Jiló-

Nome cientifico: Solanum gilo,Raddi.

Sinonímia: Cultivares: verde-securo redondo: Mourro-grande, Morro-redondo, Gigante Teresópolis; verde-claro comprido: Comprido-verde-claro, Grande-rio, Tinguá.

Composição Química:

Fonte de cálcio, ferro, fósforo, Vitamina A, C, complexo B.


Dados para Cultivo

Propagação: sementes (10 g formam 1000 mudas transplante)

Espaçamento: 1,2 a 1,8 x 0,8 a 1.0 m

Época de Plantio: litoral: ano todo. Época de plantio Agosto a março; é bastante sensível ao frio. No litor

Época Colheita: frutos: 80-100 dias após plantio, durante 3-6 meses.


Informações Gerais

Valor Alimenticio:

Fonte de Vit. A, B1, B2, Niacina, Vit C, potássio, cálcio, sódio, fósforo, ferro. Muito rica em Niacina . Deve-se processa-la no vapor e não cozer pois isto eliminaria seus componentes.
O fruto é consumido cozido e somente antes de seu amadurecimento. Infelizmente, no processo de cozimento, a vitamina C é eliminada Algumas pessoas apreciam o gosto amargo do jiló. Em alguns lugares, ele é servido como tira-gosto de bebidas alcoólicas.fonte:www.brasilescola.com.br

Observações:

Sementes necessárias: 10 g formam 1.000 mudas para transplante.


Uso Medicinal

Uso Normal:

Ajuda na conjuntivite nos recém-nascidos e adultos; atua na dispepsia biliar, atua nas afecções do fígado e da vesícula biliar; boa fonte de vitaminas A,B e C, sendo que para esta, o legume deve ser consumido na forma crua; atua na pelagra

Uso Normal:

Usa-se como dieta redutora de colesterol junto com berinjela e cenoura crua.

Características:

fonte:www.brasilescola.com: Bastante popular pelo seu gosto amargo, o jiló ou jinjilo, como é conhecido em algumas regiões do Brasil, é o fruto de uma planta da família das solanáceas (Solanum gilo). Semelhantemente à berinjela, o jiló é considerado equivocadamente por muitos, como um legume. Sua origem é desconhecida, mas pelo fato do fruto ser abundante no Brasil e na África, provavelmente seja proveniente dessas regiões.
www.colegiosaofrancisco.com.br: Planta anual, herbácea, formando um arbusto bem ramificado, que pode atingir até um metro de altura. Seus ramos são alongados, cilíndricos e verdes, com folhas de formato oblongo e recobertas por inúmeros pêlos, principalmente na página inferior. O fruto do jiloeiro, produto comercial, possio coloração verde clara ou escura, e seu formato pode ser oblongo, quase esférico, ou alongado, dependendo da variedade. Tais frutos possuem um acentuado e característico sabor amargo.
Características da flor
Flores brancas, dispostas em pequenos rácemos com pedúnculo curto. Embora sejam encontradas de 2 a 3 folhas por rácemo, em geral, apenas uma dela torna-se fértil.
Originário, provavelmente da Índia ou da África, da família Solanaceae, sua introdução no Brasil data do início do século XVII, com a vinda dos escravos para trabalhar nos canaviais de Pernambuco. Atualmente, sua produção está limitada aos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.
Cultivares Morro Grande (São Paulo); Comprido Verde e Tinguá (Rio de Janeiro e Minas Gerais).

Foto:

Foto 2: