Inhame-

Nome cientifico: Colocasia esculeta, L. Schott (Dioscorea spp)

Sinonímia: Inhame-roxo e Inhame-branco. inhaminho e inhame chinês
www.hlbeditora.com.br: Tubérculo nutritivo, originário da Índia, o inhame (Colocasia esculena), pode ser encontrado em variedades como o inhame-da-China, conhecido como cará: inhame-de-São-Tomé, pouco cultivado, e o inhame-nanbu.
OS OUTROS NOMES DO INHAME
Em latim, é Colocasia esculenta. Na África e na América do Norte se chama taro, na América Central é ñame ou otoe, na França é igname, na Índia albi, no Japão sato-imo, no Caribe malanga ou yautia. E cará, em inglês, é yam.

Composição Química:

Ricos em vitaminas do Complexo B; Fe.
www.hlbeditota.com.br: Além das vitaminas A, C e as do complexo B, nessa raiz encontramos também considerável índice de hidratos de carbono, além de pequena quantidade de proteínas e gorduras. Entre os minerais, o cálcio, o ferro, o fósforo e o cobre. Este último atua na formação de melanina, responsável pela pigmentação da pele.


Dados para Cultivo

Propagação: rizoma de tamanho médio (40-60 g)

Espaçamento: sulcos (80-100 cm) x 40-60 cm (entre rizomas)

Época de Plantio: julho a outubro

Época Colheita: rizomas: ano todo , mais concentrada de maio a agosto (ciclo de 8-12 meses).


Informações Gerais

Valor Alimenticio:

Fonte de Vit. A, B1, B2, Niacina, Vit C, cálcio, ferro, fósforo, potássio, sódio. Deve ser sempre bem cozido. Alto valor calórico para atletas e trabalhadores braçais, um dos mais altos teores de ferro. Pode ser usado na forma de caldos, sopas e purês.


Preparo e Conservação

Extrato Peso/Volume: 10

Forma Conservação: www.cnph.embrapa.com.br: Os inhames não precisam ser mantidos em geladeira pois se conservam em condição natural por até 10 semanas, desde que mantidos em local arejado, escuro e seco. Quando colocados em geladeira doméstica, devem ficar na parte inferior, dentro de sacos de plástico. Se houver formação de gotículas de água dentro da embalagem recomenda-se perfurá-la com um garfo. Para congelar, lave-os bem, descasque-os e cozinhe-os até que fiquem macios. Amasse até formar um purê. Se quiser, acrescente margarina na proporção de 1 colher de chá para cada 1/2kg de inhame e misture bem. Coloque em vasilha de plástico tampado e leve ao congelador, onde pode ser mantido por até 6 meses. Para descongelar deixe-o em temperatura ambiente ou descongele diretamente durante o preparo do prato.

Forma Preparo: www.cnph.embrapa.com.br: O inhame somente é consumido após cozimento. Muito usado em sopas, é saboroso na forma de refogados, saladas, pães, bolos e sobremesas. Também pode ser industrializado na forma de farinha. Não é necessário retirar cascas grossas para evitar desperdícios. Se ele não for utilizado imediatamente, é preciso deixá-lo em uma vasilha com água para que não escureça. O cozimento pode ser feito em água ou no vapor, sempre evitando deixar o produto ao fogo por tempo excessivo, para que não ocorra grande perda de vitaminas.


Uso Medicinal

Uso Principal:

Trabalho publicado em 26 abril de 2004, por Ekksit Akson e Pornsawam Visoottiviseth, na Faculdade de Ciência, Depto de Biologia, Bangkok, Tailândia, indica sua eficiência na remoção de arsênico de água contaminada por este elemento de alta periculosidade para o ecossistema. (scpvi@mahidol.ac.th).
De grande poder desintoxicante e depurativo, o inhame apresenta ainda propriedades medicinais que lhe atribuem o status de remédio em alguns países do oriente, sendo recomendado para o tratamento de doenças como reumatismo, artrite, ácido úrico, inflamações em geral, viroses e micoses.
O inhame possui ainda a propriedade de restaurar e manter o sistema imunológico saudável e resistente. Na África, foi constatado que o tubérculo é responsável pelo aumento da fertilidade das mulheres que o consomem habitualmente.[www.colegiosaofrancisco.com.br].

Uso Normal:

Sua raiz é considerada depurativa, tendo muito ferro é recomendada em casos de anemia e aonde falta tal elemento, e que possa atenuar em casos de lepra (hanseníase).
O INHAME LIMPA O SANGUE
É um dos alimentos medicinais mais eficientes que se conhece: faz muitas impurezas do sangue saírem através da pele, dos rins, dos intestinos. No começo do século já se usava elixir de inhame para tratar sífilis.
FORTALECE O SISTEMA IMUNOLÓGICO
Os médicos orientais recomendam comer inhame para fortificar os gânglios linfáticos, que são os postos avançados de defesa do sistema imunológico. Curioso que a forma do inhame seja tão semelhante à dos gânglios…
EVITA MALÁRIA, DENGUE, FEBRE AMARELA
A presença do inhame no sangue permite uma reação imediata à invasão do mosquito, neutralizando o agente causador da doença antes que ele se espalhe pelo corpo. Aldeias inteiras morreram de malária depois que as roças de inhame foram substituídas por outros plantios.
É MAIS PODEROSO QUE A BATATA
E tem a vantagem de ser nativo, enquanto a semente da batata é importada. Inhame dá com fartura em qualquer lugar úmido. Em vez de apodrecer na cesta, como a batata, ele brota e produz mais inhames. Nas mulheres aumenta a fertilidade porque contém fitoestrógenos, hormônios vegetais, importantes na menopausa e após.
A FOLHA PARECE COM A TAIOBA
É da mesma família; ao contrário do que se pensa, a folha do inhame também serve para comer, cozida ou refogada. Às vezes pica muito, como a  taioba mas através dessa substância, que  é réplica do hormônio produzido pelo corpo humano, responsável pelo funcionamento de um sistema reprodutor saudável nas mulheres.

A tese que sustenta o uso do produto é que, a exemplo do estrogênio, os níveis de progesterona também começam a cair durante a menopausa, favorecendo a osteoporose e outras condições que marcam uma fase nada feliz na vida de maior parte das mulheres.

Uso Normal:

Uma forte indicação de uso popular do inhame em casos de Dengue, é um suco batido no liquidificador com as plantas: água de côco, fruto do abacaxi sem a nervura central, e inhame , em parte iguais se o paladar aceitar, se não, usar o inhame na metade da dose dos demais. O paladar do suco após coado é delicioso e deve ser servido gelado durante as refeições.

Características:

www.hlbeditora.com.br: O medicinal é o pequeno [inhaminho], com rizoma cabeludo. Marronzinho por fora, com a pele variando de roxo a branco. Existem ainda o inhame do norte e o cará, maiores e mais lisos, que são muito bons para comer, mas não tem o mesmo poder curativo do inhaminho (também chamado de inhame chinês).

Foto:

Foto 2:

Foto 3: