observar se houve ou não o crescimento do fígado. Caso haja algum indício, você pode fazer uma ecografia abdominal para confirmar. Se for confirmado, os exames seguintes serão uma tomografia computadorizada do abdômen para averiguar a causa que provocou a inflamação, exames da função hepática a fim de avaliar o funcionamento do fígado, e uma ressonância magnética do abdômen para confirmar os resultados da tomografia. 8 Este artigo é meramente informativo, no um COMO não temos capacidade de receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Convidamos você a recorrer a um médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Tratamentos Fitoterápicos Propostos

Tratamentos Propostos : Dirceu: tomar Curcuma [Curcuma zedoaria; Hidrastis brasiliensis] (decocto a 10%), ver dados da planta; muito eficiente nas inflamações : Rosa-branca (ver dados); poderoso anti-inflamatório genérico: Taiuiá (Tayuya spp); planta anti-inflamatória por excelência: Tanchagem (Tansagem) (Plantago major ou Plantago minor); tomar composto Dirceu Depur, . No caso de preparados na forma aquosa usar: até 2 anos: 1 gota/kg; de 3 anos à 7 anos: uma colher de café; de 7 até 12 anos: uma colher de chá; mais de 12 anos : uma colher de sobremesa. Em todas as idades, usar 3 vezes ao dia. No caso de usar na forma de cápsulas contendo pó seco e moído da mistura de plantas indicadas ou de uma planta, tomar 1 cápsula, 3 vezes ao dia, 15 minutos antes das refeições,”em estado de fome”, [prática que pode ser usada nas formulações aquosas] ou quando se fizer necessário.Segundo Dr. Degmar, usar genericamente para o fígado: Boldo-do-chile (Peumus boldo), folhas, tintura, infuso; Bolbo-japonês ou aluman, (Vernonia condensata), folha, infuso, tintura; Hortelã-baiano (Coleus amboinicus), folha, chá, pó em cápsulas; Dente-de-leão (Taraxacum officinalis), planta toda, chá, sucos, saladas, tintura, cps do pó; Alcachofra (Cynara scolimus), folhas, cps do pó, extrato seco; Carqueja (Baccharis trimera), folhas, infuso, tintura, cps do pó; Cardo-mariano (Sylibum marianus), planta toda (silimarina)chá, cps do pó, tintura; Jurubeba (Solanum paniculatum), folhas, entrecasca, raiz, tintura, chá; Celidônea (Chellidonium major), planta toda, tintura ou D1 par uso interno (homeopatia); Erva-tostão (Boerhavia hirsuta), folha, flor, infuso, tintura, cps do pó; Picão-preto (Bidens pilosa), planta toda, infuso, tintura; Mulungu (Erytrina mulungu), entrecasca, tintura, decocto; Curcuma ou Açafroeira (Curcuma longa), rizoma, tintura, decocto, cps do pó; Zedoária (Curcuma zedoária), rizoma, pó em cps, tintura, decocto.

Dieta recomendada durante o tratamento: cortar margarinas, manteigas, carne vermelha, frituras gerais, refrigerantes (mesmo diet e tipo cola), todo tipo de gordura mesmo chocolates, usar leite desnatado com aveia fina (Oat brean), 2 vezes ao dia.

Dieta e Cuidados Recomendados : Dieta recomendada durante o tratamento: cortar margarinas, manteigas, carne vermelha, frituras gerais, refrigerantes (mesmo diet e tipo cola), todo tipo de gordura mesmo chocolates, usar leite desnatado com aveia fina (Oat brean), 2 vezes ao dia.