Laranjeira-

Nome cientifico: Citrus aurantium L

Sinonímia: Laranja-amarga, laranja-da-terra, laranja-azeda, laranja-bigarade, laranja-de-sevilha, Cultivares: Hamlin, Baianinha, Westin, Pera Rio, Natal, Valência, Pira- lima, Lima, Barão, Baia, Lima verde, Rubim, Valência-folha-murcha e muitas outras.

Composição Química:

Contem Vit. A , Vit. B1 ( Tiamina ), Vit. B2 ( Riboflavina ), Vit. B5 ( Niacina ), Vit. C ( Ácido ascórbico ), hespewredina (flavonóide semelhante à rutina), potássio, fósforo, cálcio, sódio, ferro, magnésio, substâncias amargas, narigenina, chalcoma, pectina, bioflavonóide (hesperidina), limoneno, linalol, acetato de geralina.


Dados para Cultivo

Propagação: mudas enxertadas em cavalos adequados e ensacoladas

Espaçamento: 7x5 m , reduzindo-se entre plantas para 3-4 m (pomares comerciais) [ou menores]

Época de Plantio: início das chuvas; com irrigação: ano todo

Época Colheita: folhas: ano todo; flores e frutos: época depende da variedade: 10 meses/ano se considerarmos um conjunto amplo de variedades;


Informações Gerais

Valor Alimenticio:

Rico em açucares, ácido cítrico, vitamina C, minerais variados, vitaminas diversas. Deve preferencialmente ser chupada ou comida em jejum ou com estômago descansado. Como sobremesa pode provocar perturbações digestivas.


Uso Medicinal

Uso Principal:

O bioflavonóide hesperidina, tem provável ação na proteção dos capilares sangüíneos, encontrado no suco dos frutos.

Uso Normal:

Como suco e também consumida (comer e não apenas chupar) como fruto maduro é: estomática, refrescante, diurética, estimula o apetite, favorece a secreção do suco gástrico, de bílis, de todos os líquidos do aparelho digestivo, intestino preguiçoso (ingerir o bagaço), escorbuto (falta de vit. C), elimina o ácido úrico, impede a acidose. Melhor quando come-se com bagaço para melhorar fauna do intestino, e movimentos peristálticos. É depurativa do sangue, eficaz no artritismo, asma e vias respiratórias, pneumonia, estimulante do aparelho digestivo, laxante leve, calmante, na histeria e neurastenia, nevralgias, nas dores de cabeça, gripes resfriados e febres. As folhas preparadas por infusão, e flores preparados por maceração uso interno, na forma de decoto, 1 xícara 3 vezes ao dia: insônia, ansiedade,fobias,nervosismo, espasmos musculares.

Características:

Originária do Sudeste asiático, mas muito adaptada em todo Brasil, tendo até algumas variedades extensos plantios comerciais, sendo atualmente nosso país o maior exportador de suco de laranja concentrado congelado de 65 graus Brix, para o mundo. Quando adulta, é uma árvore de porte variável com a fertilidade do solo, podendo atingir cerca de 5 m de altura, com ramos bem distribuídos, grossos na base e finos nas extremidades, folhas perenes, que duram cerca de 2 anos, com pecíolo lado, glabras, cor verde escura e mais claras na parte inferior, flores cor branca, isoladas ou em formações de “bouquet”, frutos globosos tipo baga, com cor verde no início e que vai passando por variações de amarelo até atingir um amarelo-avermelhado indicando avançado de maturação. A espécie conhecida como cidra (Citros medica L.) pode ser usada para os mesmos fins. Foi usada como porta-enxerto de laranjas doces (comerciais) até o parque citrícola ser quase dizimado na década de 50, pela doença de vírus denominada tristeza dos citros. Daí em diante foi substituída pelo limão-cravo para tal fim, o qual esta sendo ameaçado atualmente pela doença denominada “morte súbita dos citros” com causa provável por um vírus variação genética da tristeza antiga.

Foto:

Foto 2: