Cevada

Nome cientifico: Hordeum vulgare; Hordeum distichum L.

Sinonímia: Cultivar: BR 2 e MN 559, IAC 75751, IAC A 395, IAC 75300, IAC 7593.

Composição Química: Contém: amido, maltina, hordeína, vitamina E.
Botsaris: enzimas[amilase, invertase, peptidase, lipase], betaina, colina, hordeina, fosfolipídeos, maltose, glicose, viataminas A,C,D, complexo B.


Dados para Cultivo

Propagação: Sementes: 100-150 kg/há.

Espaçamento: 17 a 20 cm entre linhas, 50 sementes/m sulco.

Época de Plantio: 15 de março a 31 de maio ( até 15 junho).

Época Colheita: Agosto-setembro (dias secos): grãos.


Informações Gerais

Contra Indicações:

Botsaris:  mulheres durante amamentação, pois esta erva interrrompe a lactação. não deve ser usado em doses altas por tempo prolongado para não danificar os rins.

Valor Alimenticio: O grão é mais usado como alimentação

Observações: O malte obtido a partir da germinação das sementes, é muito bom para dietas dos diabéticos, hepáticos, colíticos, e dos que sofrem do estômago.


Preparo e Conservação

Extrato Peso/Volume: 10


Uso Medicinal

Uso Principal:

A cevada em grãos, torrados e moídos, é usada para fazer uma bebida, parecida com o tradicional café, sem cafeína e muito usada para crianças e pessoas nervosas para atuar como calmante e estabilizador emocional.

Dr Durval Ribas Filho: atribui ação de anti-inflamatório a esta planta.

Uso Normal:

Grãos, uso interno, cozidos como alimento: intoxicações crônicas, afecções das vias urinárias, cistite, disúria, escorbuto, dispepsia, bronquite crônica, desnutrição. Uso externo, cozidos, cataplasma, 2 vezes ao dia: inflamações da pele. Ver receitas práticas do seu uso.Botsaris: pesquisas para: efeito gastraointestinal [distenção abdominal, borborismo]; hepatite viral [bons resultados clínicos, 70% de boa evolução]

Características: Planta herbácea, anual, da família das gramíneas, com cerca de 1 m altura, hastes fistulosas, folhas lineares, espiga quase tetragonal, formada por 3 espiguilhas em cada saliência do cacho. Era conhecida pelos egípcios como poderoso alimento. No século V A.C.. Era usada par fabricar uma bebida fermentada muito parecida com a cerveja atual.

Foto:

Foto 2: