Amapá

Nome cientifico: Parahancornia amapa (Hubert) Ducke

Sinonímia: Amapá-amargo.

Composição Química:

Pentacyclic triterpenes lupeol, esteres.
[Ufla-Faepe – Pereira Pinto].


Dados para Cultivo

Propagação: Sementes.

Espaçamento: Planta nativa de grande porte.

Época de Plantio: Verão chuvoso [planta nativa da Amazônia brasileira].

Época Colheita: Não retirar o látex na época chuvosa [ver contra indicação]. [Ufla-Faepe- Pereira Pinto]


Informações Gerais

Contra Indicações:

Deve-se ter o cuidado no seu uso, pois em doses excessivas tem ação emetocatértica e produz sensível aumento na secreção da urina.

[Ufla-Faepe- Pereira Pinto].

Valor Alimenticio:

Frutos maduros são comestíveis.

Observações:

Vai ao mercado como “borracha de mangabeira”. Usado no Peru como “chiclet”, misturado com látex de Couma macrocarpa.
[Ufla-Faepe- Pereira Pinto].


Uso Medicinal

Uso Principal:

Látex da casca, tomado em pequena dose, [colher de látex misturado com mel abelha ou leite] para: tônico, sífilis, resolutivo de doenças graves, asma, bronquite, estômago, afecções pulmonares, tuberculose, em traumatismo. Em aplicação local do látex, em: Como cicatrizante [golpes e feridas], traumatismo.
[Ufla-Faepe- Pereira Pinto].

Características:

Árvore típica da amazônia brasileira, dispersa pelo baixo amazonas, Pará. Árvore de grande porte, de até 35 m de altura, tronco ereto e volumoso, casca espessa e lactescente, ramos opostos, folhas pecioladas, opostas, cartáceas, elíptico-oblongas, a lanceoladas 6-9 cm comprimento, 2-3 cm largura, inflorescência branco-amarelada, fruto bacáceo esférico, com cerca de 10 cm diâmetro, esverdeado ou roxo escuro quando maduro, polpa doce e comestível, com numerosas sementes achatadas.
[Ufla-Faepe- Pereira Pinto]

Foto:

Foto 2:

Foto 3:

Foto 4: