Antrazes estafilocóccicas (Antraz); furúnculos, foliculites ]]}}

Plantas Relacionadas na Literatura : Cebola+SF, .
Sintomas e Causas : Segundo A. Balbach, é uma dermatose infecciosa caracterizada pela inflamação do aparelho glandular pilo-sebáceo, sendo atingido, numa grande zona, o tecido celular subcutâneo. Localiza-se nas nádegas, no dorso, na nuca, etc. É provocada pelo estafilococo dourado, que penetra no corpo, com maior freqüência, nas partes friccionadas pela roupa. A roupa suja, em contato imediato com a pele, é quase sempre responsável pelo aparecimento do antraz. Como sintoma básico apresenta a aglomeração de vários furúnculos que formam um tumor com tendência de supuração. A pele apresenta-se vermelha, rija, e como se coberta por verniz. ———————————————— Foliculites, Furúnculos e Antrazes Estafilocóccicas Essas doenças são reações inflamatórias que se desenvolvem ao redor dos folículos pilosos. Estas entidades representam graus de severidade de um mesmo processo inflamatório. Na foliculite, a inflamação é superficial, envolvendo cada folículo. As lesões inflamatórias que disso resultam vão desde pápulas e pústulas até cistos sensíveis ou abscessos muito inflamatórios. A foliculite pode resultar de vários fatores diferentes, inclusive fricção, agentes químicos, medicamentos ou infecções. A causa mais comum é a infecção local pelo Staphilococos aureus, que provoca a reação inflamatória. Com o avanço do processo inflamatório e a disseminação para fora do folículo a resposta natural do hospedeiro é “cercar ” o processo, produzindo nódulos ou cistos inflamatórios profundos, conhecidos como furúnculos. As lesões inflamatórias mais extensas com uma base mais profunda (abscessos), geralmente do tecido subcutâneo, são chamados de antrazes. Com relação ao aspecto macroscópico a foliculite é caracterizada por pápulas e pústulas foliculares, cercadas de eritema. Já os furúnculos são nódulos ou cistos sensíveis profundos de 1-5cm, que inicialmente são firmes, mas que se tornam flutuantes em poucos dias. Os antrazes são caracterizados por abscessos drenantes sensíveis, profundos e eritematosos. Para o diagnóstico se faz o esfregaço corado com o Gram e a cultura do material pustuloso, obtido por incisão de uma lesão, ajuda na escolha correta do antibioticoterapia. O tratamento se baseia desde a boa higeiene e uso de antibióticos tópicos até drenagem de abscessos. fonte:www.hc.ufpr.br
Tratamentos Propostos : Segundo Dirceu (dirceu@paz.org.br), tratamento coadjuvante, uso interno: Ipê-roxo; Taiuiá; Japecanga-vermelha, e o composto Dirceu: Depur (com as plantas:amaroleite, bardana, calendola, carobinha-do-campo, erva-de-bicho, japecanga-vermelha, malva, milirramas, tanchagem, velame)(comumente usado como depurativo do sangue).Segundo Alfonsas Balbachas, 1959: uso do limão. Ver dados das plantas indicadas na literatura neste site em PLANTAS MEDICINAIS.
Dieta e Cuidados Recomendados : Reduzir alimentos gordurosos e aumentar consumo de frutas e verduras.