Hortelã ou Menta-

Nome cientifico: Mentha villosa Huds (ex-Mentha cripa L.)

Sinonímia: Hortelã-de-panela, hortelã: erva boa, hortelã pimenta [a Mentha piperita mantém esta classificação mais propriamente], hortelã rasteira, hortelã de tempero, mentha, mint, peppermint.

Composição Química:

No seu óleo essencial tem cerca de 70% de óxido de piperitenona. www.bonde.com.br: Mentol, cineol, mentona, limoneno, pulejona, terpenos (cariofileno, bisabolol), cetonas, taninos, ácidos clorogênico, cumarínico, cafeico, rosmarínea e ferúlico, vitaminas C e D, minerais, carotenoides.


Dados para Cultivo

Propagação: rizomas de3 plantas adultas cortados com 3 gemas

Espaçamento: viveiro: 10 cm entre linhas; campo: 70-100 cm(linhas) x 30 cm(plantas)

Época de Plantio: viveiro (mudas por divisão de touceira): julho a agosto; campo: outubro a novembro

Época Colheita: planta toda acima solo (principalmente folha e flor): início florescimento


Informações Gerais

Contra Indicações:

Não é recomendado para quem tenha hérnia de hiato pois causa refluxo do estômago para o esôfago. Contra-indicado em lactentes abaixo de 6 meses pois pode provocar depressão respiratória, dispneia ou asfixia, em doses altas. (Dr. Ferro)

Valor Alimenticio:

É usada desde a antiguidade como condimentos principalmente de carnes (principalmente carneiro.
Menta ou hortelã na culinária
A folha da menta, fresca ou seca, é a fonte culinária desse vegetal. A folha de menta fresca é geralmente preferida sobre a seca quando seu armazenamento não é problemático. As folhas de menta têm um aroma agradável de frescor, sabor doce e um interessante ressaibo. As folhas da menta são usadas em chás, bebidas, geleias, xaropes, doces e sorvetes.
[www.copacabanarunners.net]


Preparo e Conservação

Extrato Peso/Volume: 15

Forma Preparo: Chá por infusão (folha e flor): 30 a 50 g/litro de água - três xícaras/dia.


Uso Medicinal

Uso Principal:

Mais recente uso é contra ameba, giárdia e tricômonas, com tratamentos comprovados cientificamente, com índices muito altos de eficiência , até em casos de tricomoníase urogenital e equistossomose experimental. Usada para tratar a popular “diarréia de sangue”. Pode-se usar pó de folhas em 3 doses diárias em 5 dias seguidos. Pode-se usar também tintura a 20%, na dose de 50 gotas, 3 vezes ao dia, nos mesmos 5 dias em seguida. No caso de tricomoníase urogenital, usa-se tintura via oral e juntamente usar creme vaginal, preparado na mesma concentração da tintura (isto feito pela atuação de um farmacêutico experiente). No caso de pé de plantas, deve-se usar folhas bem secas à sombra, e quando com “aspecto de chá”, podemos tritura-la em um liquidificador. Doses para crianças de 5 a 13 anos, usar 1/4 de colher de café (150 mg), crianças maiores e adultos podem tomar 1/2 colher (250mg), ambas por 10 dias, lavando-se as roupas separadamente e usando um pouco de água sanitária (Qboa) para eliminar os ovos não mortos e que podem contaminar e recontaminar.

Uso Normal:

Pode ser usada internamente, folhas e ramos verdes, como: espasmolítica, espasmos gástricos, anti vomitiva (vômito), carminativa, estomática, e externamente como anti-séptica, antiprurido (feridas purgando).
A menta foi originalmente usada como erva medicinal para tratar dor no estômago e no peito. Para curar a dor estomacal coloca-se as folhas secas da menta em água fervendo, então esfria e bebe. Esse chá é chamado monstranzo. Durante a Idade Média o pó de folhas de menta era usado para clarear os dentes. O chá da menta é um forte diurético. Menta também ajuda a digestão. O mentol da óleo essencial da menta é ingrediente de muitos cosméticos e alguns perfumes. Mentol e óleo essencial de menta também são usado na medicina como competente de muitos medicamentos, e são populares na aromaterapia.
[www.copacabanarunners.net]
Hipócrates a considerava afrodisíaca.
Na ilha grega de Icária, é usado fartamente um chá composto da sálvia, juntamente hortelã-rasteira e alecrim, adoçado com mel e com pequeno consumo de qualquer tipo de carne com muito uso de azeite de azeitona. Esta ilha é famosa por manter uma população bastante longeva e com boa saúde até idade avançada. [fonte: TV Globo, julho de 2014]

Uso Normal:

Na Europa atualmente usa-se um chá de hortelã, verbena e tília após as refeições.[www.portaleducacao.com.br]

Características:

Erva perene, ereta, com 30 cm altura, folhas ovais, com pecíolo curto, fortemente aromática e com aroma característico, flores são difíceis no nosso clima, mas são dispostas em espigas terminais curtas. Gosta de solos ricos em matéria orgânica e umidade. Existem muitas espécies parecidas, o que dificulta a escolha certa para fins medicinais. Por ter propagação vegetativa, deve-se procurar mudas de uso e eficiência comprovado. Originária da Europa e trazida pelos colonisadores.
www.bonde.com.br: Saúde & Ambiente em Revista, Duque de Caxias, v.1, n.2, p.76-85, jul-dez 2006
www.bonde.com.br: Planta da família Lamiaceae, nativa do Oriente Médio, penetrou na Europa através do Norte da África, levada pelos Árabes. Aclimatada na Europa cresce espontaneamente nos jardins domésticos. Introduzida nas Américas, é cultivada em regiões temperadas e subtropicais de clima ameno. Todas as espécies de menta sofrem hibridização entre si, formando novos quimiotipos. Erva perene de clima temperado a subtropical. Tolera geadas moderadas. Desenvolve-se a pleno sol, em regiões de índices pluviométricos de 1300 a 2000 mm/ano. Prefere temperaturas entre 20º C a 25º C, ou valores acima destes, desde que não falte umidade no solo.
Os solos ideais são os com textura silte-argilosos (Shulka et al. 1998), bem drenados e fertilidade de média a alta, com bom teor de matéria orgânica. Em solos deficientes em potássio, deve-se aplicar o nutriente na forma de cloreto de potássio (Sinha & Singh, 1984). A adubação nitrogenada aumenta a produção de matéria seca e o rendimento de óleo essencial, mas há decréscimo no teor de mentol (Mitchell & Farris, 1996).
A menta é um gênero (mentha) de em torno de 25 espécies de plantas floríferas (e centenas de variedades) também chamadas de hortelã. As espécies de menta distribuem-se pela Europa, África, Ásia, Austrália e América do Norte. As espécies de menta (hortelã) são aromáticas e quase exclusivamente perenes. As cores das folhas variam de verde-escuro até roxa, azul e algumas vezes amarelo-claro. O fruto é uma cápsula seca pequena contendo de 1 a 4 sementes.
[www.copacabanarunners.net]

Foto:

Foto 2: