Azeitona (Oliveira)

Nome cientifico: Olea europaea

Sinonímia: Oliva.
Oliveira- Olea europaea L., var. europaea (MilIer) Lehr
Nomes vulgares: Oliveira-brava para a Oleo europaea L. var. sylvestris (Miller) Lehr, também denominada zambujeiro.
http://www.oficinadeervas.com.br/detalhe.php?id_produto=667&p=oliveira




Composição Química:

Contem Vit. A , Vit. B1 (Tiamina), Vit. B2 (Riboflavina), Vit. B5 (Niacina), Vit. C (Ácido ascórbico), potássio, fósforo, cálcio, sódio, ferro, silício, magnés
Constituintes:- Folhas: iridóides (6%) (oleoeuropeósido); derivados da colina; flavonóides derivados do luteol e do olivol; constituinte amargo (olivamarina); derivados triterpénicos (ácido oleanólico); saponósidos; ácidos fenólicos; sais minerais (cálcio); manitol; taninos; ceras.- Óleo: ésteres glicéridos dos ácidos oleico (78 a 86%), linoleico (até 7%), palmítico e esteárico (9 a 12%); fitosteróis; vitaminas A e E. http://www.oficinadeervas.com.br/detalhe.php?id_produto=667&p=oliveira


Dados para Cultivo

Propagação: sementes, mudas

Espaçamento: cultivo europeu, asiático

Época de Plantio: árvore estrangeira, sem dados agronômicos

Época Colheita: frutos e azeite comerciais, ano todo, folhas durante vegetação pré florescimento


Informações Gerais

Contra Indicações:

Não deve ser usado em intoxicações de fósforo e do iodo e por pessoas que tenham : dispepsia, nefrite, artritismo, neurastenia, histeria, prisão de ventre crônica e graves enfermidades do fígado.
Não utilizar o azeite, como colagogo quando exista obstrução das vias biliares.

Efeitos Secundários e Toxicidade: As folhas, pelos taninos. são ligeiramente irritantes para a mucosa gástrica pelo que as preparações devem ser tomadas durante as refeições.

Valor Alimenticio:

Pelo alto teor de gorduras é um excelente alimento energético.


Uso Medicinal

Uso Principal:

Propriedades Terapêuticas do Óleo de Oliva: Os benefícios à saúde produzidos pelo óleo de oliva devem-se, basicamente, às substâncias que contém. A sua alta quantidade de gordura monoinsaturada reduz o LDL (mau colesterol) e, ao contrário do que ocorre com a gordura saturada de origem animal, não é transformada em colesterol. Dessa forma, o consumo regular de óleo de oliva reduz a possibilidade da formação de placas de ateroma na parede dos vasos sanguíneos. Isto, por sua vez, leva a um menor risco de doença cardíaca como enfarte do miocárdio, e também de acidentes vasculares cerebrais (derrame). Além da gordura monoinsaturada, com todos os seus benefícios, o óleo de oliva é rico em polifenóis (substâncias químicas vegetais que são potentes anti-oxidantes). Ao prevenir as oxidações biológicas, os polifenóis reduzem a formação de radicais livres. Estes, através do dano celular que produzem, são os grandes vilões do envelhecimento e das doenças crônico-degenerativas, como o cancro.
Usos Etnomédicos e Médicos: – Folhas: na hipertensão moderada, prevenção da arteriosclerose e reumatismo. – Óleo: internamente na disquinesia hepatobiliar, obstipação, e hipercolesterolemia; como lubrificante e anti-inflamatório intestinal. Externamente em afecções cutâneas, queimaduras solares ou queimaduras de primeiro grau.
Principais indicações: Hipertensão arterial.
Partes utilizadas: Folhas e óleo obtido dos frutos (azeite).
Aromaterapia: Tem ação regenerativa da epiderme e, devido à sua alta concentração de ácido oleico, é um excelente emoliente. Contém grande quantidade de esqualeno vegetal. http://www.oficinadeervas.com.br/detalhe.php?id_produto=667&p=oliveira
…………………………………………….
O extrato de folhas de Oliva oferece uma forma não tóxica de auxiliar nos tratamentos complementares de doenças provenientes de vírus, bactérias, fungos, germes, protozoários e outros parasitas, tem um alto poder antioxidante e auxilia o metabolismo a eliminar. Auxilia em casos de cansaço, stress e fadiga crônica. A alta concentração de fibras minimiza a prisão de ventre. Unhas e cabelos ficam mais fortes e brilhantes. A pele tem as marcas de expressão atenuadas, o que consequentemente previne o surgimento de rugas.http://www.ativafarma.com.br/produtos/fitoterapicos.asp

Uso Normal:

É excelente para órgãos internos, tuberculose, asma (azeitonas pretas), ativa o fígado, atua como coadjuvante no alcoolismo. A preta é laxativa e a verde é adstringente; raquitismo, dispepsia. O azeite é usado em: queimaduras, como laxativo, colagogo, cólicas hepática, prisão de ventre, úlcera gástrica, colite mucomembranosa, intoxicação de chumbo (Pb), estranguria, cólicas nefríticas (dos rins). Em uso externo: hidropisia renal, dores reumáticas, escarlatina (convalescênça), erisipela (batido com amido de batata e clara de ovo), erupções cutâneas, otite, otalgia. Suco fresco das folhas: diarreia, disenteria e leucorreia, cicatrizante de feridas externas. Decoto das folhas: reumatismo, gota e hipertensão. Folhas e casca do tronco, uso interno, infusão, 1 xícara, 3 a 5 cinco vezes ao dia: sarna, abscessos, erupções cutâneas em geral.

Características:

Habitat e distribuição: É originada do sul do Cáucaso, das planícies altas do Irão e do litoral mediterrâneo da Síria e Palestina, expandindo posteriormente para o restante do mediterrâneo e em zonas americanas de clima semelhante. Cultivada em quase todo o país.
Curiosidades: “Cultivada no Antigo Egito há mais de quatro mil anos, os egípcios da VII Dinastia designavam-na por Tat; os gregos já a agricultavam no tempo de Homero; na Síria, desde o III milénio (.) o rei Salomão enviava o azeite a Hirão I rei de Tiro, em troca de materiais e dos artesãos que destinava à construção do templo; Josué e Zorobabel já comercializavam azeite com as populações de Sidon e Tiro por troca de madeira dos cedros do Líbano; na Palestina, o rei David fá-la guardar por intendentes especiais e os oásis líbios povoam-se desta árvore de frutos nutritivos”O ramo de oliveira é utilizado como símbolo cristão por a Bíblia referir que a pomba enviada por Noé trouxe um ramo de oliveira como anunciador da misericórdia divina. Estima-se que algumas das oliveiras presentes em Israel nos dias atuais devam ter mais de 2500 anos de idade, e possivelmente presenciaram a passagem de Jesus Cristo por aquelas terras.

http://www.oficinadeervas.com.br/detalhe.php?id_produto=667&p=oliveira

Foto:

Foto 2:

Foto 3: