Ansiedade e angústia em jovens e adultos (combate efeitos) ]]

Plantas Relacionadas na Literatura : Agoniada (falsa-noz-moscada) Colonia, Camomila +, .
Sintomas e Causas : Segundo Dr. Degmar, é um sintoma conseqüente de diversos distúrbios psicoafetivos ou patologias psiquiátricas. Normalmente ocorrem diversos desvios de conduta nas pessoas que a possuem, (Teles: conforme a gravidade da patologia desenvolvida), tais como: medo do futuro (qualquer atividade) na ansiedade. Consultar em Doenças as patologias afins e correlatas, neste site.

Tomar o composto Calma Dirceu com as plantas: alecrim; artemisia; cevada, alfava-miuda; hortelã; falsa-melissa; mulungu; passiflora; poejo; camomila. No caso de preparados na forma aquosa usar: 7 até 12 anos: uma colher de chá; mais de 12 anos: uma colher de sobremesa. Em todas as idades [acima de 7 anos], usar 3 vezes ao dia. No caso de usar na forma de cápsulas contendo pó seco e moído da mistura de plantas indicadas ou de uma planta, tomar 1 cápsula, 3 vezes ao dia, 15 minutos antes das refeições,”em estado de fome”, ou quando se fizer necessário. Em crianças entre 2 e 4 anos, usar uma cápsula de Calma [a cada 2 dias], abri-la, e despejar seu conteudo do pó, em 200 mL de água destilada em início de fervura; ferver durante 5 minutos; apagar o fogo; tampar o recipiente e esperar amornar; coar o chá e guardar em geladeira com frasco revestido de papel aluminio [ou qualquer vedação da luz] durante no máximo 2 dias; usar uma xícara de café [cerca de 20 mL de chá] 3-4 vezes ao dia, principalmente nos horários antes das refeições quando a criança estiver com fome e com estomago vazio misturada com sucos ou pura adoçada com mel. Conceitizar o paciente da extrema necessidade do tratamento espiritual/emocional [ou quando criança; se esforçar para faze-la intender didaticamente que deve se acalmar voluntariamente] como o maior aliado dos medicamentos, promovendo a reforma dos pensamentos/comportamentos, plena aceitação da doença como resultado de uma vida que precisa ser adequada aos padrões atuais de comportamento ético e social[em casos de adultos visvendo um “estado de ansiedade generalisada]. Meditação, relaxamento, espiritualização, ligação com a natureza, exercícios físicos adequados e aceitáveis como gostosos, terapia ocupacional que mais se encaixa com o nosso jeito de ser, enfim, procedimentos que ajudem a reduzir a carga de adrenalina que o paciente injeta desnecessariamente e permanentemente no no seu organismo. Reduzir a carga de estresse que as crianças possam ter[vida fechada em apartamento com excesso de televisão ou videogame/computador], assim como estímulos de competição e violência, mesmo nos videogames e programas de TV e filmes.Segundo Dr. Degmar: usar: Maracujá (Passiflora spp (P. quadrangularis)), folha e flor, infuso; Valeriana (Valeriana officinalis), raiz, decocto; Camomila (Matricaria chamomila), flor, infuso; Melissa (Melissa oficinalis), planta toda, infuso, decocto; Erva-cidreira-de-rama (Lippia alba), flor, folhas, infuso; Cratageus, Espinheiro-alvar (Crataegeus oxyacantha), folhas, flores, infuso; Laranja comum (Citrus sinensis) flor, infuso; Kava-kava, pimenteira-kava (Piper methysticum), extrato seco; Alface (Lactuca sativa), suco do talo; Alfazema (Lavandula vera), planta toda, infuso, decocto; Hortelã (Mentha spp), folhas, infuso; Capim-cidreira (Cymbopogon citratus), planta toda, decocto, Mulungu (Erytrina mulungu), entrecasca, tintura, decocto. Segundo literatura: usar Erva-de-são-joão (Hypericum perfuratum), folhas e flores, infuso, (não pode ser usado juntamente com antidepressivos halopáticos, tipo Lexapro, e por pacientes com depressão crônica. ………………………………………… O kava-kava (Piper methysticum) é o único fitoterápico com estudos clínicos controlados que corroboram sua eficácia no tratamento da ansiedade, e tratamento de sintomas ansiosos. Andreatini R et al. Rev Bras Psiquiatria 2001;23(4):233-42

Dieta recomendada: cortar margarinas, manteigas, carne vermelha, frituras gerais, refrigerantes (mesmo diet e tipo cola), todo tipo de gordura mesmo chocolates, usar leite desnatado com aveia fina (Oat brean), 2 vezes ao dia. Diminuir alimentos estimulantes, tais como carne vermelha, café, refrigerantes (mesmo diet pois tem cafeína), chocolate, guaraná, etc. e gorduras saturadas. Aumentar consumo de mel, frutas e legumes. Segundo: Alimentos Saudáveis & Alimentos Perigosos - Reader´s Digest, o leite com açúcar pode na verdade vencer a ansiedade. Contém um aminoácido presente no leite, o triptofano, e carboidratos sob forma de açúcar. O L-triptofano estimula a produção de outro composto pelo organismo (serotonina/dopamina), que acalma e ajuda a induzir o sono. O açucar participa de forma indireta no processo de relaxamento. Quando se ingere açúcar [mas não o refinado], libera-se insulina, que interfere com outros aminoácidos, permitindo ao L-triptofano um acesso mais fácil ao cérebro, provocando a liberação de mais serotonina,e originando um estado calmo. Tomar o composto Calma Dirceu com as plantas: alecrim; artemisia; cevada, alfava-miuda; hortelã; falsa-melissa; mulungu; passiflora; poejo; camomila. No caso de preparados na forma aquosa usar: 7 até 12 anos: uma colher de chá; mais de 12 anos: uma colher de sobremesa. Em todas as idades [acima de 7 anos], usar 3 vezes ao dia. No caso de usar na forma de cápsulas contendo pó seco e moído da mistura de plantas indicadas ou de uma planta, tomar 1 cápsula, 3 vezes ao dia, 15 minutos antes das refeições,"em estado de fome", ou quando se fizer necessário. Em crianças entre 2 e 4 anos, usar uma cápsula de Calma [a cada 2 dias], abri-la, e despejar seu conteudo do pó, em 200 mL de água destilada em início de fervura; ferver durante 5 minutos; apagar o fogo; tampar o recipiente e esperar amornar; coar o chá e guardar em geladeira com frasco revestido de papel aluminio [ou qualquer vedação da luz] durante no máximo 2 dias; usar uma xícara de café [cerca de 20 mL de chá] 3-4 vezes ao dia, principalmente nos horários antes das refeições quando a criança estiver com fome e com estomago vazio misturada com sucos ou pura adoçada com mel. Conceitizar o paciente da extrema necessidade do tratamento espiritual/emocional [ou quando criança; se esforçar para faze-la intender didaticamente que deve se acalmar voluntariamente] como o maior aliado dos medicamentos, promovendo a reforma dos pensamentos/comportamentos, plena aceitação da doença como resultado de uma vida que precisa ser adequada aos padrões atuais de comportamento ético e social [em casos de adultos vivendo um "estado de ansiedade generalizada]. Meditação, relaxamento, espiritualização, ligação com a natureza, exercícios físicos adequados e aceitáveis como gostosos, terapia ocupacional que mais se encaixa com o nosso jeito de ser, enfim, procedimentos que ajudem a reduzir a carga de adrenalina que o paciente injeta desnecessariamente e permanentemente no no seu organismo. Reduzir a carga de estresse que as crianças possam ter[vida fechada em apartamento com excesso de televisão ou videogame/computador], assim como estímulos de competição e violência, mesmo nos videogames e programas de TV e filmes.Segundo Dr. Degmar: usar: Maracujá (Passiflora spp (P. quadrangularis)), folha e flor, infuso; Valeriana (Valeriana officinalis), raiz, decocto; Camomila (Matricaria chamomila), flor, infuso; Melissa (Melissa oficinalis), planta toda, infuso, decocto; Erva-cidreira-de-rama (Lippia alba), flor, folhas, infuso; Cratageus, Espinheiro-alvar (Crataegeus oxyacantha), folhas, flores, infuso; Laranja comum (Citrus sinensis) flor, infuso; Kava-kava, pimenteira-kava (Piper methysticum), extrato seco; Alface (Lactuca sativa), suco do talo; Alfazema (Lavandula vera), planta toda, infuso, decocto; Hortelã (Mentha spp), folhas, infuso; Capim-cidreira (Cymbopogon citratus), planta toda, decocto, Mulungu (Erytrina mulungu), entrecasca, tintura, decocto. Segundo literatura: usar Erva-de-são-joão (Hypericum perfuratum), folhas e flores, infuso, (não pode ser usado juntamente com antidepressivos halopáticos, tipo Lexapro, e por pacientes com depressão crônica.