Centeio

Nome cientifico: Secale cereale L.

Sinonímia: Cultivar: centeio branco Secale F:IAC
Rye [Ing], centeio [ESP], seigle [Fra]; segale [Ital]
f:www.plantamed.com.

Composição Química: Proteinas carboidratos,tiamina; Ca, Fe; betaarotenos, tiamina, riboflavina, niacina. Fonte: www.plantamed.com.br


Dados para Cultivo

Propagação: semente (70 kg/há)

Espaçamento: 20 cm entre linhas, 1,5 g / m sulco

Época de Plantio: março até abril, até meio de maio.

Época Colheita: grãos: agosto e setembro, 120 dias após plantio.


Informações Gerais

Contra Indicações:

O centeio, assim como o trigo, a cevada, a aveia e o malte, possui o glúten em sua composição, desta forma, não deve ser consumido por portadores da doença celíaca, já que a mesma traz como consequência ao organismo (caso consumido estes alimentos), uma atrofiação nas mucosas do intestino delgado, prejudicando o organismo e a absorção de diversos nutrientes

fonte: www.wikipedia.org.br

Valor Alimenticio: Muito usado na forma de farinha nas mais difersas aplicações. [ver mais dados nesta página]

Observações: A principal doença [do centeio] conhecida é o esporão-do-centeio ou cravagem do centeio, causada por um fungo do género Claviceps, que possui cerca de 50 espécies, cuja espécie principal é o Claviceps purpurea (Fries) Tulasne. O fungo se desenvolve no ovário do centeio, produzindo estruturas arqueadas que são denominadas cravagem do centeio. Mencionada como doença desde 600 a.C..
Deste fungo se extraem também vários alcaloides e substâncias de uso medicinal, como a ergotamina, utilizada no tratamento de enxaqueca. Com efeito de alucinógeno, é também a precursora da droga LSD. A contaminação com esporão-do-centeio é apontada como uma possível causa para as reações descritas por meninas de Salem em 1696, que foram consideradas enfeitiçadas por bruxas, o que levou à condenação e morte de 76 pessoas, no episódio que ficou conhecido como Bruxas de Salem. A contaminação com o esporão pode se manifestar na forma de ergotismo gangrenoso, que causa queimação na pele, bolhas e apodrecimento das extremidades do corpo, e geralmente causa a morte da vítima. Também pode se manifestar na forma de ergotismo convulsivo, que ataca o sistema nervoso central, causando loucura, psicose, alucinações, paralisia e sensações de formigamento. Os sintomas relatados pelas duas primeiras meninas afetadas correspondem aos sintomas que hoje se atribuem ao ergotismo convulsivo. A teoria considera ainda que a ocorrência de um verão úmido naquele ano pode ter favorecido a proliferação do fungo, e que as duas garotas eram primas e viviam na mesma casa, e parte do salário de sua família era pago em grãos, o que reforçaria a tese de envenenamento. No entanto, esta teoria foi contestada desde seu lançamento.
wwww.wikipedia.org.br


Uso Medicinal

Uso Normal:

Grãos, uso interno, farinha como alimento: convalescenças, desnutrição. Uso externo, farinha como cataplasma, 2 vezes ao dia: abscessos, furúnculos. Usado também como: antinflamatório; emoliente; energizantee; nutritivo[desnutrição]; nas convalesências; na cicatrização de feridas;
www.plantamed.com.br

Foto:

Foto 2: