Hipertensão arterial (ajuda nos sintomas) g*

Plantas Relacionadas na Literatura : Abacateiro, Abricó-do-pará, Açucena, Agoniada (falsa-noz-moscada) Colonia, Alcachofra, Alecrim, Alho, Alho-poró, Alpiste, Arnica-verdadeira, Arroz, Azeitona (Oliveira), Bardana; orelha de gigante, Boldo-baiano (Aluman), Cana-de-açúcar SF, Carambola + SF, Cebola+SF, Chapéu-de-couro +, Chuchu (Xuxu), Cimicifuga [Erva-de-são-cristóvão] SF, Crataegus [Espinheiro-alvar] +, Crisântemo +, Embaúba [banana-de-macaco]+, Erva-cidreira-de-rama(FALSA MELISSA)+, Erva-de-jaboti+, Erva-lagarto; Guaçatonga; Congonha-de-bugre +, Erva-tostão; pega-pinto; ++, Espinafre sf +, Fáfia (s) ++, Fava-danta; faveiro +, Funcho [erva-doce]++, Ginseng coreano [Panax ginseng] +++ sf, Insulina vegetal +, Limão [diversas variedades] ++, Lobeira +, Mamona ++, Manacá ++, Maracujá (várias espécies Passiflora spp) +, Melancia ++, Melão-de-são-caetano ++, Melissa [erva-cidreira-verdadeira] ++ sf, Mertiolate (pinhão-manso) ++, Milirramas ; [Mil-folhas] ; diversas afecções ++, Mirtilo [Blueberry] ++_ SF, Moringa ++ SF, Noni ++ sf, Pé-de-perdiz +++ SF, Pepino ++ SF, Pêra++, Pêssego+++, Pitanga ++, Quebra-pedra ++, Quitoco sf ** >>>, Rauvolfia, Rubim, Sabugueiro, Sete-sangrias, Tanchagem; ++, Tiririca, Tribulus [Viagra natural]++, Unha-de-gato, Valeriana, Vinagreira (hibisco), Vinca-rósea [maria-sem-vergonha], .
Sintomas e Causas : Compendium Ciba-Geigy: Aumento da pressão arterial, medidas em condições normais, com valores acima de: máxima: 14 e mínima:8 mmHg. A hipertensão primária ou essencial, representa 85% dos casos e é de causa desconhecida. A secundária pode ter causas renais: vasculares ou parenquimatosas; ou causa endócrinas; ou coartação da aorta; ou outras causas. Existe ainda a hipertensão maligna. Segundo Dr. Rafael Teles (rt.fraga@uol.com.br): considera-se que um ser humano de qualquer idade apresenta pressão alta, se a medida feita em condições normais (não vale medidas feitas sob condições de estresse, depois de exercício físico, no pronto socorro (Teles; “síndrome do jaleco branco”, ou seja medo do médico), com dores após trauma físico e/ou emocional , etc.), acima ou igual aso valores de 140 mmHg [ou “14”] por 90 mmHg [ou “9”], por pelo menos duas vezes em ocasiões distintas e de preferência pelo mesmo médico e com o mesmo aparelho. Em cerda de 95% dos casos não se sabe qual é a causa da pressão alta. Mas provavelmente esta relacionada a uma série de fatores, como história da família de pais com pressão alta (fator genético/hereditário), obesidade (ou sobrepeso), falta de atividade física (sedentarismo), alimentação inadequada (excesso de sal e gordura), tabagismo, [Teles: vida excessivamente estressante, principalmente das grandes cidades e proveniente de ambientes muito competitivos], etc. O importante é que feito o diagnóstico médico, é necessário o tratamento para que a pressão volte aos valores normais, para que isto não force o coração e prejudique a circulação, mesmo que a PESSOA NÃO TENHA SINTOMAS . Funciona mais ou menos como um carro: a pressão alta faz com que o carro se comporte como um carro sempre lotado e faz com que o motor (coração) tenha que se esforçar mais, para fazer o mesmo trajeto e serviço. Como todos nós sabemos, se o motor se esforça mais que o necessário, ele dura menos tempo (pois funde), que outro que trabalha em condições mais normais, e infelizmente no nosso caso, não dá para mandar para retífica, não é? Portanto, independente do paciente sentir algum sintoma ou não [Teles: juntamente com a diabetes, é conhecida como: doença silenciosa, ou seja, fazem muito estrago no nosso organismo, antes de sentirmos algo], É MUITO IMPORTANTE que se trate para manter a pressão o mais controlada possível. Algumas pessoas vão precisar de medicações (e alguns ainda necessitarão de vários remédios a serem usados várias vezes ao dia), mas, PARA TODOS, ESTÁ INDICADO: PERDER PESO (se estiver acima dele), EXERCÍCIO FÍSICO REGULAR, (pelo menos 3-4 vezes/ semana por pelo menos 30 minutos sem interrupção) e, CONTROLE DO USO DO SAL ( no caso da pressão alta não precisa cortar totalmente o sal, é necessário reduzir seu uso, evitando adicionar sal aos alimentos que já tenham sabor naturalmente para serem consumidos, e comer alimentos já naturalmente muito salgados (e normalmente engordurados), como: salgadinhos, embutidos: presunto, salaminho, mortandela, copa, etc. Na grande maioria das vezes a pressão alta não traz sintomas (doença silenciosa), pois o organismo se adapta a estes valores de pressão por bastante tempo, porém se não for controlada, vais esforçar o coração e a circulação e acabar desencadeando outras alterações, como: insuficiência cardíaca (lembrar do motor do carro muito exigido que acaba fundindo), “derrame” , que é um acidente vascular cerebral, conhecido como AVC (Teles; podemos compara-lo a uma trombada que nos pode deixar o carro com danos permanentes), necessidade de hemodiálise (Teles: que podemos compara-la com a necessidade de irmos com nosso carro em uma oficina especializada todos os dias da nossa vida). [Teles: a fitoterapia pode ser uma boa ferramenta, desde que obedeça os critérios: seu uso não deve mascarar nem ao menos adiar, um diagnóstico médico sério e que enfrente a real situação da patologia; pode ser usado como coadjuvante na terapia, sendo possível avaliar sua importância pelos resultados obtidos nas medidas contínuas de pressão; em situações absolutamente individuais e definidas, pode-se ter um controle da pressão com fitofármacos, desde que acompanhado pelo médico responsável, que julgue os riscos da terapia.]
Tratamentos Propostos : Sergundo Dirceu (dirceu@paz.org.br), tomar nas refeições 1 cápsula de óleo Omega-3 e de óleo de Alho de 500mg. Fazer chá de alpiste (semente “assoprada”) (2 colheres de sopa), 1 folha de chuchu (fresca ou seca) p/ 1 L água mineral. Ferver 5 min, coar e tomar 100 ml, 3 vezes ao dia. Usar KCl e não NaCl como sal. Tomar 100 ml de vinho tinto de boa qualidade às refeições. Tomar chá de hortelã com limão 3 vezes ao dia. Fazer longas caminhadas pelo menos 3 X por semana – preferencialmente todo dia . Segundo Dirceu (dirceu@paz.org.br), tomar a fórmula Hipertensão, ou as plantas: cana-de-açúcar-brotos, sete-sangrias, alpiste, chuchu-folhas, melissa (erva-cidreira-de-ramas), embaúba, erva-de-bicho, passiflora alata (maracujá). Indicação especial: Alho (Allium sativum), mas na sua produção, evitar altas temperaturas para extração pela perdas de voláteis, melhor extração à frio (“dente” picado repousando em um copo de água durante à noite, bebibo pela manhã em jejum antes higiene bucal); Hortelã (Mentha piperita). Conceitizar o paciente da extrema necessidade do tratamento espiritual/emocional como o maior aliado dos medicamentos, promovendo a reforma dos pensamentos/comportamentos, plena aceitação da doença como resultado de uma vida que precisa ser adequada aos padrões atuais de comportamento ético e social. Meditação, relaxamento, espiritualização, ligação com a natureza, exercícios físicos adequados e aceitáveis como gostosos, terapia ocupacional que mais se encaixa com o nosso jeito de ser, enfim, procedimentos que ajudem a reduzir a carga de adrenalina que estamos injetando desnecessária e permanentemente no nosso organismo. No caso de preparados na forma aquosa usar: uma colher de sobremesa, usar 3 vezes ao dia. No caso de usar na forma de cápsulas contendo pó seco e moído da mistura de plantas indicadas ou de uma planta, tomar 1 cápsula, 3 vezes ao dia, 15 minutos antes das refeições,”em estado de fome”, [prática que pode ser usada nas formulações aquosas] ou quando se fizer necessário. Segundo MACHADINHO, usar as plantas: alcachofra, toda planta, 100 gr; alium sativum (alho), toda planta, 50 gr; Alecrim-do-jardim, ramas, 10 gr; Abricó-do-pará, castanha, 100 gr; pêssego, folhas, casca ou frutos; 100gr.Segundo Dr. Degmar, usar: Cactus-flor-da-noite (Cactus grandiflorus), folhas, tintura, regulador da pressão sangüínea; Sete-sangrias (Cuphea spp), planta toda, tintura, chá; Colônia (Alpinia spenciosa), planta toda, chá, tintura; Alho (Allium sativum), bulbo, tintura ou óleo ou cru nas refeições (alicina); reduz vários fatores de risco cardiovascular concomitantemente como tronbogênese e ateromatose; Viscum (Viscum album), cps, tintura, regulador da pressão arterial, tintura 1gota/kg/dia, pó 20 mg/kg/dia; Oliveira (Olea europea), folha, tintura, infuso, cps do pó; Mil-em-ramas (Achillea millifolium), planta toda, par hipertensão diastólica isolada ou mais importante, por mecanismo desconhecido; Amoreira (Morus nigra), raiz, decocto, tintura, uso empírico; Olho-de-boi , coroonha (Dioclea violacea), semente, 0,5 gr/dia/6dias, decocto, repetir a cada dias (cuidado pois em doses maiores pois é hepatotóxico) só com orientação médica, sem uso empírico. Plantas com ação no SNC [sistema nervoso central]: Valeriana (Valeriana officinalis), vasodilatador tanto periférico como central, muito usado nos hipertensos estressados pelo seu efeito calmante; Maracujá ( Passiflora alata), folhas, tintura, extrato seco. Planta inibidora da angiotensina: Caquizeiro (Diospyros kaki), folha, infuso. Planta com ação bloqueadora dos canais de cálcio: Embaúba (Cecropia peltata), folha, entrecasca, tintura, chá, (efeitos adicionais: diurético, cardiotônico, broncodilatador); Gervão (Starchytarpheta cayennensi). Segundo Alfonsas Balbachas -1959 – As Plantas Curam: uso interno em infuso: sete-sangrias.
Dieta e Cuidados Recomendados : Cortar, ou diminuir substancialmente da dieta diária: café (máximo 3 xícaras/dia), bebidas alcoólicas, cigarro, carne vermelha (principalmente gordurosa), refrigerantes (que engordam), mesmo tipo diet (por conter muita cafeina, que é excitante). Segundo Abdalla: fazer regime leve, cortando-se gorduras, frituras, carne vermelha , café, chá mate, chocolate, bebida alcoólica, açúcar (pois causa maior retenção de sódio, maior secreção de aldosterona, elevados níveis de insulina, maior secreção de catecolaminas), cafeina, xantina, cigarro, refrigerantes (mesmo diet). Fazer longas caminhadas 3 vezes por semana. Fazer meditações 3 vezes ao dia. Fazer regime alimentar até entrar no peso ideal para a idade. Tomar rigorosas medidas anti-estresse. Tomar 100 ml ( 1/2 copo normal) de vinho tinto de boa qualidade nas grandes refeições, pois o álcool em doses diárias bem modestas, tem aparecido em trabalhos de pesquisa como um grande auxiliar no processo circulatório, fato que durante muito tempo foi responsabilizado por compostos (isoflavonas, etc.) do vinho (principalmente os de uma região da França que porduzem: vinhos tintos, com grau alcóolico maior que 14 % ) e produtos afins tais como suco de uva. Deve-se diminuir o sal, ingerir grandes quantidades de potássio e magnésio através das frutas e legumes principalmente, reduzir cafeina e xantinas para ajudar a diminuir o tônus simpático, ingerir óleo de peixe (6 g/dia) reduzir ingestão de açúcar no máximo possível (pois causa retenção do sódio, maior secreção de aldosterona, elevados níveis de insulina, maior secreção de catecolaminas). Fazer exercícios aeróbicos diariamente, emagrecer (fundamental), não fumar e não beber bebidas alcoólicas. Segundo: Alimentos Saudáveis & Alimentos Perigosos – Reader´s Digest, as pessoas que tomam medicamentos diuréticos para abaixar a pressão, devem comer diariamente, 2/3 bananas para repor as perdas de potássio na urina. Degmar: evitar drogas que exacerbem a hipertensão tais como a efedrina e pseudoefedrina, contido nos DESCONGESTIONANTES NASAIS E MEDICAMENTOS PARA CONTROLAR A OBESIDADE. Fazer exercícios regularmente, aeróbicos (caminhada por 50 minutos), emagrecer ficando com massa corporal abaixo de 25 (fundamental e indispensável), NÃO FUMAR (NADA !) OU BEBER ÁLCOOL FORA DOS PADRÕES CONSIDERADOS SOCIAIS.

Milhões de pacientes hipertensos estão obtendo resultados ERRADOS em seus testes de pressão por mera falta de informação. Veja só:

 Você mede a pressão depois de 12 minutos de repouso? Esvazia totalmente a bexiga antes de medir? Encosta ou não os pés no chão?

 Essas são só algumas das variáveis que influenciam…e se os exames são imprecisos, você precisa de recomendações científicas contra a hipertensão.

fonte:

Cortar, ou diminuir substancialmente da dieta diária: café (máximo 3 xícaras/dia), bebidas alcoólicas, cigarro, carne vermelha (principalmente gordurosa), refrigerantes (que engordam), mesmo tipo diet (por conter muita cafeina, que é excitante). Segundo Abdalla: fazer regime leve, cortando-se gorduras, frituras, carne vermelha , café, chá mate, chocolate, bebida alcoólica, açúcar (pois causa maior retenção de sódio, maior secreção de aldosterona, elevados níveis de insulina, maior secreção de catecolaminas), cafeina, xantina, cigarro, refrigerantes (mesmo diet). Fazer longas caminhadas 3 vezes por semana. Fazer meditações 3 vezes ao dia. Fazer regime alimentar até entrar no peso ideal para a idade. Tomar rigorosas medidas anti-estresse. Tomar 100 ml ( 1/2 copo normal) de vinho tinto de boa qualidade nas grandes refeições, pois o álcool em doses diárias bem modestas, tem aparecido em trabalhos de pesquisa como um grande auxiliar no processo circulatório, fato que durante muito tempo foi responsabilizado por compostos (isoflavonas, etc.) do vinho (principalmente os de uma região da França que porduzem: vinhos tintos, com grau alcóolico maior que 14 % ) e produtos afins tais como suco de uva. Deve-se diminuir o sal, ingerir grandes quantidades de potássio e magnésio através das frutas e legumes principalmente, reduzir cafeina e xantinas para ajudar a diminuir o tônus simpático, ingerir óleo de peixe (6 g/dia) reduzir ingestão de açúcar no máximo possível (pois causa retenção do sódio, maior secreção de aldosterona, elevados níveis de insulina, maior secreção de catecolaminas). Fazer exercícios aeróbicos diariamente, emagrecer (fundamental), não fumar e não beber bebidas alcoólicas. Segundo: Alimentos Saudáveis & Alimentos Perigosos - Reader´s Digest, as pessoas que tomam medicamentos diuréticos para abaixar a pressão, devem comer diariamente, 2/3 bananas para repor as perdas de potássio na urina.