Candidíase – o que não se pode comer ; e o que mata os fungos que a provocam

Receita 1:

O QUE NÃO  SE  PODE COMER
açúcar e doces em geral, mel, melado, karo, maple, malte pão, biscoito, torta, pastelaria, torrada, bolo e qualquer outro produto que leve farinha ou fermento melões, bananas, maçã, uvas, manga, abacaxi e a maioria das frutas doces e ácidas sucos de frutas, especialmente de laranja, e todos os que vêm em caixinhas, porque elas criam fungos por dentro; frutas secas (ameixa, damasco, tâmara, uvas-passas, banana-passa etc, que além de açúcar (frutose) sempre têm muito fungo (há monílias que reagem muito mais a tâmaras do que a sorvetes cremosos ou bombons) nozes, castanhas e amêndoas em geral também têm muito fungo; amendoim, grande formador de cândida e possível portador de aflatoxina; vinagre de qualquer tipo bebidas alcoólicas; leite, queijos, requeijão e creme de leite; batata-inglesa, batata-doce, batata-baroa, inhame, cará, aipim; farinha de mandioca; milho verde; arroz branco, macarrão branco e outros alimentos ricos em amido, como cremo gema, farinha de arroz, farinhas lácteas beterraba também não pode, por causa do açúcar produtos fermentados da soja – misso, shoyu, tempê, natô  frituras, empanados, gordura em geral ; comidas que provoquem reações alérgicas em você, já que elas enfraquecem o sistema imunológico e assim abrem as portas para a cândida ; café e chá preto, porque contêm cafeína e afetam o equilíbrio do açúcar no sangue; além disso, as folhas do chá preto são fermentadas
Por quanto tempo? Veja com sua médica. A ideia é não alimentar a cândida, mas também não podemos matar você de fome. E essa dieta dá fome, meninas, eu fiz

The Missing Diagnosis, C. Orian Truss, P.O. Box 26508, Birmingham, Alabama, 1983.

Receita 2:

O QUE MATA OS FUNGOS
ácido caprílico, ou caprilato de sódio
, um ácido graxo natural, demonstrou capacidade de restaurar e manter um equilíbrio entre fermentos, bactérias e outros microrganismos no intestino grosso.
Dosagem: 300 mg a 1 g junto com as refeições.

O valor do alho no combate à cândida foi comprovado em vários estudos, sendo até mais poderoso do que violeta genciana, nistatina e vários outros renomados fungicidas para uso tópico (dermatites, infestações nos pés, nas unhas, etc).

Pode ser alho fresco, cru, mastigado ou amassadinho e incorporado à comida; ou extrato de alho envelhecido, que não deixa cheiro nem causa o desconforto digestivo que algumas pessoas sentem quando comem muito alho cru; ou ainda cápsulas de óleo de alho.
Cebola, cravo e raiz-forte têm efeito semelhante ao do alho, mas não tão incisivo. Gengibre, canela, romã, tomilho, melissa, camomila e alecrim também são úteis. Lactobacilos de todos os tipos são importantíssimos para a recolonização da flora intestinal: controlam o crescimento dos bacilos, fermentos e micróbios nocivos através de uma produção própria de antibióticos naturais.
Os principais são os lactobacilos bulgáricos, acidófilos e bífidos. Os bulgáricos são os que transformam o leite em iogurte; acidófilos, extremamente resistentes a todos os tipos de antibióticos sintéticos, você compra em cápsulas na farmácia, assim como os bífidos
,ou faz de repolho, assim: Lactobacilos de repolho
De manhã bater no liquidificador durante meio minuto, primeiro devagar depois em alta velocidade, 3/4 copos (420 ml) de água pura ou destilada com 3 copos (720 ml) de repolho cortado bem fininho e não muito apertado.
Colocar a mistura num vidro, cobrir com um pano fino e deixar à temperatura ambiente durante 72 horas; coar e jogar fora o bagaço.
Do líquido, apelidado Rejuvelac, 1/4 de copo (60 ml) são o fermento: reservar. Bater novamente no liquidificador 3 copos de repolho cortado fininho com 1 1/2 copo (360 ml) de água pura, colocar no vidro, juntar os 60 ml do primeiro Rejuvelac. Chacoalhar o vidro, cobrir e deixar à temperatura ambiente durante 24 horas (o processo vai mais rápido agora porque já tem o fermento).
Guardar o resto do Rejuvelac na geladeira e tomar 1/2 copo (120 ml) três vezes ao dia, junto com as refeições. Jogar fora qualquer resto de Rejuvelac depois de 24 horas. Usar diariamente de um a três meses. O sabor do bom Rejuvelac  é ácido e ligeiramente gasoso, lembrando iogurte natural ou água mineral gasosa forte.
Se o gosto for podre, jogue fora e comece de novo

The Missing Diagnosis, C. Orian Truss, P.O. Box 26508, Birmingham, Alabama, 1983.
——————————————————————————–
Dr  AC >> Para candidíase oral , aplicar Tintura de Tomilho (ver como fazer em Receitas;   2 ml da tintura ; 2 a 3 vezes ao dia

 

Receita 3:

Recita para REJUVELAC
antibióticos naturais. Os principais são os lactobacilos bulgáricos, acidófilos e bífidos. Os bulgáricos são os que transformam o leite em iogurte; acidófilos, extremamente resistentes a todos os tipos de antibióticos sintéticos, você compra em cápsulas na farmácia, assim como os bífidos, ou faz de repolho, assim: Lactobacilos de repolho De manhã bater no liquidificador durante meio minuto, primeiro devagar depois em alta velocidade, 1 3/4 copos (420 ml) de água pura ou destilada com 3 copos (720 ml) de repolho cortado bem fininho e não muito apertado. Colocar a mistura num vidro, cobrir com um pano fino e deixar à temperatura ambiente durante 72 horas; coar e jogar fora o bagaço. Do líquido, apelidado Rejuvelac, 1/4 de copo (60 ml) são o fermento: reservar. Bater novamente no liquidificador 3 copos de repolho cortado fininho com 1 1/2 copo (360 ml) de água pura, colocar no vidro, juntar os 60 ml do primeiro Rejuvelac. Chacoalhar o vidro, cobrir e deixar à temperatura ambiente durante 24 horas (o processo vai mais rápido agora porque já tem o fermento). Guardar o resto do Rejuvelac na geladeira e tomar 1/2 copo (120 ml) três vezes ao dia, junto com as refeições. Jogar fora qualquer resto de Rejuvelac depois de 24 horas. Usar diariamente de um a três meses. O sabor do bom Rejuvelac é ácido e ligeiramente gasoso, lembrando iogurte natural ou água mineral gasosa forte. Se o gosto for podre, jogue fora e comece de novo
The Missing Diagnosis, C. Orian Truss, P.O. Box 26508, Birmingham, Alabama, 1983.