Alamandra-amarela

Nome Científico: Allamanda cathartica (Apocynaceae)

Orgão da Planta:

Planta toda foto: http://w3.Ckhmp/plant-handbook2/page11.jpg

A Allamanda cathartica L., também conhecida como dedal-de-dama é uma planta tóxica ornamental da família Apocynaceae.

É uma trepadeira arbustiva e latescente. Possui quatro folhas verticiladas, oblongas ou ovadas, acuminadas e glabras. As flores são amarelas, fasciculadas, axilares e campanuladas. A simetria de sua flor é actinomorfa; é cíclica, dialissépala, gamopétala e diclamídea; o seu estigma é ramificado; seus estames são livres, possuindo deiscência rimosa, isostêmone e epipétalo. As folhas são verticiladas e apresentam nervação peninérvea. O fruto é do tipo cápsula bivalve, contendo poucas sementes,

Uso Medicinal e Toxicidade

Esta planta tóxica é muito utilizada na medicina popular, principalmente como purgante (catártico). Porém, este uso, bem como as ingestões acidentais da planta, acarretam distúrbios gastrintestinais intensos caracterizados por náuseas, vômitos, cólicas abdominais e diarreia, em razão da presença de saponinas.     https://pt.wikipedia.org/wiki/Alamanda

 

Substância Tóxica:

Glicosídeo cardiotóxico e saponinas

Ação Tóxica:

Uso terapêutico: antitérmico, antitussígeno, catártico, emético, laxante, purgativo e vermífugo; Sintomas: náuseas, vômitos, cólicas, diarréia, desidratação. (Autor: Daniel Camara Barcellos: www.plantastóxicas.hpg.ig.com.br/tóxicas_lista.htm)[espécie alternativa: Jaminum mesny]

Foto:

Foto 2:

Foto 3: