Ácido úrico alto [GOTA]: REDUÇÃO COM CHÁ DE HORTELÃ

Substâncias

Cardápio sob medida para ácido úrico
Publicação: 01/02/2007
Ter ácido úrico nas veias é normal — ele é um produto do nosso metabolismo, gerado a partir da quebra das moléculas de proteína dos alimentos que ingerimos. Ele passa para o sangue e parte dele deve ser eliminado pelos rins e intestinos.
Mas algumas pessoas têm dificuldade em eliminá-lo ou o produzem em excesso.
O diagnóstico de hiperuricemia é feito por meio de exames que analisam a quantidade de ácido úrico no sangue.


Efeitos

A gota, um dos problemas mais comuns do excesso desse ácido, é uma doença hereditária que atinge muito mais homens do que mulheres — a proporção é de 8 para 1. “O ácido úrico se deposita nos tecidos das articulações e pode destruí-los”, explica o nutrólogo Valter Makoto (SP).
Nem todos os que têm altas taxas de ácido úrico terão problemas. Mas quem tem predisposição genética para as crises de gota deve ficar atento: os primeiros sintomas incluem dores nas articulações, principalmente no dedão do pé, inchaço e vermelhidão na região. A dor pode se espalhar para as articulações dos joelhos, cotovelos, mãos e ombros. “O excesso de ácido úrico também causa tofos, pequenos caroços na pele. E, quando seus cristais se depositam nos rins, formam os cálculos renais, a famosa pedra nos rins”, alerta Nelson Iucif Jr., médico e diretor do departamento de Nutrologia Geriátrica da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran).

E o pior: Pesquisa recente, realizada pelo Instituto do Coração do Hospital das Clínicas (Incor), conclui que o ácido úrico sozinho é capaz de aumentar em 3,5 vezes os riscos de um adulto apresentar calcificação nas artérias do coração — o que significa um potencial 10 a 12 vezes maior de ocorrer um infarto e morte súbita.

Não há cura para este mal, mas é possível controlar os níveis de ácido úrico no sangue. Em casos mais graves, há medicamento específico, usado fora das crises. Para a maioria das pessoas que tem hiperuricemia, a recomendação é evitar os fatores agravantes, como exercícios em excesso, uso de diuréticos e anti-inflamatórios e dietas ricas em purinas — substâncias de alguns alimentos que fazem parte das proteínas e que ajudam a aumentar a concentração de ácido úrico. E quem tem gota deve evitar bebidas alcoólicas. “Elas ajudam o ácido úrico a formar um cristal e a entrar na articulação”, explica Nelson Iucif.

A seguir, confira quais alimentos são permitidos, quais são proibidos e um cardápio de sete dias para se manter longe das crises.

NO CARRINHO DO SUPERMERCADO
Veja a lista ideal de compras de quem está com o ácido úrico elevado:

PRODUTOS PROIBIDOS
Carnes: bacon, vitela, cabrito, carneiro, miúdos (fígado, coração, rim, língua). Peixes e frutos do mar: salmão, sardinha, truta, bacalhau, ovas de peixe, marisco, ostra, camarão. Aves: peru e ganso. Bebidas alcoólicas.

PERMITIDOS COM MODERAÇÃO
Carnes: vaca e frango. Peixes e frutos do mar: lagosta, caranguejo. Leguminosas: feijão, grão-de-bico, ervilha, lentilha, aspargos, cogumelos, couve-flor, espinafre.

LIBERADOS
Leite, chá, café, chocolate, queijo amarelo magro, ovo cozido, cereais como pão, macarrão, fubá, arroz branco, milho, mandioca, sagu, vegetais (couve, repolho, alface, acelga e agrião), doces e frutas.

PARA MATAR A FOME SEM DOR
Confira um cardápio seguro e saudável para quem sofre com a hiperuricemia, elaborado pelo nutrólogo Valter Makoto (SP):

SEGUNDA-FEIRA
CAFÉ DA MANHÃ
1 col. (chá) de geléia de fruta, 1 pêra
1 xíc. de café com leite e açúcar
2 fatias de pão integral
LANCHE DA MANHÃ
1 maçã
ALMOÇO
1 posta de peixe cozido (200 g)
3 col. (sopa) de arroz integral
1 concha de lentilha cozida
100 g de palmito
100 g de salada de legumes
LANCHE DA TARDE
1 iogurte
2 col. (sopa) de aveia em flocos
JANTAR
1 fatia média de melancia
3 col. (sopa) de arroz parboilizado
1 panqueca média de carne
100 g de palmito
100 g de couve-flor cozida
100 g de alface
LANCHE DA NOITE
100 g de melão
1 xíc. de chá de carobinha*

TERÇA-FEIRA
CAFÉ DA MANHÃ
1 col. (chá) de geléia de fruta
1 xíc. de café com leite e açúcar
2 fatias de pão integral
1 banana cozida
LANCHE DA MANHÃ
1 maçã média
ALMOÇO
100 g de salada de legumes
100 g de cogumelo em conserva
3 col. (sopa) de arroz integral
1 peito médio de frango assado
1 fatia média de melancia
LANCHE DA TARDE
200 ml de leite de soja desnatado
3 col. (sopa) de aveia em flocos
3 damascos
JANTAR
100 g de salada de legumes
100 g de aspargos
100 g de agrião
1 concha média de sopa de legumes
1 fatia média de mamão
LANCHE DA NOITE
1 xíc. de chá de carobinha*
1 pêra média

QUARTA-FEIRA
CAFÉ DA MANHÃ
1 col. (chá) de geléia de fruta
1 xíc. de café com leite e açúcar
2 fatias de pão integral
100 g de melão
LANCHE DA MANHÃ
1 iogurte
ALMOÇO
1 posta de peixe cozido (200g)
100 g de salada de legumes
100 g de bertalha refogada
100 g de melão
3 col. (sopa) de arroz integral
LANCHE DA TARDE
3 ameixas secas, 1 iogurte
3 col. (sopa) de aveia em flocos
JANTAR
1 concha média de sopa de legumes
100 g de acelga, 100 g de repolho
cozido, 100 g de palmito
1 col. (sopa) de cogumelo
100 g de melão
LANCHE DA NOITE
1 xíc. de chá de carobinha*, 1 maçã

QUINTA-FEIRA
CAFÉ DA MANHÃ
1 col. (chá) de geléia de fruta
2 fatias de pão integral
1 xíc. de café com leite e açúcar
1 maçã
LANCHE DA MANHÃ
1 pêra, 1 potinho de leite fermentado
ALMOÇO
100 g de salada de legumes
3 col. (sopa) de arroz integral
100 g de couve cozida
1 peito médio de frango assado
3 col. (sopa) de purê de inhame
1 pires cheio de agrião picado
1 fatia pequena de melancia
LANCHE DA TARDE
200 ml de leite de soja desnatado
2 col. (sopa) de aveia em flocos
3 ameixas secas
JANTAR
1 concha média de sopa de legumes
100 g de agrião, 100 g de shiitake
100 g de berinjela
1 colher (sopa) de espinafre cozido
100 g de morango
LANCHE DA NOITE
1 xíc. de chá de chapéu-de-couro*
1 fatia média de mamão

SEXTA-FEIRA
CAFÉ DA MANHÃ
1 col. (chá) de geléia de fruta
1 xíc. de café com leite e açúcar
2 fatias de pão integral
1 fatia pequena de mamão
LANCHE DA MANHÃ
1 iogurte de soja
ALMOÇO
100 g de acelga, 1 filé de frango
3 col. (sopa) de arroz parboilizado
3 col. (sopa) de purê de batata
100 g de salada de legumes
LANCHE DA TARDE
1 iogurte
JANTAR
1 pires de alface crespa picada
1 col. (sopa) de cogumelo
1 concha média de sopa de legumes
100 g de salada de legumes
3 col. (sopa) de abóbora cozida
1 pêra média
LANCHE DA NOITE
1 xíc. de chá de carobinha*
1 banana-maçã cozida

SÁBADO
CAFÉ DA MANHÃ
1 col. (chá) de geléia de fruta
1 xíc. de café com leite e açúcar
2 fatias de pão integral
1 fatia de melão
LANCHE DA MANHÃ
1 banana
ALMOÇO
100 g de salada de legumes
3 col. (sopa) de arroz parboilizado
1 posta pequena de peixe cozido
100 g de espinafre cozido
1 col. (sopa) de shiitake, 1 pêra
LANCHE DA TARDE
3 col. (sopa) de aveia em flocos
1 pote de iogurte de soja
3 damascos
JANTAR
2 conchas de sopa de legumes
100 g de agrião, 100 g de acelga
100 g de aspargo em conserva
100 g de shiitake
1 fatia pequena de melão
LANCHE DA NOITE
1 xíc. de chá de chapéu-de-couro*
1 fatia pequena de mamão papaia

DOMINGO
CAFÉ DA MANHÃ
1 col. (chá) de geléia de fruta
2 fatias de pão integral
1 fatia de melancia
1 xíc. de café com leite e açúcar
LANCHE DA MANHÃ
1 fatia de melancia
ALMOÇO
1 bife de carne assada
3 col. (sopa) de arroz parboilizado
3 col. (sopa) de purê de batata
100 g de salada de legumes
100 g de salada de frutas
LANCHE DA TARDE
1 iogurte
JANTAR
100 g de nhoque
100 g de salada de legumes
6 col. (sopa) de brócolis cozido
1 col. (sopa) de cebola picada
3 col. (sopa) rasas de cogumelo
100 g de salada de frutas
LANCHE DA NOITE
3 ameixas secas
1 xíc. de chá de chapéu-de-couro*

* FITOTERÁPICOS QUE AJUDAM A EVITAR A FORMAÇÃO DE CÁLCULOS RENAIS

Fonte: CAROLINA SALLES – VIVA SAÚDE