Uva

Nome cientifico: Vitis vinifera L. (Vitis spp.)

Sinonímia: Rústicas de mesa: Niagara Branca, Niagara rosada, Isabel, Concord, etc. Finas de mesa: Itália, Rubi, Benitaka, Braisl, Red Globe, Patrícia, etc. Sem sementes: IAC-514-5 "Maria", IAC-457-11 "Paulistinha", IAC-572, 420-A "Centennial Seedless"; Para indústria: Máximo, Seibel-2, Isabel, Rainha, Niagara branca, Niagara rosada, Jd 930, "Madalena", etc.

Composição Química: Fonte de Vit. A, Vit. B1 ( Tiamina ), Vit. B2 ( Riboflavina), açúcares, sais minerais, taninos, flavonóides, pigmentos anticiânicos.


Dados para Cultivo

Propagação: Mudas enxertadas em porta-enxerto recomendado.

Espaçamento: Varia com a variedade e finalidade escolhida.

Época de Plantio: Mudas enraizadas, ensacoladas: campo: outubro a dezembro.

Época Colheita: Fruto: regiões tradicionais: dezembro a março; regiões Oeste-Noroeste: março a abril e outubro a novembro.


Informações Gerais

Contra Indicações:

Os doentes do fígado devem evitar a variedade moscatel pois tendo elevado teor de açúcar, poderia prejudicar este órgão.

Teles, pela mesma razão, recomenda o cuidado no consumo dos diabéticos, principalmente os do tipo II

Valor Alimenticio: Graças às substância aquosas e sais de potássio, atua como depurativo do sangue ajudando a eliminar substâncias tóxicas. O seu ferro facilmente assimilável atua como renovador dos tecidos, substituindo os alimentos ferruginosos sem fatigar o estômago. Como fixa as gorduras atua como alimento energético revitalizando o organismo. Tem efeito desintoxicante, exercendo ação laxante e diurética. Pode ser consumido de diversas formas: suco, in natura, vinho (respeitando-se dose é um estimulante energético)., geleias, etc.


Uso Medicinal

Uso Principal:

Estudos recentes indicam a sementes de uva como fornecedoras de Tirosina que pode ser usada como suplemento nutricional para atuar na produção de neurotransmissor que entre outras ações bioquímicas aumenta a produção de Dopamina, produzindo efeitos favoráveis na hiperatividade (ver dados desta patologia usando a palavra-chave HIPERTATIVIDADE neste site. Ver outros suplementos para estimular Dopamina em Alim. Funcionais também neste site.Estudos indicam o uso de preparados farmacêuticos da semente da uva para tratamento de problemas envolvendo a mácula da retina dos olhos (problemas neurológicos)que são: Radifree, ou Vinera, ou Celox, uso oral, 3 vezes ao dia, doses recomendadas nas bulas.

Informação pessoal de Dr. Milton Maguolo Filho, indica uso para melhorar circulação dos olhos influenciando positivamente em casos diagnosticados como “mácula da retina” [fundo dos olhos].

Uso Normal:

Atua sobre o fígado, rins, intestinos. Atua nos intoxicados, arterioscleroses, comedores pletóricos. Ativa a diurese (rins), intestinos (substâncias pépticas e tartaratos), fígado (açúcares). É peitoral, refrescante, depurativa, diurética, aperitiva, calmante (ajudando na ansiedade), anti-escorbútica, tônica, reconstintuinte. Fluidifica o sangue inriquecendo-o de glóbulos vermelhos, regulariza a circulação sangüínea e a respiração, refresca os intestinos, melhora nas diarréias e disenterias, tonifica o organismo. Favorece a mudança da flora bacteriana no intestino, dificultando a formação de produtos tais como indol, escatol e fenol, normalmente resultados de putrefação intestinal (que representam grandes riscos para a saúde). Ativa as funções hepáticas principalmente a produção de bílis, sendo indicada na cura da icterícia, hipertrofia do fígado, hiperemia do fígado dos alcóolatras, no catarro crônico das vias hepáticas. Atua nas bronquites crônicas, no catarro crônico dos pulmões, na tuberculose. Bom para os rins, atuando na nefrite, catarro vesical, pertubações da bexiga e do aparelho urinário. Como tem poder de fixação das gorduras, atua como formação de “poupança energética do organismo” atuando nas moléstias que provocam desnutrição e debilidade. Tem efeito desintoxicante, exercendo ação laxante e diurética, drena as vias biliares efetuando uma verdadeira lavagem do sangue , facilitando a eliminação dos materiais morbidosas para o exterior. Melhora a capacidade funcional dos emunctórios. Pode ser preventivo do câncer por atuar no sistema imunológico. Por todas estas razões, na antigüidade, recomendava-se um tratamento denominado “cura pela uva”, que consistia em passar-se dias alimentando-se exclusivamente com uvas, objetivando-se uma completa recuperação do organismo debilitado. Tem propriedades de abaixar taxas altas de colesterol no sangue. Pode-se usa-la também na forma de chá de folhas e gavinhas (órgão espiralado que a planta usa para fixa-la nas parreira), na dose de duas colheres de sopa de material seco e picado (folhas e gavinhas) em uma xícara de chá de água fervente sem cloro (água mineral) durante 5 minutos.

Foto:

Foto 2: