CARNE VERMELHA; FONTE DA VITAMINA DO COMPLEXO B

Substâncias

VITAMINA DO COMPLEXO B: TIAMINA[B1]; NIACINA [B3]; PIRIDOXINA [B6]; FOLACINA [B9]; COBALAMINA[B12]


Efeitos

Carne vermelha é fonte de vitamina B, diz artigo
Publicação: 27/03/2006
As vitaminas do complexo B são encontradas em uma ampla variedade de alimentos. Entretanto, as carnes vermelhas, as de aves e os peixes,  são as principais fontes dietéticas de várias destas vitaminas – tiamina, riboflavina, niacina, vitamina B6 e vitamina B12, diz artigo assinado pela pesquisadora e médica veterinária e mestranda pela Esalq/Cena/USP, Juliana Santin. Segundo o artigo publicado no dia 20, no site: (http://www.beefpoint.com.br/bn/carnesaude/artigo.asp),

as carnes, como a carne bovina, são importantes fontes dietéticas de vitaminas hidrossolúveis do complexo B.
Originalmente, pensava-se que a “vitamina B” era uma substância única com funções no crescimento. Depois, foi provado que não se tratava de um, mas sim, de vários diferentes fatores de crescimento e coenzimas, que estão funcionalmente relacionados.
Atualmente existem oito vitaminas do complexo B: tiamina, riboflavina, niacina, vitamina B6, vitamina B12, ácido pantotênico e biotina.
Foram estabelecidas as quantidades recomendadas de ingestão pela dieta dessas vitaminas. Quanto as quantidades reais de vitaminas do complexo B presentes em qualquer corte particular de carne pode depender de fatores como espécie, idade e grau de gordura. As carnes vermelhas cozidas, como por exemplo, a carne bovina, pode conter um pouco mais de algumas das vitaminas do complexo B por unidade de peso do que as carnes cruas devido à perda de umidade que ocorre com o cozimento. Apesar de poder ocorrer pequenas perdas de outras vitaminas pelo cozimento, a maioria das vitaminas do complexo B são relativamente estáveis ao cozimento e métodos de processamento.

Funções das vitaminas do complexo B
Em geral, as vitaminas do complexo B auxiliam na utilização de energia e ajudam a regular muitas das reações químicas necessárias para promover o crescimento e manter a saúde
Por exemplo:
Tiamina (B1): funciona como uma coenzima no metabolismo de carboidratos e de aminoácidos de cadeia ramificada, promove o apetite e contribui para o funcionamento normal do sistema nervoso.
Riboflavina (B2): funciona como uma coenzima na produção de energia dentro das células do corpo e auxilia na visão normal e na saúde da pele.
Niacina (B3): funciona como uma coenzima na síntese de gordura, na respiração dos tecidos e na utilização de carboidratos; promove a saúde da pele, dos nervos e do trato digestivo; e estimula o apetite normal. Os “equivalentes de niacina” são medidas da quantidade real de niacina presente, adicionando a potencial niacina gerada na conversão do aminoácido triptofano. Aproximadamente 1 miligrama de niacina é produzida pelo corpo a partir de 50 miligramas de triptofano dietético.
Vitamina B6 (piridoxina e compostos relacionados): funciona como uma coenzima no metabolismo de aminoácidos e ácidos graxos. Esta vitamina ajuda a converter triptofano em niacina. A vitamina B6 influencia o desenvolvimento cognitivo, a função imunológica e a atividade dos hormônios esteróides.
Vitamina B9 (folato, ácido fólico ou folacina): funciona como uma coenzima no metabolismo dos ácidos nucleicos e de aminoácidos e é importante na formação de novas células. É importante um status adequado de ácido fólico antes e durante a gestação para reduzir os riscos de defeitos no tubo neural do feto, que é uma importante causa de mortalidade.
Vitamina B12 (cobalamina): é encontrada somente em produtos animais e é necessária para a síntese de DNA, o componente que contém os genes das células. Esta vitamina também ajuda na manutenção dos tecidos nervosos e na formação normal do sangue. Indivíduos com deficiência de vitamina B12 apresentam distúrbios neurológicos. Quando crianças foram alimentadas com uma dieta estritamente vegetariana, ou seja, totalmente destituída de carne ou outros produtos de origem animal até os seis anos de idade, exibiram deficiência marginal de vitamina B12 e prejuízo das funções cognitivas na adolescência.
As Deficiências de vitaminas do complexo B, como ácido fólico, vitamina B6, vitamina B12 e riboflavina podem aumentar os níveis sanguíneos de homocisteína. Existem evidências de que um nível elevado de homocisteína é um fator de risco independente para doenças cardiovasculares e derrames.
Autor: Mídiamax
2000 – 2008 ZooNews | Todos os direitos reservados