Depressão , ansiedade, angustia ]]}}

Plantas Relacionadas na Literatura : Alecrim, Alfazema europeia, Caapí , Ayahuasca (Sto Daime), Café; Cafeeiro SF, Cambará-de-espinho [cambará], Camu-camu +, Cereja spp +, Damiana +, Erva-de-são joão [hipérico] +, Fáfia (s) ++, Ginseng coreano [Panax ginseng] +++ sf, Goji + sf, Iboga+ sf >>>, Maracujá (várias espécies Passiflora spp) +, Melissa [erva-cidreira-verdadeira] ++ sf, Rosa-branca; rosa-de-cem-folhas ++, Sálvia +, Tribulus [Viagra natural]++, .
Sintomas e Causas : Depressão é o nome atribuído a um conjunto de alterações comportamentais, emocionais e de pensamento, tais como, afastamento do convívio social, perda de interesse nas atividades profissionais, acadêmicas e lúdicas, perda do prazer nas relações interpessoais, sentimento de culpa ou autodepreciação, baixa auto-estima, desesperança, apetite e sono alterados, sensação de falta de energia e dificuldade de concentração, e baixo desejo sexual.
Tratamentos Propostos : O tratamento adequado envolve uma>>>>>> combinação de psicoterapia e medicamentos antidepressivos. A fitoterapia pode auxiliar no tratamento medicamentoso e algumas sugestões são propostas a seguir. DIRCEU: indica tomar o composto >>>>ANTI-DEPRESSIVO (folhas, rizomas e flores de ARTEMISIA; folhas de GINKGO BILOBA, folhas de HIPÉRICO, partes aéreas de HORTELÃ-RASTEIRA, folhas e ramos finos de MENTRASTO e folhas de PASSIFLORA).>>>>> Na falta deste composto, pode-se usar o composto>>>CALMA (folhas e ramos de ALECRIM, folhas, flores e rizomas de ARTEMISIA, grãos de CEVADA, folhas e flores de ALFAVACA-MIÚDA, partes aéreas de HORTELÃ, folhas e flores de MELISSA, casca e ramos finos de MULUNGU, folhas de PASSIFLORA, partes aéreas de POEJO, folhas e flores de CAMOMILA). >>>>DEGMAR: indica as seguintes plantas com ação antidepressiva:>>>>>> HIPÉRICO (hipericina) extrato seco das folhas 300 mg três vezes ao dia, KAVA-KAVA (kavapironas) folhas – extrato seco 100 mg três vezes ao dia por dois meses, ALECRIM-folha, tintura ou pó; MULUNGU-entrecasca, extrato seco ou fluido, tintura, CAMOMILA-flor, tintura, extrato seco, JATOBÁ-entrecasca, casca do fruto, decocto, pó, tintura, EMBAÚBA (aumenta a serotonina) – folhas, chá, tintura. Em casos de >>>ANGÚSTIA E ANSIEDADE usar: MARACUJÁ (folha e flor, infuso); VALERIANA (raiz, decocto); CAMOMILA (flor, infuso); MELISSA (planta toda, infuso, decocto); ERVA-CIDREIRA-DE-RAMA (flor, folhas, infuso), CRATAGEUS OU ESPINHEIRO-ALVAR (folhas, flores, infuso); LARANJA COMUM (flor. Infuso); KAVA-KAVA (extrato seco); ALFACE (suco do talo); ALFAZEMA (planta toda, infuso, decocto); HORTELÃ (folhas, infuso); CAPIM-CIDREIRA (planta toda, decocto); MULUNGU (entrecasca, tintura, decocto). Para >>>>>>DEPRESSÃO PÓS-PARTO: HIPÉRICO (planta importada); VITEX (pela sua ação de depleção hormonal), ALCAÇUZ (pela sua ação na depleção adrenal); ASWAGANDA (efeito tônico sobre o sistema nervoso), GINSENG COREANO. A literatura cita a fruta Cereja vermelha [Prunus cerasus] como excelente fonte de DOPAMINA, importante composto usado nas depressões.
Dieta e Cuidados Recomendados : Os antidepressivos inibidores da monoamina oxidase (IMAO) podem aumentar a pressão arterial caso haja ingestão continua de alimentos ricos em tiraminas (cerveja, abacate, bananas, figos, feijão, coalhada, molho de soja, ovas de peixe [inclusive caviar], peixes secos, o cheddar e outros queijos curados (menos a ricota), fígado e outras vísceras, alimentos em conserva, alimentos dietéticos de proteínas, alguns vinhos). Diminuir os alimentos estimulantes, café, refrigerantes, chocolates, carne vermelha, enlatados, embutidos. Aumentar o consumo de abacaxi e maçã (neurotônicos), espinafre, suco de laranja, beterraba, cenoura, pão, arroz e açúcar integrais de preferência, castanhas, mel. Dar preferências a alimentos a base de carboidratos integrais. Praticar técnicas de relaxamento, yoga, tai chi, meditação, exercícios físicos, entre outros. É muito interessante nesta patologia >>>>atentar-se para o fígado, verificando plantas com características hepatológicas que se atente para as condições hepatoprotetora.
Terapias Auxiliares e Observações Farmacêuticas: HIDROTERAPIA: ao se levantar, tomar uma colherinha de vinagre de sidra. Em seguida, submergir os antebraços, até a metade dos bíceps, em água fria, durante 30 segundos. Ao retirar os braços da água, friccionar o peito com uma esponja rugosa molhada em uma mistura de água e vinagre de sidra em proporções iguais. Essas medidas conjugadas estimulam o metabolismo e o sistema endócrino, proporcionando a revitalização de todo o organismo. TERRAS E LAMAS: aplicar cataplasmas de argila com dois centímetros de espessura sobre o fígado antes de dormir conservando-o no local por toda a noite, desde que não se verifique esfriamento, irritabilidade ou nervosismo. Após três dias, começa-se a alternar as aplicações no fígado com aplicações sobre a nuca e a fronte (a argila tonifica os centros nervosos auxiliando na depressão acompanhada de insônia). Na nuca, preparar cataplasmas de dois centímetros de espessuras, já na fronte utilizar cataplasmas mais delgados de um centímetro, conservando-os no local por no máximo uma hora e meia. Depois que o organismo se acostuma com essas aplicações, pode-se fazê-las mais grossas e por períodos maiores de aproximadamente três horas. CROMOTERAPIA: nas crises indica-se o vermelho ou rosa muito forte para dar força e vitalidade; o azul para restabelecer o equilíbrio; evitar o verde, pois pode levar a uma calma excessiva. AROMATERAPIA: lavanda, camomila, verbena e noz-moscada. Usam-se quatro gotas, três vezes ao dia, com exceção da noz-moscada, que é altamente hipnótica, usam-se dois gotas. HOMEOPATIA: na sensação de opressão física usar Cactus grandiflorus; nas tendências hipocondríacas usar Argentum nitricum; nas palpitações usar Moschus; nos tremores, Avena sativa; na transpiração excessiva, Pilocarpus pinnatus; nos vômitos, Belladona; nas diarréias, Chininum arsenicosum; na inquietude, Pulsatilla pratensis e nas tendências catatônicas, Gelsemium sempervirens.

Os antidepressivos inibidores da monoamina oxidase (IMAO) podem aumentar a pressão arterial caso haja ingestão continua de alimentos ricos em tiraminas (cerveja, abacate, bananas, figos, feijão, coalhada, molho de soja, ovas de peixe [inclusive caviar], peixes secos, o cheddar e outros queijos curados (menos a ricota), fígado e outras vísceras, alimentos em conserva, alimentos dietéticos de proteínas, alguns vinhos). Diminuir os alimentos estimulantes, café, refrigerantes, chocolates, carne vermelha, enlatados, embutidos. Aumentar o consumo de abacaxi e maçã (neurotônicos), espinafre, suco de laranja, beterraba, cenoura, pão, arroz e açúcar integrais de preferência, castanhas, mel. Dar preferências a alimentos a base de carboidratos integrais. Praticar técnicas de relaxamento, yoga, tai chi, meditação, exercícios físicos, entre outros. É muito interessante nesta patologia >>>>atentar-se para o fígado, verificando plantas com características hepatológicas que se atente para as condições hepatoprotetora.