Acidentes ou reações provocados por plantas

Nome Científico: www.anaisdedermatologia.org.br/public/artigo.aspx

Ação Tóxica:

Reações ou acidentes provocados por plantas As DCP podem ser didaticamente classificadas em 1. DCP irritativas, incluindo-se aqui aquelas provocadas por traumatismo mecânico ou químico (reações urticantes e eczematosas); 2. DCP alérgicas; 3. fitofotodermatoses (fotoalérgicas, fototóxicas); 4. pseudodermatites de contato por plantas, além das reações que envolvem outros órgãos e sistemas. Como a dermatologia botânica vem passando por contínua renovação de conceitos e classificação, a classificação recém-apresentada também está sujeita a críticas e reformulação, principalmente se considerarmos que uma planta não equivale a uns contactante, mas a um conjunto deles, agindo ou interagindo coletivamente, nas dermatites, dermatoses e outros quadros clínicos cutâneos ou sistêmicos, em diferentes mecanismos de ação. Seguindo-a, contudo, em função de ser a mais usada atualmente, abordaremos algumas das plantas mais importantes no estudo das DCP, de conhecimento e utilização mundial, acrescentando algumas informações novas sobre espécies vegetais brasileiras, sobretudo as nordestinas, até o momento menos estudadas na literatura médica ou por ela conhecidas como causadoras de dermatites.