Grão-de-bico-

Nome cientifico: Cicer arietinum L.

Sinonímia: Cabeça-de-carneiro, café-francês, garbanços (Espanha)

Composição Química:

Rico em proteínas, sais minerais e vitaminas do complexo B, contém uma grande quantidade de celulose, contida na casca. Devido à sua grande quantidade de amido, é usado pelo nosso organismo como fonte de energia. É pobre em água e gorduras, e está isento de colesterol. Contém ainda elevadas quantidades de ácido fólico. Cada 100g de grão, contém 6g de fibras, sendo nas sua maioria, fibras solúveis, ajudando de uma forma bastante Leia mais: http://www.cpt.com.br/cursos-horticultura-agricultura/artigos/horta-como-plantar-grão-de-bico-cicer-arietinum-l#ixzz3V26dt8vFeficaz o nosso organismo a eliminar açúcares, gorduras e o colesterol.


Dados para Cultivo

Espaçamento: entre-linhas: 50 cm, densidade 15-20 semenes/ m linear

Época de Plantio: março a abril>>>Como plantar o Grão-de-Bico>> ver dados em Uso associado

Época Colheita: grãos: 110 a 140 dias após semeadura.


Informações Gerais

Valor Alimenticio:

O grão-de-bico é um alimento mais rico do que o feijão em muitos aspectos. Entre 20 e 30% de sua constituição é pura proteína. Possui muitas fibras, zinco, potássio, ferro, cálcio e magnésio. Se for consumido todos os dias, faz ganhar massa muscular, aumenta o bom humor, reduz o nível de colesterol ruim e regula o intestino.Sendo um alimento relativamente barato oferece uma grande versatilidade na culinária e é indispensável numa dieta alimentar equilibrada. Para o consumo humano, é preparado cozido e, além disso, suas folhas são utilizadas como forragem para alimentação animal.

Observações:

Alimento muito energético pois é muito rico em proteínas, ferro, cálcio e fósforo.


Uso Medicinal

Uso Principal:

Mas sua qualidade mais famosa é de gerar felicidade: possui mais triptofano do que o feijão, o mesmo aminoácido essencial que faz do chocolate essa bela fonte de bem-estar e redução do stress. Por ter ômega 3 e 6, é indicado para prevenir doenças cardiovasculares. E quem tem diabetes ou está lutando contra a obesidade também pode se beneficiar da leguminosa.
Leia mais: http://www.cpt.com.br/cursos-horticultura-agricultura/artigos/horta-como-plantar-grao-de-bico-cicer-arietinum-l#ixzz3V26dt8vF

Uso Normal:

Grãos, uso interno, decoto, dose normal: hidropisia amenorreica, dismenorreia . Uso externo, farinha, cataplasma: abscessos e furúnculos. Uso interno, cozidos como alimentos: desnutrição.

Características:

O grão-de-bico (Cicer arietinum L.) é uma leguminosa produzida, principalmente, no Sul do Brasil. É uma planta de origem asiática, de regiões muito frias e, por este razão, se adapta melhor na região Sul, por suas temperaturas mais baixas. Apesar disto, existem variedades que podem se adaptar às condições do cerrado e com uma produtividade muito boa, acima das médias mundiais. É uma planta herbácea, de ciclo anual, com folhas verde-amareladas, flores brancas e que alcança até 60 cm de altura.

Apesar de não ser muito comum na alimentação dos brasileiros, a produção atual não é suficiente para atender o mercado interno, fazendo com que exista um processo de importação regular desse produto, principalmente do Chile e Argentina.
O desenvolvimento do cultivo do Grão-de-bico é melhor em regiões que apresentem temperaturas ao redor de 9ºC a 11ºC, podendo ser ainda menores, mas sem geadas, especialmente durante o período de floração. Os solos mais indicados para o seu plantio são os argilosos ou os arenosos, que podem variar de textura.
Devido às suas raízes profundas, o Grão-de-bico resiste bem a longos períodos de seca, mas não suporta grandes volumes de água. Com isso, a irrigação deve ser controlada, sendo necessária a sua aplicação cerca de 60 dias após o plantio.

Leia mais: http://www.cpt.com.br/cursos-horticultura-agricultura/artigos/horta-como-plantar-grao-de-bico-cicer-arietinum-l#ixzz3V26dt8vF

Como plantar o Grão-de-Bico
1. O Grão-de-bico prefere solos de textura sílico-argilosa, ricos em nutrientes e matéria orgânica, profundos, bem drenados, com um pH próximo ao neutro ou alcalino, entre os 6 e 9 , e com baixa salinidade

2. O solo deve ser preparado como se fosse para o cultivo de milho e o plantio é feito em linhas, com espaçamento de 40 cm e 15 cm entre as plantas. Com o plantio em linhas, pode-se utilizar a mecanização, para melhores resultados, dependendo da área plantada.

3. Para que a fertilidade do solo seja adequada, de acordo com as necessidades desta cultura, deve-se proceder a uma análise, cerca de 5 meses antes do plantio, para que sejam feitas as devidas correções e a fertilização indicada.

4. O plantio pode ser feito na primavera ou verão (em regiões de climas mais frios) ou no inverno (em regiões de clima tropical). Nos cerrados brasileiros, é feito entre o início de abril até o início de maio.

5. A colheita é realizada em agosto, quando as plantas são cortadas e colocadas para secar.

6. Os tratos culturais mais importantes são a limpeza regular do terreno, deixando-o livre das invasoras. Além disso, podemos intercalar a cultura do Grão-de-bico com a cevada e trigo, entre outras.

7. As doenças que mais atacam esta cultura são a ferrugem, o pó branco do Grão-de-bico e a queima do Grão-de-bico. As pragas mais comuns são os nematoides e a lagarta do grão.
Leia mais: http://www.cpt.com.br/cursos-horticultura-agricultura/artigos/horta-como-plantar-grao-de-bico-cicer-arietinum-l#ixzz3V26dt8vFLeia mais: http://www.cpt.com.br/cursos-horticultura-agricultura/artigos/horta-como-plantar-grao-de-bico-cicer-arietinum-l#ixzz3V26dt8vF

Foto:

Foto 2: