Quiabo –

Nome cientifico: Hibiscus esculentus, L.

Sinonímia: Amarelinho, campinas, colhe bem, esmeralda, roxo, santa cruz

Composição Química:

Em 10 g de quiabo existem: vitamina A: 850UI, vitamina B1: 130 mcg, vitamina B2: 75 mcg, vitamina B5: 0,7 mg, ácido ascórbico (vitamina C): 25,80 mg


Dados para Cultivo

Propagação: semente, 8 kg/ha

Espaçamento: 1,2 x 0,5 m (duas plantas/cova)

Época de Plantio: setembro a março

Época Colheita: folhas: período vegetativo; fruto: 60 a80 dias após plantio


Informações Gerais

Valor Alimenticio:

Fonte de Vit. A, B1, B2, Niacina, Vit.C. Deve ser comido muito tenro, cozido, frito ou  refogado ou em salada; para tirar a gosma, adicionar suco de limão na hora da fervura;

TELES: como o Quiabo é considerado um bom laxante de efeito mecânico, para quem precisa desta ação, poderá optar por prepara-lo mantendo-se sua gosma , conhecido popularmente como “quiabo babento” (receita tradicional mineira: frango com quiabo).


Uso Medicinal

Uso Principal:

Dr. Morais: o legume é emoliente, refresca os intestinos, é laxante mecânico (mas só deve ser comido muito tenro e com sua “baba”).

Dr. Manfred: cataplasma de folhas cozidas: pneumonia, bronquite, acompanhado de um chá (infusão) das flores ou frutos, adoçado, ajudando na cura da tuberculose.

Foto:

Foto 2: