Mostarda; Ruibarbo

Nome cientifico: Brassica campestris L , Brassica rapa L.

Sinonímia: Colza, couve, falso-nabo, ruibarbo, nabeira, nabo-branco, couve-nabeira.

Composição Química:

Triglicérides, proteina, sinapina, fenilpropanóide, glicosídeos (sinigrina, sinalbina), e em contato com a água liberam o óleo da mostarda ( isotiocianato p-hidroxibenzila ou alila) -atividade antimicrobiana,


Dados para Cultivo

Propagação: sementes muito pequenas

Espaçamento: sem dados

Época de Plantio: sem dados

Época Colheita: raiz: durante o ciclo anual; sementes: fim do ciclo de vida


Informações Gerais

Contra Indicações:

Pessoas com problemas renais e de com gastrite não devem usar mostarda por via oral. Segundo Dr. Brüning, é abortiva. Ver maiores dados em OBSERVAÇÃO 1, NESTA PÁGINA.

Valor Alimenticio:

Suas folhas são comestíveis como verdura. Acredita-se que tenha propriedades anticancerígenas assim como as outras crucíferas: couve, repolho, brócolis, couve-flor, couve-de-bruxelas, etc. .

Observações:

Pitágoras sugeria a aplicação de uma pasta de mostarda nas picadas de escorpião.
Atenção: por estimular a digestão e abrir o apetite, a mostarda deve ser consumida com moderação por pessoas em dieta de emagrecimento.
Cuidado: aplicar mostarda diretamente sobre a pele pode irritá-la e causar queimadura.
Atenção: pessoas de pele sensível devem evitar a utilização de cataplasma de mostarda, ou utilizá-la por tempo reduzido para evitar queimaduras.


Uso Medicinal

Uso Principal:

As sementes em contato com a água liberam o óleo da mostarda (isotiocianato p-hidroxibenzila ou alila) que apresenta atividade antimicrobiana atuando sobre a pele (antiséptica).

Uso Normal:

Raízes, uso interno, decocto, dose normal: afecções das vias urinárias, tuberculose, debilidade orgânica geral, atonia das funções digestivas. Sementes, uso externo, secas e moídas, cataplasma quente, 3 vezes ao dia: reumatismo, gota, pneumonia, congestões pulmonares, paralisias (seqüelas de AVC -derrame)

Características:

Herbácea ereta, anual, de cerca de 60-140 cm altura, originária do mediterrâneo, folhas de formas e tamanhos diferentes entre sim sendo maiores as basais, largas e denteadas. As superiores são menores estreitas , envolvendo um pouco o caule. Os frutos são do tipo síliqua, parecido com uma vagem estreita e cilíndrica, as flores são amarelas e bonitas. As sementes são pequenas, quase negras.

Foto:

Foto 2:

Foto 3: