Barbatimão

Nome cientifico: Stryphnodendron barbatimam Matr. Stryphodendron adstringens (Mart.) Covile

Sinonímia: Paricarana; ibatimô, ubatimó, pau-de-aperto, barba-de-timão, chorãozinho roxo, uabatino, paricana, verna e piçarana (Pará), casca-de-virgindade, abaramotemo, barba-de-timam, barbatimão-verdadeiro, barbatimão-vermelho, casca-da-mocidade, charãozinho-roxo, ibatimô, paricarana, uabatimô.[Lorenzi & Ufla-Faepe- Pereira Pinto]

Composição Química:

Tanino, resinas e mucilagens; alcaloides não determinados; amido; matéria corante vermelha; ácido tânico, flavonoides,.[Lorenzi & Ufla-Faepe- Pereira Pinto]
www.plantamed.com.br: Constituintes químicos: taninos condensados, substâncias monoméricas (flavan-3-óis) e proantocianidinas (entre elas 8 tipos de prodelfinidinas e 8 prorobinetinidinas), substâncias tânicas (20 a 30%), taninos (18 a 27%), alcaloides não determinados, amido, matérias resinosas, mucilaginosas, matéria corante vermelha, ácido tânico, estrifno, açúcar solúvel, flavonoides, flobafenos.


Dados para Cultivo

Propagação: Sementes- planta nativa

Espaçamento: Planta nativa.

Época de Plantio: Planta nativa.

Época Colheita: Entrecasca, ano todo - planta nativa.


Informações Gerais

Contra Indicações:

As sementes são consideradas venenosas.

Plantas ricas em tanino, podem se combinar com proteínas alimentares, impedindo ação de proteases, e dificultando a digestão. Em altas doses ou uso prolongado, os taninos podem causar hepatotoxidade. Exemplos de plantas ricas em tanino estão citados nos Nomes Comuns. (Dr. Ferro).

Observações:

É a planta mais rica em tanino conhecida (frutos); usado em cortumes.


Uso Medicinal

Uso Principal:

Em Jaú S.P., estudos estão sendo conduzidos para determinar seu uso para prevenir queimaduras pelo uso de radioterapia. Uso interno, casca, decoto à 10% , (ou extrato alcoólico preparado com duas colheres de sopa de casca picada, em 1 xícara de chá de álcool de cereais a 50%, em maceração por 3 dias; dose: 1 colher de café, diluído em água , 3 vezes ao dia), fervido por cinco minutos, dose normal: doenças venéreas (colite, escorbuto; anemia; hemoptises; hemorragia uterina; sangramento pós-parto (auxilia leucorreia ou flores brancas); corrimento vaginal excessivo; catarro  uretral e vaginal; tratamento); poderoso cicatrizante de feridas externas; sangramento interno (úlcera); hemorróida; diarréia; bronquite; diurético; amebíase; hepatite; artritismo; gastrite; úlcera gástrica; auxilia no câncer; é depurativo. Uso externo, decoto à 10%: cicatrizante externo; doenças da pele; feridas. Na dose de 1 xícara de pó da casca em 0,5 l água, lavar os olhos várias vezes ao dia para conjuntivite..[Lorenzi & Ufla-Faepe- Pereira Pinto]

Uso Normal:

Uso externo, decocto à 10 %, 5 minutos: antiséptico: úlceras da pele; feridas; epinge (impinge); pele oleosa; hemorragias uterinas; hemorragias gerais; contusões, torções. Uso externo de folhas frescas na forma de emplasto como cicatrizante e anticéptico nos cortes (atuando como mercúrio cromo ou iodo).www.plantamed.com.br:ajuda na diabete usando-se sua casca [decocoto]; atua nas afecções da garganta; atua no corrimento vaginal; atua na leucorréia; ajuda na gonorréia; atua no tratamento do catarro uretral-vaginal; atua na colite; atua no tratamento do escocrbuto; atua no tratamento da úlcera gástrica; coadjuvante no tratamento do câncer genérico; atua na afecção hepática; suas folhas são tônicas e atuam bem quando aplicadas em cataplasma em hérnias..[Lorenzi & Ufla-Faepe- Pereira Pinto]

Uso Normal:

Para asma e bronquite asmática: tomar pela manhã , alternado com Carqueja tomada à noite.

Características:

As sementes devem ser liberadas da mucilagem que as envolvem. Árvore decídua, com copa alongada, nativa do cerrado do Centro Oeste e Sudeste do Brasil, tronco bem tortuoso e bem cascudo, com formações epidérmica característica (parece cortiça densa), folhas compostas bipinadas, folíolos ovalados, 6-8 pares, flores bem pequenas, amareladas dispostas em racemos axilares, frutos do tipo vagem cilíndricas, indeiscentes, com muitas sementes, com cor parda. No Brasil existem quatro variedades semelhantes e de uso popular.[Ufla: Pereira et Al]

Foto:

Foto 2: