Beringela

Nome cientifico: Solanum melongena, L.

Sinonímia: Berengens, tongu, baronesa, ciça, comprida, diamante negro, embu, F-100, F-1000, kukuyo, kurotsurugi, naganassu, nagaoka, napoli, ônix, ryoma (para conserva), super F-100.

Composição Química:

Ufla: Pereira et al: Pigmentos; ácido clorogênico, aminoácidos, vitaminas, saponinas; cinarina.
Plantamed: alcalóides (stachydrina), vitaminas (A, B1, B2, B5, C, niacina), minerais (cálcio, fósforo, potássio, magnésio) e proteínas.


Dados para Cultivo

Propagação: sementes em plantio definitivo (100-200g/ha) (transplantar)

Espaçamento: 1,2-1,5x0,8-1 m

Época de Plantio: setembro-fevereiro, e em regiões de clima quente o ano todo

Época Colheita: folhas durante o ciclo, frutos, a cada 4-5 dias (colher pela manhã cortando pedúnculo curto)


Informações Gerais

Contra Indicações:

Em climas muito quentes, as pessoas que consomem quando ficam expostas muito ao sol, podem sofrem intoxicação.

Valor Alimenticio:

Como alimento usam-se apenas os de cor roxo-azulados, combinando bem com feculentos, cereais, frutas oleaginosas e ovos. Fonte de Vit A, B1, B2, Niacina, Vit C,

Observações:

Popularmente é usado de diversas formas, sendo algumas interessantes para consumo rápido: assada em finas camadas na braza como carne; batida no liquidificador com suco de laranja ficando assim palatável mesmo crua; cosida e recheada com tomate e sardinha e temperos [prato italiano] etc.


Uso Medicinal

Uso Principal:

Seu uso (fruto) diminui o colesterol e reduz a ação das gorduras no fígado (Dr. Angel H. h. Roffo).

É muito eficiente para afecções do estômago, baço e especialmente o fígado.[ferver fruto e folhas , 40 g/ litro água, beber diariamente certa quantidade até melhorar quadro; pular 3 dias e voltar tomar] (Prof. A. Valeta).

Suas folhas se prestam para cataplasma emolientes de queimaduras, abcessos, herpes, e suco do fruto é diurético (Dr. Feijão). Seu fruto é hipnótico tendo propriedades semelhantes as da alface (Dr. D. Moraes). É recomendada na artrite, gota, reumatismo, diabete, inflamações da pele em geral, como digestiva, laxante (quando madura, dependendo da dose), prisão de ventre . Suco do fruto dá bons resultados como diurético, nas inflamações: de rins, da pelve renal, da bexiga, da uretra, na blenorragia e na supressão da urina (Dr. T.L.Ochoa).

Uso Normal:

www.colegiosaofrancisco.com.br : Estudos recentes demonstram que a berinjela tem mostrado eficácia no tratamento de hipercolesterolemia e no controle do colesterol. Recentemente, uma pesquisa realizada no Instituto de Biociências da UNESP de Botucatu – São Paulo, revelou que a berinjela pode reduzir até 30% as taxas do colesterol. Porém, ainda não se sabe qual o princípio ativo responsável pela redução das taxas de colesterol, mas os cientistas suspeitam de um alcaloide existente na berinjela.
Por ser essa fruta rica em proteínas, vitaminas (A, B1, B2, B5, C), minerais (cálcio, fósforo, ferro, potássio, magnésio) e alcaloides, que atuam diminuindo a pressão sanguínea, prevenindo a arteriosclerose, os naturalistas recomendam o seu consumo, para prevenir alguns males referentes ao fluxo sanguíneo.
Tambem é recomendada nos casos de artrite, apresentando bons resultados na gota e no reumatismo, bem como na diabetes e nas inflamações da pele em geral.
É também muito digestiva, nutritiva e laxante, por esse motivo é indicada nos casos de desnutrição, indigestão e prisão de ventre. O consumo da berinjela está também indicado para problemas do fígado e do estômago.
www.plantamed.com.br: abaixa taxas altas de colesterol; atua na diabete II; reduz níveis altos de gordura no fígado; ajuda nos furúnculos; atua na prisão-de-ventre.

Características:

Embrapa: É um fruto grande, colhido botanicamente imaturo com as sementes ainda tenras. A berinjela possui quase 50% de seu volume preenchido por ar entre as células. Por esta razão este é um fruto macio, pouco sensível a batidas, porém susceptível ao empilhamento excessivo. Como outros frutos imaturos também é muito sensível a desidratação.
No Brasil consomem-se cultivares de berinjela de cor roxa-azulada, quase negras, cujos frutos são colhidos ainda imaturos, com sementes tenras, quando atingem cerca de 150 mm de comprimento (Silva et al., 1991). A colheita é feita cortando-se o pedúnculo 30 a 50 mm acima de sua inserção no fruto. A maior parte da perda de água no fruto da berinjela ocorre pelo cálice (Dias-Peres, 1998b), no entanto, não se deve remove-lo, visto que isto reduz a sua vida. Usualmente a colheita inicia-se 100 a 120 dias após a emergência da plântula no campo. Para obter alta produtividade deve-se fazer colheitas freqüentes, à semelhança do que é feito com o chuchu, o pepino e o pimentão. Santos & Henz (1993) evidenciaram que a colheita nas horas mais frias (madrugada) aumenta a vida útil deste fruto para o transporte e a distribuição.
A berinjela usualmente tem sido acondicionada em caixas K. Estas caixas algumas vezes são forradas com papel para evitar ferimentos e reduzir a transpiração. Sob temperatura ótima (10 a 13°C) e umidade relativa alta (>95%) a berinjela pode ser armazenada por duas ou três semanas (Henz & Silva, 1995; Santos & Henz, 1993). Kluge et al. (1999) observou uma grande diferença de capacidade de armazenamento entre as cultivares plantadas no Brasil e dentre os genótipos testados por este autor o que apresentou maior capacidade de armazenamento refrigerado foi a Super F-100. De uma maneira geral o armazenamento prolongado da berinjela é limitado pela senescência dos cálice (Temkin-Gorodeiski et al., 1993)
Hortibrasil: A CEAGESP recebe anualmente 20537 toneladas de berinjela, sendo a maior parte destinada à Região Metropolitana de São Paulo que tem consumo per capita estimado em 0, 7 kg. Na composição nutricional da berinjela destacam-se as Vitaminas B1 e B2 e os minerais Cálcio, Fósforo, Ferro e Potássio. A medicina popular recomenda esta hortaliça para as enfermidades do aparelho digestivo, dos rins e bexiga, nas afecções cutâneas e como redutora de colesterol.

A berinjela mais comum é a de cor roxa com formato oblongo, havendo ainda colorações branca, creme e rajadas e formatos redondo e comprido.

A berinjela apresenta boa qualidade quando consumida imatura, com pedúnculo túrgido e verde, fruto escuro, brilhante e macio e sementes claras.

Foto:

Foto 2:

Foto 3:

Foto 4: