Displasia mamária [seios] [doença fibrocística da mama]

Plantas Relacionadas na Literatura :Hamamélis; Malvarisco; linhaça; camomila; cavalinha 
Sintomas e Causas :

A displasia mamária, chamada de alteração fibrocística benigna, caracteriza-se por alterações nos seios, como dor, inchaço, espessamento e nódulos que, geralmente, aumentam no período pré-menstrual devido aos hormônios femininos.

A displasia mamária tem cura, pois não é uma doença, mas apenas alterações normais que ocorrem nos seios devido aos hormônios. Por esta razão, geralmente, a mulher não necessita de tratamento porque estas alterações tendem a desaparecer após a menstruação.

Porém, quando a displasia mamária causa dor muito forte, o tratamento, que deve ser indicado pelo mastologista, pode ser feito através de remédios analgésicos e anti-inflamatórios como Paracetamol ou Ibuprofeno ou aspiração dos nódulos por agulha para serem esvaziados. A suplementação com vitamina E também pode ser prescrita pelo mastologista, pois aliviar os sintomas por ajudar na produção dos hormônios na mulher.
A displasia mamária geralmente ocorre após a adolescência, sendo mais frequente em mulheres que não têm filhos. Durante a amamentação, a displasia mamária melhora e pode ocorrer na menopausa, principalmente se a mulher não estiver realizando reposição hormonal.

Principais sintomas

Os sintomas de displasia mamária incluem:

Estes sintomas tendem a amenizar após a menstruação, devido à queda dos hormônios.

Quais são as causas

As causas de displasia mamária estão relacionadas com os hormônios femininos. Geralmente, ocorre acúmulo de fluido nos tecidos mamários, provocando inchaço, sensibilidade, dor, endurecimento e nódulos nos seios.

Displasia mamária pode virar câncer?

A displasia mamária benigna raramente vira câncer, contudo, qualquer mulher apresenta um risco de desenvolver câncer por outros motivos.

Por isso, é importante realizar mamografia a partir dos 40 anos e ultrassonografia mamária em qualquer idade caso note alguma nodulação na mama, ou sintomas como dor, saída de secreção ou vermelhidão. Confira também os sinais e sintomas que indicam câncer de mama.

Tratamentos Fitoterápicos Propostos

Combate à Displasia Mamária com Plantas Medicinais do Cerrado
https://www.somostodosum.com.br/clube/artigos/corpo-e-mente/combate-a-displasia-mamaria-com-plantas-medicinais-do-cerrado-51812.html

Graças as suas propriedades anti-inflamatórias e calmantes, a infusão de hamamélis pode ser usada como um aliado para acalmar a sensibilidade nos seios.

Ela diminui a inflamação dos seios e melhora a circulação para uma oxigenação adequada dos tecidos.

O malvavisco foi valorizado na medicina natural por sua alta concentração de compostos analgésicos e anti-inflamatórios que, neste caso, ajudam a diminuir a mastalgia.

Sua aplicação externa diminui a sensibilidade e cria uma barreira contra micro-organismos que produzem infecções nos mamilos.

A água de linhaça é um dos remédios naturais para acalmar a dor nos seios de consumo interno que, devido à sua alta contribuição de nutrientes essenciais, facilita o controle da mastalgia.

Contém quantidades significativas de ácidos graxos ômega 3 e minerais essenciais que, após a assimilação, reduzem a inflamação.

Devido às suas propriedades calmantes e anti-inflamatórias, a infusão de camomila continua sendo um tratamento alternativo para reduzir a sensibilidade das mamas.

Seu uso externo diminui a gravidade da dor e ajuda a melhorar a circulação. É um dos melhores remédios naturais para acalmar a dor nos seios.

O consumo de infusão de cavalinha pode ajudar a reduzir a dor nos seios quando a sua origem é a retenção de líquidos que ocorre durante o período menstrual.

Esta planta tem propriedades diuréticas e anti-inflamatórias que, promovendo a eliminação de líquidos , restaura a circulação para uma oxigenação correta dos tecidos mamários.

fonte : https://melhorcomsaude.com.br/5-remedios-naturais-para-acalmar-a-dor-nos-seios/

 

Dr.Degmar: dieta: evitar todo tipo de cafeina, diminuir o sal e aumentar muito a ingestão de verduras, frutas e legumes. A ingestão de grandes quantidades de fibra é altamente favorável. Produtos animais ricos em estrógenos (pois podem ter sido alimentados com ração que contém pequenas doses de estrógenos que aumentam seu desenvolvimento) devem ser evitados (carne de vaca, aves de granja,porcos, etc.).

Para aliviar a dor e os sintomas, a mulher deve evitar alimentos com sal e com cafeína, como café, chocolates, chá e coca-cola, aumentar a ingestão de líquidos e usar sutiãs largos que sustentam melhor as mamas.