Câncer: atividade inibidora de tumores (provável ação antioxidante); dieta ]]}}

Plantas Relacionadas na Literatura : Bardana; orelha de gigante, Café; Cafeeiro SF, Carrapicho-rastei.carrapicho-carneiro]+, Castanha-do-pará +, Fáfia (s) ++, Goji + sf, Marcela-do-campo +++, Noni ++ sf, .
Sintomas e Causas : Teles: atualmente, existe uma grande corrente científica (Instituto Pasteur – Paris) que acredita que o processo de oxidação que ocorre permanentemente no nosso organismo, seja um dos maiores fatores ao desenvolvimento de células cancerígenas, assim, o consumo de compostos com poderes antioxidantes, seria uma forma bastante racional e possível de prevenir-se contra tal mal.
Tratamentos Propostos : Dirceu: planta com ação muito eficiente: Tuia (Tuya occidentalis). Teles: contudo esta patologia precisa de cuidados médicos imediatos para não evoluir danosamente no organismo [formação de metástese] , não podendo o tratamento fitoterápico mascarar nem adiar a atuação médica; funcionando como um processo coadjuvante. Segundo Dr. Degmar, as plantas seguintes tem ação preventiva sobre tumores (cancerígenos), ou podem ser coadjuvantes em diversos tipos de neoplasia: Fáfia (várias) ( Pffafia spp), rizomas, decocto; Ipê-roxo (Tabebuia avellanedae), (pois tem quinona, lapachol), entrecasca, decocto; Taxus brevifolia , pois tem diterpeno taxol, que foi aprovado pelo FDA-EEUU, Aveloz (Euphorbia tirucalli), látex in natura, dose baixa (não usar a planta junto com quimioterapia[informação Accorsi USP); Vinca, pervinca (Catharanthus roseus), alcalóides vinbrastina e vincristina; Unha-de-gato (Uncaria tormentosa), Chá verde (Camellia sinensis), pois tem flavonóides com efeitos preventivos; Túia (Thuya occidentalis), folhas, diluições da tintura; Visco (Viscum album ), planta toda, infuso; Brócolis (Brassica oleracia var. Botrytis cymosa), ação preventiva; Cajuru (Arrabidea chica), folhas, infuso; Batata-infalível (infalível) (Mandevilla velutina), tubérculo, decocto, tintura; Inhame-diversas espécies, (Dioscorea spp); Zedoária (curcuma zedoaria), folhas, rizoma, infuso, decocto, (estudos experimentais sobre câncer do cervix uterino); Vinca (rosa) (Catharantus roseus), que contem vincristina e vimblastina; Espinheira-santa (Maytenus ilicifolia), contendo pristimerina e maitenina, folhas, infuso; Alho (Allium sativum), bulbo, como preventivo; Gravioleira (Annona muricata), folhas, infuso, contendo aceto acetogeninas, potente ação contra tumores em geral, principalmente no cólon; Açafrão (Crocus sativus)(Curcuma longa), rizoma, decocto, câncer de cólon, mama, colo uterino; Giné-pipi, piti, (Petiveria alliacea), folhas, infuso, contendo derivados benzênicos, aplicada na leucemia linfocítica; Bétula (Betula alba), córtex, ácido betulínico, melanoma; Nespeira, ameixa amarela (Eryobotrya japonica), folhas jovens, infuso. Nota autor: para maiores detalhes consultar cada planta isoladamente no cadastro próprio. Segundo Dr. Degmar para ativar o sistema imunológico, devemos, regularizar o sono, relaxamento e meditação, sorrir sempre que possível, ou criar situações para isto.Dr Degmar recomenda usar as seguintes plantas: Equinácea (Echinacea angustifolia), raiz, inulina, echinacosídeoos, pó, tintura, extrato, ativação dos linfócitos T, macrófagos, produção de interferon, ativadora do sistema de complementos; Botão-de-ouro (hidraste), (Hydrastes canadensis), berberina, hidrastina, canadina, aumenta a atividade do baço e dos macrófagos, melhora a drenagem linfática; Alcaçuz (Glycyrrhiza glabra), raiz, decocto, NA: in natura, doces e balas), aumenta a produção de inteferon aumentando a atividade antiviral, protege o sistema imune do estresse; Viscum, iscador, mordago (Viscum album), aumenta a atividade do timo; Ginseng coreano (Panax ginseng), raiz, planta de ação adaptógena, protegendo o sistema imune do estresse; Ginseng-siberiano (Eleutheroccocus senticosus), raiz, aumenta a atividade dos macrófagos; Eupatório (Eupatorium perfoliatum), aumenta a produção de interferon; Espécie de ervilha (Astragalus spp); Unha-de-gato (Uncaria tomentosa), Ipê-roxo (Tabebuia avellanedae), entrecasca, decocto; Fáfia (Pffafia spp), raiz, decocto; Côco-da-bahia (Cocos nucifera), fibra branca do fruto, tintura, uso empírico; Calêndula (Calendula officinalis), flor, infuso; Erva-botão (Eclipta alba), planta toda, tem wedelolactona, pó ou tintura; Zedoária (Curcuma zedoaria) e Açafroeira (Curcuma longa), raiz, decocto, pó; Alho (Allium sativum), bulbo, tintura, óleo ou in natura; Clorela (Chlorella pyrenoidosa), reconstituinte; Ligustrum lucidum (sem nome comum conhecido); Amorfa, baptísia (Baptisia australis), Eupatorium spp (sem nome comum conhecido); Fáfia (Pffafia paniculata (raiz, decocto. >>>>>Graviola apareceu no programa do INC – Instituto Nacional do Câncer nos Estados Unidos, em 1976. As pesquisas provam que partes e sementes da planta da espécie apresentam ação contra substâncias citotóxicas presentes em células cancerígenas. Ação anti-tumorigênica poderosa e propriedade praguicida foi descoberta em suas folhas, talo e ramos. Três diferentes laboratórios estudaram sua ação e demonstraram ser um excelente inibidor do Complexo I, no carregador de elétron do organismo, inclusive nos tumores. Outro estudo demonstrou que apresentar efeito citotóxico em adenocarcinoma (colo), efeito maior que o das drogas de quimioterapia. Fonte: www.globalroberg.com/graviolaEng.htm.
Dieta e Cuidados Recomendados : Evitar excesso de todo tipo: gordura, açúcar, conservantes e corantes. Ingerir grande quantidade de líquidos ao dia. Sucos vegetais diários; Cogumelo do imperador (Ganoderma lucidum), pó ou extrato; Cogumelo-do-sol (Agaricus blazeii), decocção, dose de 10 a 20 gr/dia por 7 dias, e manutenção de 20 gr/semana. Usar própulis. Alguns fitoquímicos como o sulforafane podem impedir o crescimento de câncer de mama (tem impedido o crescimento de tumores em cobaias) ou de estimular enzimas naturais do corpo humano que podem corrigir as anormalidades das células. Encontramos o Sulforafane nas crucíferas como: o brocólis, a couve-flor, a couve-de-bruxela e a couve-manteiga. Segundo: Alimentos Saudáveis & Alimentos Perigosos – Reader´s Digest, Os dados associam as dietas ricas em frutas e vegetais a um risco reduzido de muitos tipos fatais de câncer. Estes alimentos são ricos em BIOFLAVONÓIDES e outras substâncias químicas vegetais, fibras e nutrientes ANTIOXIDANTES como o beta-caroteno, as vitaminas A, C, E, e o selênio. Todas estas substâncias podem retardar, evitar ou reverter o processo que leva ao câncer. Elas o fazem através de vários mecanismos de proteção: pela neutralização ou pela desintoxicação de agentes causadores do câncer (carcinógenos); genético celular devido aos carcinógenos, radiação e outros fatores ambientais e reduzindo a ação hormonal que pode estimular o crescimento de tumores. Igualmente importante é a redução na ingestão de gordura

Evitar excesso de todo tipo: gordura, açúcar, conservantes e corantes. Ingerir grande quantidade de líquidos ao dia. Sucos vegetais diários; Cogumelo do imperador (Ganoderma lucidum), pó ou extrato; Cogumelo-do-sol (Agaricus blazeii), decocção, dose de 10 a 20 gr/dia por 7 dias, e manutenção de 20 gr/semana. Usar própulis. Alguns fitoquímicos como o sulforafane podem impedir o crescimento de câncer de mama (tem impedido o crescimento de tumores em cobaias) ou de estimular enzimas naturais do corpo humano que podem corrigir as anormalidades das células. Encontramos o Sulforafane nas crucíferas como: o brocólis, a couve-flor, a couve-de-bruxela e a couve-manteiga.