Tajá-de-cobra

Nome cientifico: Dracontium asperum C. Kak.

Sinonímia: Tarumã (não confundir com a árvore do mesmo nome) , jararaca-tajá, milho-de-cobra, erva-jararaca, teiú.
[Ufla-Faepe-Dr.Pereira Pinto}

Composição Química:

Óleo essencial, pineno, cafeno-cineol, pectina.[Ufla-Faepe-Dr.Pereira Pinto}


Dados para Cultivo

Propagação: planta nativa, em canteiros: raiz

Espaçamento: planta nativa

Época de Plantio: planta nativa da Amazônia e meio oeste do Brasil

Época Colheita: casca, tubérculo (tamanho de maçã), folhas, pecíolo: ano todo


Uso Medicinal

Uso Normal:

Usa-se a casca, em decoto, como: digestivo, na sífilis, nas dermatoses e reumatismo. Usa-se as folhas, como infusão, como: depurativo, diurético. Usa-se o tubérculo, como pó: coqueluche, asma. Usa-se o pecíolo , como suco, interna e externamente: mordedura de cobra.[Ufla-Faepe-Dr.Pereira Pinto}

Características:

Originária da Amazônia. Erva tuberosafolha com pecílo de até 3m de comprimento e 4cm de diâmetro, com manchas largas e longas, esverdeadas pardacentas arrocheadas, provido na base de pequenas protuberâncias, reunidas em grupos, que dispõem em longas séries alternadas; lâminas foliar tripartidas, com 1 m diâmetro, segmentos da folha bipartidas e estas sessões por sua vez, iregularmente pinatipartidas; na axila dos restos das folhas mortas, ao redor do tubérculo, originam-se bulbilhos com função de reprodução vegetativa; pedunculo com 10 cm ou mais de comprimento; flores hermafroditas, com perigônio de 5-9 pétalas, tépalas unguiculado-espatuladas; baga turbinada com 12-15 cm comprimento e 10mm de espessura; sementes reniformes.[Ufla-Faepe-Dr.Pereira Pinto}

Foto: