Pau-pereira (Pereirinha)-

Nome cientifico: Geissospermum vellosi Fr. All.

Sinonímia: Quinara, acairana, camará-do-mato, canudo amargoso, pau-forquilha, pereirinha

Composição Química:

Pereirina [foi o primeiro alcaloide isolado no Brasil], geissospermina, veloisina (alcaloides) goma, resina amarga (casca) . Márcia R. Almeida*; Josélia A. Lima; Nadja P. dos Santos; Angelo C. Pinto


Dados para Cultivo

Propagação: planta nativa, semente

Espaçamento: planta nativa

Época de Plantio: planta nativa

Época Colheita: casca: ano todo


Informações Gerais

Contra Indicações:

É toxica para o gado .

Observações:

É um dos componentes da ” Água Inglesa “.


Uso Medicinal

Uso Principal:

As cascas do Pau-pereira foram, durante dois séculos, um importante remédio no combate a diversas doenças, devido às propriedades terapêuticas dos alcaloides presentes nas cascas da espécie e atualmente pesquisas estão sendo realizadas para comprovação científica de sua eficácia no combate a doenças virais como Aids, herpes e hepatite C.[Outras pesquisas para: prisão-de-ventre, malária]; Márcia R. Almeida*; Josélia A. Lima; Nadja P. dos Santos; Angelo C. Pinto

Uso Normal:

Na forma de decoto, da casca, como: febrífuga; no impaludismo; como tônico amargo; na inapetência.

Características:

Márcia R. Almeida*; Josélia A. Lima; Nadja P. dos Santos; Angelo C. Pinto
Departamento de Química Orgânica, Instituto de Química, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Centro de Tecnologia, Bloco A, Cidade Universitária, 21941-909 Rio de Janeiro-RJ, Brasil
O artigo descreve a história da pereirina, um alcaloide extraído das cascas da Geissospermum vellosii Allemão, uma espécie de planta brasileira da família Apocynaceae, conhecida popularmente como Pau-pereira. A classificação botânica desta espécie e o emprego da pereirina na medicina popular foram as razões que acirraram a disputa entre os farmacêuticos brasileiros e estrangeiros pela glória de sua descoberta no Brasil do século XIX. Neste estudo constatou-se que a glória desta descoberta é do farmacêutico brasileiro Ezequiel Corrêa dos Santos e desta maneira, a pereirina é o primeiro alcaloide isolado no Brasil.

Foto:

Foto 2:

Foto 3: