Agitação psico-motora ; sistema nervoso; excitação; descontrole emocional]

Plantas Relacionadas na Literatura : Catuaba +, Kava-kava [cava-cava] * ++ sf, Mostarda; Ruibarbo ++, Mulungu ++, .
Sintomas e Causas : Comportamento que se caracteriza por descontroles emocionais, acarretando movimentação brusca de partes do corpo, sem motivos aparentes, e de forma desordenada. Alguns tipos de tremores podem se encaixar nesta patologia, mas é necessário diagnóstico correto de um médico especialista

Tratamentos Propostos : Estudos recentes recomendam Mulungu (Erytrina mulungu), entrecasca, decocto, para amenisar agitação pós-trauma (ver dados da planta). Dirceu recomenda: composto Dirceu: Calma com as plantas: alecrim, artemisisa, cevada, alfavaca-miuda, hortelã, fals-melissa, mulungu, passiflora, poejo, cmomila. Teles recomenda composto Contra-excitação C, contendo Mulungu (casca e ramos finos) e Lobeira (folhas). No caso de preparados na forma aquosa usar: mais de 12 anos: uma colher de sobremesa. Em todas as idades, usar 3 vezes ao dia. No caso de usar na forma de cápsulas contendo pó seco e moído da mistura de plantas indicadas ou de uma planta, tomar 1 cápsula, 3 vezes ao dia, 15 minutos antes das refeições,”em estado de fome”, ou quando se fizer necessário.Conceitizar o paciente da extrema necessidade do tratamento espiritual/emocional como o maior aliado dos medicamentos, promovendo a reforma dos pensamentos/comportamentos, plena aceitação da doença como resultado de uma vida que precisa ser adequada aos padrões atuais de comportamento ético e social [diminuindo o estresse natural da produção indevida e involuntária de adrenalina e semelhantes]. Meditação, relaxamento, espiritualização, ligação com a natureza, exercícios físicos adequados e aceitáveis como gostosos, terapia ocupacional que mais se encaixa com o nosso jeito de ser, enfim, procedimentos que ajudem a reduzir a carga de adrenalina que estamos injetando desnecessariamente e permanentemente no nosso organismo.[informações pessoais Dr. Dirceu Abdalla]. Segundo Dr. Degmar, para combate ao estresse e esgotamento físico e mental, usar: Capim-cidreira (capim-limão) (Cimbopogon citratus) raiz, decocto; Fáfia ou Gingseng brasileiro (Pfaffia paniculata), raiz, decocto; Alecrim (Rosmarinus officinalis), folhas, infuso; Gingseng coreano (Panas gingseng) pois tem ginsenosídeoas que protege contra a fadiga física e mental e proporciona resistência inespecífico ao estresse; Suma-roxa (Anchietta salutaris), raiz, decocto; Alfavaca (Ocimum basilicum), folhas, infuso; Valeriana (Valeriana officinalis), raiz, decocto; Sálvia (Salvia officinalis), folhas, infuso; Aveia (Avena sativa), grãos, decocto, In natura como alimento em sopas, mingau, vitaminas, etc.; Alfazema (Lavandula officinalis), folhas, infuso; Aswagandha (Whitania somnifera), raízes, decocto; Clorela (Chlorella pyrenoidosa); Gingseng siberiano (Eleutherococcus senticosus), tônico e estimulante da atividade dos lifócitos T. Astrágalo (Astragalus membranaceus), tônico e estimulante imunológico; Maca, (Lepidium meyenii), tônico e energético, regulador hormonal. Segundo Dr. Degmar para atuar no sistema nervoso, usar: Erva-de-são-joão (Hypericum perfuratum), extrato seco, 300 mg, 3 vezes ao dia; Kava-kava, (Piper metisticum), extrato seco, 100 mg, 3 vezes ao dia, ou dose única de 30 mg dia. Plantas com ação hipnótica: Melissa (Melissa officinalis), extrato seco, 200 mg, 3 vezes ao dia, ou dose única de 400 mg ao deitar; Mulungu (Erytrina mulungu), pó, tintura ou extrato seco.

Deve-se preferir alimentos ricos em potássio e pobres em sódio; são importantes: abacate, aspargo, cenoura, brócolis, batata, tomate cru, maçã, banana, melão, pêssego, carne de frango (sem pele), rã, salmão. Evitar os alimentos estimulantes do sistema nervoso simpático: café, refrigerantes a base de cola e guaraná, chá mate, chocolate, carne vermelha em excesso, guaraná em pó. Recompor os estoques de zinco, magnésio, potássio, complexo B, vitamina C, Vitamina B6, ácido pantotênico. Fazer exercícios físicos regulares, relaxamento, alongamento, respiração controlada, Yoga, Tai-chi, meditação, preces, fugir da rotina.[Dr Degmar Ferro.]

Tratamentos Propostos : Estudos recentes recomendam Mulungu (Erytrina mulungu), entrecasca, decocto, para amenisar agitação pós-trauma (ver dados da planta). Dirceu recomenda: composto Dirceu: Calma com as plantas: alecrim, artemisisa, cevada, alfavaca-miuda, hortelã, fals-melissa, mulungu, passiflora, poejo, cmomila. Teles recomenda composto Contra-excitação C, contendo Mulungu (casca e ramos finos) e Lobeira (folhas). No caso de preparados na forma aquosa usar: mais de 12 anos: uma colher de sobremesa. Em todas as idades, usar 3 vezes ao dia. No caso de usar na forma de cápsulas contendo pó seco e moído da mistura de plantas indicadas ou de uma planta, tomar 1 cápsula, 3 vezes ao dia, 15 minutos antes das refeições,”em estado de fome”, ou quando se fizer necessário.Conceitizar o paciente da extrema necessidade do tratamento espiritual/emocional como o maior aliado dos medicamentos, promovendo a reforma dos pensamentos/comportamentos, plena aceitação da doença como resultado de uma vida que precisa ser adequada aos padrões atuais de comportamento ético e social [diminuindo o estresse natural da produção indevida e involuntária de adrenalina e semelhantes]. Meditação, relaxamento, espiritualização, ligação com a natureza, exercícios físicos adequados e aceitáveis como gostosos, terapia ocupacional que mais se encaixa com o nosso jeito de ser, enfim, procedimentos que ajudem a reduzir a carga de adrenalina que estamos injetando desnecessariamente e permanentemente no nosso organismo.[informações pessoais Dr. Dirceu Abdalla]. Segundo Dr. Degmar, para combate ao estresse e esgotamento físico e mental, usar: Capim-cidreira (capim-limão) (Cimbopogon citratus) raiz, decocto; Fáfia ou Gingseng brasileiro (Pfaffia paniculata), raiz, decocto; Alecrim (Rosmarinus officinalis), folhas, infuso; Gingseng coreano (Panas gingseng) pois tem ginsenosídeoas que protege contra a fadiga física e mental e proporciona resistência inespecífico ao estresse; Suma-roxa (Anchietta salutaris), raiz, decocto; Alfavaca (Ocimum basilicum), folhas, infuso; Valeriana (Valeriana officinalis), raiz, decocto; Sálvia (Salvia officinalis), folhas, infuso; Aveia (Avena sativa), grãos, decocto, In natura como alimento em sopas, mingau, vitaminas, etc.; Alfazema (Lavandula officinalis), folhas, infuso; Aswagandha (Whitania somnifera), raízes, decocto; Clorela (Chlorella pyrenoidosa); Gingseng siberiano (Eleutherococcus senticosus), tônico e estimulante da atividade dos lifócitos T. Astrágalo (Astragalus membranaceus), tônico e estimulante imunológico; Maca, (Lepidium meyenii), tônico e energético, regulador hormonal. Segundo Dr. Degmar para atuar no sistema nervoso, usar: Erva-de-são-joão (Hypericum perfuratum), extrato seco, 300 mg, 3 vezes ao dia; Kava-kava, (Piper metisticum), extrato seco, 100 mg, 3 vezes ao dia, ou dose única de 30 mg dia. Plantas com ação hipnótica: Melissa (Melissa officinalis), extrato seco, 200 mg, 3 vezes ao dia, ou dose única de 400 mg ao deitar; Mulungu (Erytrina mulungu), pó, tintura ou extrato seco.