CAFÉ – CARDÍACOS; USO SEGURO DO

Substâncias

DIVERSAS


Efeitos

Estudo garante que café NÃO CAUSA PREJUÍZOS PARA CARDÍACOS COM DOSE CORRETA.
Publicação: 25/04/2006 

No entanto, o estudo adverte que o café está geralmente associado ao tabaco e ao álcool, o que eleva o risco de doenças cardiovasculares.

A pesquisa, que examinou 128 mil homens e mulheres ao longo de 20 anos, não encontrou uma vinculação direta entre doenças cardíacas e a quantidade de cafeína consumida.

“O estudo demonstra que não existe uma associação entre o café filtrado e as doenças coronárias”, disse Esther López-García, da Faculdade de Medicina da Universidade Autônoma de Madri, que participou da pesquisa com cientistas da Escola de Medicina da Universidade de Harvard.

“A ausência de efeito é uma boa notícia, porque o café é uma das bebidas de maior consumo no mundo”, acrescentou.

No entanto, Rob van Dam, da Escola de Saúde Pública de Harvard, não descarta que haja problemas de saúde para algumas pessoas que bebam muito café. “Não podemos excluir uma relação entre o consumo de café e o risco de problemas cardíacos em pequenos grupos”, admitiu.

Um estudo divulgado em março pelo “Journal of the American Medical Association” revelou que há pessoas com uma versão “lenta” de uma enzima hepática que correm maior risco de transtornos cardíacos se beberem muito café, em comparação com as que têm um metabolismo “rápido”.

Os cientistas determinaram que mais da metade das mulheres e 30% dos homens que tomavam seis ou mais xícaras de café por dia também fumavam, bebiam álcool e usavam aspirina.

Além disso, era menos provável que bebessem chá, fizessem exercícios ou utilizassem suplementos vitamínicos.

Fonte: EFE