Sistema endócrino e imunológico: atua no

Plantas Relacionadas na Literatura : Goji + sf, Uva, .
Sintomas e Causas : VER NESTE SITE DADOS PUBLICADOS NA DOENÇA SISTEMA ENDÓCRINO, sobre o assunto, usando palavra-chave: sistema, endócrino. COMO O ASSUNTO SOBRE O sistema imunológico humano , É MUITO VASTO E COMPLEXO, resolvemos colocar uma explanação sobre como o sistema age na infecção do vírus da Herpes bucal, mas que mostra como o sistema pode agir genericamente: Herpes Bucal Trata-se de uma doença infecto-contagiosa causada pelo vírus herpes simplex, sendo considerada como uma infecção de origem viral mais comum na espécie humana. A partir do momento que a infecção se instala ocorre a ativação do sistema imunológico e dependendo da competência deste, haverá ou não a expressão clínica da doença. quando instalada, a gengiva estomatite herpética primária tem particular importância para o dentista, já que os tecidos bucais são envolvidos, após um período de incubação. O quadro clínico inicia-se com febre, mal-estar geral, dores articulares, irritabilidade e dor ao deglutir. O quadro local tem início por inflamação gengival com edema, dor e formação de vesículas na gengiva, língua, palato e mucosa. Isso normalmente dura em torno de 7, 14 até 21 dias. Outro episódio muito comum, é a herpes simples recorrente que tem início com uma sensação pruriginosa (coceira) e de tensão no local onde de 12 a 24 horas ocorrerá a formação de vesículas, envolvendo na maioria das vezes a região dos lábios e duram em média 1 3 dias depois rompem-se deixando assim úlceras no local que depois são recobertas por crostas e cicatrizam de 7 a 14 dias. Inúmeras modalidades terapêuticas tem sido testadas no decorrer dos anos, mas, todas sem uma efetividade para a população em geral. Uma opção que tem se mostrado com bastante eficiência para os casos de herpes é o uso do laser terapêutico, o qual tenho tido alguns resultados surpreendentes no consultório com os pacientes, pois ele atua como anti-inflamatório e analgésico e estas propriedades somadas ao seu poder bio estimulante diminuem o desconforto logo após a primeira aplicação. Portanto, o bom senso clínico determina que para prevenir a ocorrência das lesões, inicialmente seja feito junto ao paciente um trabalho de orientação, identificar os fatores e evitá-los, se possível, para que possamos diminuir sua freqüência.
Fonte Susana Oliveira Mello Lima Cirurgiã – Dentista CRO/BA: 4274
Tratamentos Propostos : Segundo Dr. Degmar, usar as plantas: Catinga-de-mulata (Tanacetum vulgare), folhas, infuso, cps com pó; Salvia (Salvia officinalis), folha, infuso, cps com pó; Agoniada (Plumeria lancifolia), entrecasca (folhas), infuso; Quitoco (Pluchea quitoc), planta toda, infuso; Inhame mexicano (Dioscorea villosa), raiz, decocto; Vitex (Vitex agnus cstus), planta toda, infuso; Cimifuga (Cimifuga racemosa), D1 ou tintura (doses pequenas; Rubim, erva-macaé (Leonurus sibiricus, partes aéreas, infuso, decocto.
Segundo Degmar, as plantas seguintes tem ação hormonal documentada na menopausa da mulher: Cemicifuga (Cemicifuga racemosa), rizoma, decocto; Vitex (Vitex agnus-castus), pela sua ação na glândula pituitária; Soja (Glycine max), por ser rica em isoflavonas, que tem ação sobre receptores estrogênicos de uma forma reguladora; Inhame mexicano, yan mexicano, (Dioscorea spp), tubérculo, decoto, pela sua ação estrogênica-like, ação nos fogachos (calores), secura vaginal, redução do libido, alterações do humor, ciclos menstruais irregulares no climatério (calores); Óleo-de-prímula, (Oenothera biennis), ou Borragem (Borrago officinalis), ricas em ácido gama-linolênicos, que ajudam na regulação hormonal. Ver descrição de fitofármacos atuantes na menopausa.Relação de plantas adapto genas, pois adaptam o organismo humano para suportarem condições de estresse, depressão, etc. [ver dados no Glossário deste site]: Muitas ervas populares são plantas adapto genas. Esta categoria inclui o ginseng coreano (Panax ginseng), o ginseng brasileiro (Pffafia glomerata), a maca peruana (Lepidium meyenii), o tribulus terrestris (Tribulus terrestris), o guaraná (Paullinia cupana), o nó-de-cachorro (Heteropterys aphrodisiaca), a catuaba (Anemopaegma arvense), a damiana (Turnera diffusa), a marapuama(Ptychopetalum olacoides). Estas ervas possuem também a habilidade de ajustar os desequilíbrios orgânicos de acordo com o que o corpo possa necessitar. Elas aumentam a resistência às doenças e atuam positivamente sobre o tônus e o fortalecimento do corpo. Muitas ervas que atuam sobre o sistema imunológico são também excelentes anti-estressantes.