Caqui

Nome cientifico: Diospyros kaki L.F.

Sinonímia: Tipo taninoso: Taubaté, Pomelo, Kaoru, Rubi, Regina, Coral, IAC 158-19. Tipo variável: Rama forte, Giombô, IAC 4-18. Tipo doce: Fuyu, Jirô, Fuyuhama, Fuyuhama, Fuyutian, seleção IAC 152-32.
--------------------------------------------
Caqui Rama Forte
Coloração vermelha, polpa de consistência mole e gelatinosa;
Caqui Taubaté
Coloração vermelha, polpa de consistência mole;
Caqui Giombo (tipo chocolate)
Alaranjado, de consistência firme e crocante;
Caqui Fuyu
Alaranjado e de consistência firme.

Composição Química:

Contem Vit. A, Vit B1(Tiamina), Vit.B2 (Ribloflavina), Vit.C (Ácido ascórbico), tanino, mucilagem, açucar (glicose e frutose), resina, pectina, lipídeos, pigmentos, sais minerais.


Dados para Cultivo

Propagação: mudas raiz nua enxertada sobre cavalos caqui comum

Espaçamento: básico: 7x5 m; para caqui não taninoso: 6x4 m

Época de Plantio: junho-julho

Época Colheita: cálice do fruto, fruto: varia com região; folhas, entrecasca: ano todo


Informações Gerais

Contra Indicações:

Os frutos em maiores quantidades (mais consumo de 4 frutos em média por dia) pode ser laxante.

Valor Alimenticio:

Somente deve ser consumido bem maduro pois quando verde é adstringente. É rica em sais, vitaminas, hidratos de carbono. É muito indicado para convalescentes. Os frutos podem ser processados na forma de passa e de vinagre.


Preparo e Conservação

Forma Conservação: os frutos podem ser conservados dentro [frutos maduros] ou fora [frutos ainda verdes] do refrigerador.


Uso Medicinal

Uso Principal:

O cálice dos frutos,secos, em decoção, na dose de 3 a 10 g por xícara, como carminativo, antiemético, náuseas, vômitos, soluços, regurgitação, gases intestinais, gastrites [principalmente nas das crianças], para ajudar em cáries dentárias freqüentes.
—————————————————–
Caqui benefícios à saúde: É rica também em outro componente fundamental para manter a saúde: o betacaroteno, que atua como antioxidante e combate a formação de radicais livres.
“Ele é essencial para a visão, unhas e cabelos e auxilia o desenvolvimento ósseo. Além disso, retarda o envelhecimento precoce do organismo”, explica Eneida Gomes da Cunha Ramos, nutricionista do Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE). “E o caqui é fonte ainda de licopeno, um fitoquímico com importante atuação na defesa do organismo”.
E tem mais: a fruta caqui contribui para o bom funcionamento do intestino, por conter fibras, e atua como calmante, A melhor recomendação é variar os tipos de fruta e escolher ao menos três por dia”, afirma a nutricionista.
Referências Bibliográficas:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Caqui
http://www.todafruta.com.br/todafruta/institucional.asp?menu=174
http://cienciahoje.uol.com.br/noticias/medicina-e-saude/caqui-um-aliado-da-saude/?searchterm=Caqui,%20um%20aliado%20da%20sa%C3%BAde

Uso Normal:

O fruto é recomendado para: afecções do fígado (come-se com moderação pois é um pouco laxante quando bem maduro), nos transtornos intestinais, catarros da bexiga, nas enfermidades das vias respiratórias. Ajuda tratar os: tuberculosos, desnutridos, anêmicos, descalcificados. O caqui imaturo é adstringente e o maduro é laxativo. (A. Balbach). Para afecções do estômago: acidez, dores, câimbras, etc. usar o fruto (Dr. Manfred). Por ser alcalinizante serve muito bem aos que sofrem de acidose (DR. Ochoa).
Podemos usar os frutos e as folhas coletadas na primavera, quando são tenras e cheias de linfa e dessecadas à sombra.(Balmé).
Receita para preparar uma “marmelada” de caqui para ser consumida diariamente para curar a prisão de ventre mais obstinada: preparar um xarope suficientemente denso com 1 kg de açúcar e 250 g de água destilada. Colocar o suco e a casca de um limão e 2 kg de caqui maduros, cortados em quartos e liberados das sementes. Deixar cozinhar por 20 minutos após o início da ebulição. Colocar a marmelada [“caquizada”] nos recipientes enquanto ainda estão quentes. (Balmé)
—————————————————
O Caqui é bom para Perda de Peso. Ele contém uma quantidade elevada de fibra e ao se comer alimentos ricos em fibras durante o programa de perda de peso ajudará a se sentir mais completa (sensação de saciedade). Além disso, O Caqui reduz o desejo de açúcar ou alimentos processados.
Benefícios do Caqui Para os Olhos: Os radicais livres é o principal causador dos danos nas retinas dos olhos, que por sua vez causa a perda de visão do olho. o Caqui contém uma grande quantidade de nutrientes como antioxidante: Vitamina A, Vitamina C, Vitamina K e zeaxantina . Estes nutrientes são extremamente importantes para proteger os olhos.
Links Úteis:

Caqui Melhorar o Sistema Digestivo: O Caqui fornece uma grande quantidade de fibras, que é essencial para melhorar o processo de digestão, ele também ajuda a prevenir a constipação.
Benefícios do Caqui ao Combate o Câncer: O Caqui possui uma grande quantidade de nutrientes que protegem dos radicais livres que são responsáveis pelo câncer. os antioxidantes e fito-nutrientes neutraliza esses radicais livres a prevenir danos ao DNA. As células do DNA danificadas se transformam em uma célula cancerosa. Então, caqui é eficaz na proteção contra a causa do câncer.
Benefícios do Caqui Para Envelhecimento: Os radicais livres danificam células da pele e estimular o envelhecimento que é mais rápido que o normal. Mas antioxidantes e fitonutrientes reverter o efeito de envelhecimento e proteger de envelhecimento precoce.
Benefícios do Caqui que Proteger da doença comum: Para se manter protegido de doença comum, é importante comer alimentos ricos e nutritivo em nutrientes que Aumentam a imunidade para proteger da gripe, resfriado e infecções.
Benefícios do Caqui Para Desintoxicar o Corpo: O caqui contém altas quantidades de nutrientes que protegem de muitas doenças. Juntamente com isso, também é benéfico para desintoxicar todas as substâncias tóxicas armazenadas no cólon. Por isso, protege contra o câncer de cólon.
Pesquisadores divulgaram que além de todas as propriedades presentes no caqui, ele também contém antioxidantes, o que torna a fruta uma poderosa arma contra os radicais livres. Assim, consumindo a fruta é possível prevenir doenças como diabetes, aterosclerose e inclusive o câncer, pois estas enfermidades estão ligadas à presença de radicais livres no organismo.
Referências Bibliográficas:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Caqui
http://www.todafruta.com.br/todafruta/institucional.asp?menu=174
http://cienciahoje.uol.com.br/noticias/medicina-e-saude/caqui-um-aliado-da-saude/?searchterm=Caqui,%20um%20aliado%20da%20sa%C3%BAde

Uso Normal:

Insônia, como calmante, irritabilidade (colocar na xícara 1 colher de folhas secas), um pedaço de gengibre)e uma colherinha de mel.

Características:

Provavelmente originário da Ásia. No Brasil aclimatou-se bem principalmente nos estados do sul. É uma árvore de pequeno a médio porte, Tem folhas relativamente grandes, ásperas e com flores amarelas. Perde as folhas durante o inverno, entrando em dormência. Os frutos são de cor vermelho a amarelado, com casca fina e lisa, sendo suculentos e com polpa doce. Quando verdes, tem paladar que “amarra ” na boca pelo alto teor de tanino.
—————————————————–
Por Marina Martinez
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Ericales
Família: Ebenaceae
Gênero: Diospyros
Espécie: D. kaki
Este fruto, de origem Asiática, especificamente na China, possui um cálice persistente e bastante desenvolvido. A cor da casca varia em tons de vermelho e amarelo, e sua polpa é geralmente amarelada, mas pode também variar, em função da presença ou não de sementes. O caqui verde é rico em uma substância chamada de tanino, que torna o fruto amargo e adstringente (sensação de prender a língua). O fruto maduro não apresenta acidez e, é rico em amido, açúcares, sais minerais e vitaminas A, B1, B2 e C.

O caquizeiro é cultivado em quase todas as regiões do mundo de clima temperado e subtropical. No Brasil, é encontrado princitados de São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e nas regiões do Sul de Minas Gerais. Os caquizeiros são plantas que possuem lento desenvolvimento inicial. A primeira colheita dos caquis geralmente ocorre no terceiro ano após o plantio.

Os caquis podem ser divididos em três tipos: taninoso (Sibugaki), doce ou não-taninoso (Amagaki), e variável. O caqui taninoso representa o grupo de caquis que possuem a polpa sempre taninosa e de cor amarelada, quer os frutos apresentem sementes ou não. O caqui doce compreende os caquis que têm a polpa não taninosa e amarelada, tenham os frutos sementes ou não. Já o caqui variável, inclui as variedades de polpa taninosa e de cor amarelada, quando sem sementes e, não taninosa, parcial ou totalmente, quando apresentam uma ou mais sementes.
O período de produção de caqui no Brasil acontece entre os meses de fevereiro a julho, com pico nos meses de abril e maio. A produção do fruto se destina principalmente ao consumo da fruta fresca. Além do consumo natural, o caqui é utilizado para o preparo de caqui-passas e na elaboração de vinagre.
Pesquisadores divulgaram que além de todas as propriedades presentes no caqui, ele também contém antioxidantes, o que torna a fruta uma poderosa arma contra os radicais livres. Assim, consumindo a fruta é possível prevenir doenças como diabetes, aterosclerose e inclusive o câncer, pois estas enfermidades estão ligadas à presença de radicais livres no organismo.

Referências Bibliográficas:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Caqui
http://www.todafruta.com.br/todafruta/institucional.asp?menu=174
http://cienciahoje.uol.com.br/noticias/medicina-e-saude/caqui-um-aliado-da-saude/?searchterm=Caqui,%20um%20aliado%20da%20sa%C3%BAde

Foto:

Foto 2:

Foto 3: