Colesterol alto [HDL=bom e LDL=mal]

Plantas Relacionadas na Literatura : Açafrão; açafroeira, Algodãozinho-do-cerrado, Berinjela, Borrage [borrago] , Cana-de-açúcar , Chia, Embaúba [banana-de-macaco], Erva-lagarto; Guaçatonga; Congonha-de-bugre , Erva-mate, Fáfia (s) , Ginseng coreano [Panax ginseng] , Girassol , Jiló , Lobeira , Mirtilo [Blueberry] , Nogueira , Ora-pro-nóbis , Pata-de-vaca , Pé-de-perdiz , Rosa-branca; rosa-de-cem-folhas , Rubim, Sacaca, Salsaparrilha, Tangerina, Tarumã, Tribulus [Viagra natural], Uva, .
Sintomas e Causas : Você provavelmente já deve ter ouvido falar de colesterol bom [HDL] e de ruim [LDL]. Tratam-se do HDL e do LDL, respectivamente. Cerca de 70% do colesterol presente em nosso corpo é produzido pelo fígado e encontra-se em sua maioria na bílis. O HDL é de alta densidade enquanto o LDL, possui densidade baixa. É aí que a diferença é crucial: o colesterol bom [ não é absorvido pelas células, e ainda ajuda a retirar o excesso do mesmo ]. Já o LDL surte o efeito inverso, sendo extremamente perigoso. Para verificar os níveis de colesterol no sangue, o médico primeiramente mede a quantidade total existente em um decilitro de sangue, sendo aceitável qualquer quantidade abaixo de 200 miligramas por decilitro. Os órgãos de saúde recomendam mudanças nos hábitos alimentares de pessoas que têm um colesterol total acima de 200 mg. A redução no consumo de gorduras saturadas é o método mais eficaz. Uma dieta que restringe o consumo de gorduras a 20%, ou menos, do total de calorias e que limita as gorduras saturadas a 7%, ou menos, pode baixar o total de colesterol no sangue em cerca de 14%. Você provavelmente já deve ter ouvido falar de colesterol bom e de ruim. Tratam-se do HDL e do LDL, respectivamente. Cerca de 70% do colesterol presente em nosso corpo é produzido pelo fígado e encontra-se em sua maioria na bílis. O HDL é de alta densidade enquanto o LDL, possui densidade baixa. É aí que a diferença é crucial: o colesterol bom não é absorvido pelas células, e ainda ajuda a retirar o excesso do mesmo. Já o LDL surte o efeito inverso, sendo extremamente perigoso. Exercitar-se regularmente, emagrecer e controlar o nível de estresse são medidas que podem reduzir o colesterol. Durante os anos reprodutivos, as mulheres não desenvolvem doenças coronarianas devido ao estrogênio. Novas pesquisas indicam que a reposição hormonal pós-menopausa estende essa proteção até a velhice. O consumo moderado de álcool – definido como 30g por dia para mulheres e 60g para homens, reduz o risco de ataques cardíacos. Se as mudanças na alimentação e estilo de vida não conseguirem reduzir o colesterol no sangue, deve-se recorrer à prescrição de medicamentos.
Tratamentos Propostos : Segundo Dirceu (dirceu@paz.org.br), tomar a fórmula OBE-COL-TRI ou as plantas: carqueja, alcachofra, bardana, alho, berinjela, urucum-sementes, abacateiro, jaca, hortelã, malva. Doses: adultos: uma colher de sobremesa, usar 3 vezes ao dia. Na forma de pó seco da planta encapsulado: tomar 1 cápsula, 3 vezes ao dia, 10/15 minutos antes das refeições, “em estado de fome”;
Segundo Dr. Degmar: plantas que atuam:>>>>> Alcachofra (Cynara scolimus), folhas, infuso, cps do pó, Alho, cps do óleo ou o bulbo cru nas refeições, Fuccus (Fuccus vesiculosos), planta toda, infuso, Curcuma, ou açafroeira, (Curcuma longa), rizomas, tintura, cps do pó,Cardo-mariano (Sylibum marianum), planta toda, exceto sementes, infuso, Sucupira (Bowdichia virgiloides), óleo da semente, Beringela (Solanum melongena), extrato seco ou cru com suco de laranja ou chá, Salsaparrilha (Smilax spp), raiz, tintura, decocto, Caramboleira (Averrhoa carambola), folha, infuso, Nogueira (Juglans spp), folhas, infuso, Urucum (Bixa orelana) sementes em água por 24 horas, ou chá das sementes na dose de 2-3 colheres de sopa das sementes/litro de água sem cloro; Ginema (Gymnema sylvestris), útil nos casos de dislepmias associadas com diabetes – rica em saponinas que seqüestram o colesterol na luz intestinal,>>>>> Aveia (Medicago sativa), flocos de aveia bem finos, Chá-verde ou Chá-preto (Camelia sinensis ou Thea sinensis), pela ação de suas catequinas – comprovado por estudos clínicos, evita a oxidação do LDL-colesterol, Amorphophalus konjac; Yacon (Polymnia sonchifolia), tubérculo, in natura, 1 fatia de 1 a 1,5 cm/dia. Fazer uso de Carvão-vegetal-ativado, própulis, tintura, fosfatidilcolina, lecetina de soja, chitosana, sulfato de condroitina, geléia real, sementes cruas de linhaça ou óleo de linhaça- 1 colher de sopa/dia, ômega-3, Gogumelo do imperador (Ganoderma lucidum)- dose de 2 cps de 350mg, 3 vezes ao dia. Fazer exercícios regularmente e manter o peso dentro da faixa ideal de massa corporal (peso/quadrado da altura deve ser menor que 25);

Tratamentos Fitoterápicos Propostos

Dieta e Cuidados Recomendados : Alimentos que podem reduzir o colesterol Pão integral, pão de centeio e pães e bolos de grãos variados. frutas como laranjas, maçãs, pêras, bananas e frutas secas como damascos, figos e ameixas. Flocos de aveia e compostos de cereais que contenham farelo de aveia ou de arroz, assim como tofu e outros derivados da soja. Vegetais como cebola, alho, milho, vários tipos de feijão e outras leguminosas. (Por: BemStar). SEGUNDO ABDALLA, ingerir muita fibra (aveia, farelo de trigo e arroz, granola, centeio, sementes de linhaça não torrada, verduras, legumes fibrosos. Preferir azeite de oliva e óleo de canola, peixes de água salgada (salmão, sardinha, cavalinha, atum), castanha-do-pará (que tem alto teor de selênio). Evitar: alimentos gordurosos de qualquer tipo, carnes (menos alcatra, peito de frango sem pele, lagarto), queijos [menos ricota), ovos (gemas, creme de leite, leite gordo). Conceitizar o paciente da extrema necessidade do tratamento espiritual como o maior aliado do medicamento, com a reforma dos pensamentos, plena aceitação da doença como corrigenda do nosso comportamento e atitude mental. Este desiquilíbrio tem muitas vezes uma profunda correlação com maus hábitos alimentares, influência genética, e desiquilíbrio emocional, daí a importância do tratamento do emocional concomitantemente. Alimentos que podem reduzir o colesterol: pão integral, pão de centeio e pães e bolos de grãos variados; frutas como laranjas, maçãs, peras, bananas e frutas secas como damasco, figos, ameixas; flocos de aveia e compostos de cereais que contenham farelo de aveia ou de arroz, assim como tofu ou outros derivados de soja; vegetais como cebola, alho, milho, vários tipos de feijões e outras leguminosas. Nutracêutica (Ferro e Camilo), PREFERIR: leite desnatado, coalhada, queijo branco, ricota, iogurte, carnes magras (alcatra, lagarto, patinho, frango sem pele sempre assadas, ensopadas ou grelhadas), peixes (atum, sardinha fresca, pescada), frutas (exceto as citada para evitar), sempre com estômago vazio, soja e derivados, picolé de frutas, barra de cereais, gelatina, suco de frutas recomendadas, gelatina, aveia, pão integral, batata cozida, azeite de oliva extra-virgem, alho, cebola, beringela, verduras frescas, legumes frescos, legumes refogados, arroz integral, arroz parboilizado, feijões, lentilhas, ervilhas, grão de bico. Cozinhar se possível com óleo de canola, girassol ou milho e não reutiliza-lo. EVITAR: frutos do mar, miudos em geral, embutidos) bacon, salsicha, salame, presunto, mortandela linguiça, patês enlatados), torresmo, carne gordurosa, frituras em geral, ovos em geral, maionese, pão-de-queijo, massas com ovos, leite integral, queijos amarelos, queijos cremosos, manteiga, frutas oleaginosas (côco, caqui, fruta-do-conde, tamarindo), bolos em geral, tortas em geral, doces caseiros, doces confeitados, roscas de frutas, pão doce, bolacha recheada, pudins, creme de leite, leite condensado, frutas em calda, sorvete com leite, chocolate, refrigerantes mesmo diet. Fazer alguma atividade física (mesmo caminhar com marcha leve), 3 vezes por semana, por volta de 50 minutos, mas com prazer.

Alimentos que podem reduzir o colesterol Pão integral, pão de centeio e pães e bolos de grãos variados. frutas como laranjas, maçãs, pêras, bananas e frutas secas como damascos, figos e ameixas. Flocos de aveia e compostos de cereais que contenham farelo de aveia ou de arroz, assim como tofu e outros derivados da soja. Vegetais como cebola, alho, milho, vários tipos de feijão e outras leguminosas. (Por: BemStar). SEGUNDO ABDALLA, ingerir muita fibra (aveia, farelo de trigo e arroz, granola, centeio, sementes de linhaça não torrada, verduras, legumes fibrosos. Preferir azeite de oliva e óleo de canola, peixes de água salgada (salmão, sardinha, cavalinha, atum), castanha-do-pará (que tem alto teor de selênio). Evitar: alimentos gordurosos de qualquer tipo, carnes (menos alcatra, peito de frango sem pele, lagarto), queijos [menos ricota), ovos (gemas, creme de leite, leite gordo). Conceitizar o paciente da extrema necessidade do tratamento espiritual como o maior aliado do medicamento, com a reforma dos pensamentos, plena aceitação da doença como corrigenda do nosso comportamento e atitude mental. Este desiquilíbrio tem muitas vezes uma profunda correlação com maus hábitos alimentares, influência genética, e desiquilíbrio emocional, daí a importância do tratamento do emocional concomitantemente. Segundo: Alimentos Saudáveis & Alimentos Perigosos - Reader´s Digest, alimentos que podem elevar o colesterol: margarina e manteiga vegetal, ricos em gordura saturadas e ácidos graxos; carnes ricas em gordura, como bifes, bisteca de porco ou carneiro, hambúrgueres, bacon, salsicha, salame, frios; biscoitos, bolos, massas folhadas ou preparadas à base de óleo de coco ou palama; laticínios como o queijo (principalmente os amarelos), creme de leite e e a manteiga, ricos em gorduras saturadas. Alimentos que podem reduzir o colesterol: pão integral, pão de centeio e pães e bolos de grãos variados; frutas como laranjas, maçãs, peras, bananas e frutas secas como damasco, figos, ameixas; flocos de aveia e compostos de cereais que contenham farelo de aveia ou de arroz, assim como tofu ou outros derivados de soja; vegetais como cebola, alho, milho, vários tipos de feijões e outras leguminosas. Nutracêutica (Ferro e Camilo), PREFERIR: leite desnatado, coalhada, queijo branco, ricota, iogurte, carnes magras (alcatra, lagarto, patinho, frango sem pele sempre assadas, ensopadas ou grelhadas), peixes (atum, sardinha fresca, pescada), frutas (exceto as citada para evitar), sempre com estômago vazio, soja e derivados, picolé de frutas, barra de cereais, gelatina, suco de frutas recomendadas, gelatina, aveia, pão integral, batata cozida, azeite de oliva extra-virgem, alho, cebola, beringela, verduras frescas, legumes frescos, legumes refogados, arroz integral, arroz parboilizado, feijões, lentilhas, ervilhas, grão de bico. Cozinhar se possível com óleo de canola, girassol ou milho e não reutiliza-lo. EVITAR: frutos do mar, miudos em geral, embutidos) bacon, salsicha, salame, presunto, mortandela linguiça, patês enlatados), torresmo, carne gordurosa, frituras em geral, ovos em geral, maionese, pão-de-queijo, massas com ovos, leite integral, queijos amarelos, queijos cremosos, manteiga, frutas oleaginosas (côco, caqui, fruta-do-conde, tamarindo), bolos em geral, tortas em geral, doces caseiros, doces confeitados, roscas de frutas, pão doce, bolacha recheada, pudins, creme de leite, leite condensado, frutas em calda, sorvete com leite, chocolate, refrigerantes mesmo diet. Fazer alguma atividade física (mesmo caminhar com marcha leve), 3 vezes por semana, por volta de 50 minutos, mas com prazer.

Dieta recomendada: cortar margarinas, manteigas, carne VERMELHA E GORDAS.

DIMINUIR carne vermelha, frituras gerais, refrigerantes (mesmo diet e tipo cola), todo tipo de gordura mesmo chocolates, usar leite desnatado com aveia fina (Oat brean), 2 vezes ao dia. Conceitizar o paciente da extrema necessidade do tratamento espiritual/emocional como o maior aliado dos medicamentos, promovendo a reforma dos pensamentos/comportamentos, plena aceitação da doença como resultado de uma vida que precisa ser adequada aos padrões atuais de comportamento ético e social. Meditação, relaxamento, espiritualização, ligação com a natureza, exercícios físicos adequados e aceitáveis como gostosos, terapia ocupacional que mais se encaixa com o nosso jeito de ser, enfim, procedimentos que ajudem a abaixar a produção de adrenalina pelo nosso organismo.

Segundo: Alimentos Saudáveis & Alimentos Perigosos – Reader´s Digest, alimentos que podem elevar o colesterol: margarina e manteiga vegetal, ricos em gordura saturadas e ácidos graxos; carnes ricas em gordura, como bifes, bisteca de porco ou carneiro, hambúrgueres, bacon, salsicha, salame, frios; biscoitos, bolos, massas folhadas ou preparadas à base de óleo de coco ou palama; laticínios como o queijo (principalmente os amarelos), creme de leite e e a manteiga, ricos em gorduras saturadas.