Lacre

Nome cientifico: Vismia guianensis Choisy

Sinonímia: Árvore-da-febre, goma-lacre, lacre-branco, pau-da-febre, pau-de-sangue, caá-opiá, caopiá.

Composição Química:

Resina (goma lacre) com propriedades drástricas, derivados da antrace como a antracena, parcialmente hidrogenada (antracoides)


Dados para Cultivo

Propagação: Planta nativa, semente.

Espaçamento: Planta nativa

Época de Plantio: Planta nativa.

Época Colheita: Folha, casca, goma: ano todo.


Informações Gerais

Observações:

Seu látex é usado para fazer esmalte de unhas.


Uso Medicinal

Uso Normal:

Usa-se a casca, em decoto, como tônico, antifebril, drástico (purgante forte), anti-micótico, no reumatismo. As folhas, em infusão, contra dermatoses, principalmente impinges e ferimentos por insetos. Sua goma usa-se como resolutiva (para reduzir inflamações), catártica (purgante), doenças de pele, impingem.

Características:

Árvore pequena com cerca de 5 m de altura, originária da Amazônia e costa do Nordeste, de copa aberta e irregular, com ramos que exsudam látex de cor amarelo-alaranjada.
Folhas simples, descolores, cartáceas, flores amarelo-esverdeadas, reunidas em inflorescência, paniculadas terminais, com frutos bagas arredondadas de cor marrom-esverdeadas, com menos de 1 cm de diâmetro, com muitas sementes. Existem várias espécies com as mesmas características e aplicações.

Foto:

Foto 2: