Açai

Nome cientifico: Euterpe oleraceae Mart.

Sinonímia: Açaí-do-pará; açaizeiro; assai; juçara; jiçara; piná; palmito; usassai.

Composição Química:

Ácidos palmítico, palmitoleico,oleico e cianídrico, tanino, vitamina A e B1, lignina, amido.
A principal antocianina no Açaí é a cianidina-3 glucosídeo. A cianidina-3 – glucosídeo é comprovadamente 3.5 vezes mais forte do que Trolox (análogo da vitamina E). Possui antocianina; fitoesteróis; esteróides; beta-sitosterol (o esterol predominante no Açaí); ver mais dados nas janelas de Uso, abaixo.
Fonte: www.portalsaofrancisco.com.br.


Dados para Cultivo

Propagação: Sementes, estacas, divisão touceira.

Espaçamento: Sem dados agronômicos ainda (plantio no Norte/Nordeste)

Época de Plantio: Primavera-verão (comercial: período das chuvas).

Época Colheita: Frutos in natura ou processados em sorvetes, doces, geleias, etc.


Informações Gerais

Valor Alimenticio:

Os frutos fornecem o delicioso “vinho de Açai “, quando azedo é transformado em mingau associado ao arroz. Em estudos constatou-se um elevado teor de cálcio, fósforo, ferro e vitamina . Fornece excelente palmito.

Observações:

Da polpa cosida extrai-se um óleo verde – 10% – de leve amargor, usado na indústria de calçados.


Uso Medicinal

Uso Principal:

A Fruta: estudos revelam que a polpa de Açaí da Amazônia contém uma formidável concentração de antioxidantes que ajudam a combater o envelhecimento prematuro, contendo um volume 10-30 vezes maior de antocianinas (antioxidantes roxos) se comparado ao vinho tinto (o qual é muito conceituado atualmente pelos resultados nas de longevidade, observados nos consumidores seculares deste tipo de vinho) .
A antocianina é conhecida por suas potentes propriedades terapêuticas entre os quais inclui-se o tratamento de retinopatia diabética e de doença fibrocística da mama em seres humanos. Entre os potenciais efeitos fisiológicos das antocianinas incluem-se agentes radioprotetores, químioprotetores, vasoprotetores e antiinflamatórios.
Uma sinergia de gorduras monoinsaturadas (saudáveis), fibras alimentares e fito esteróis, que contribuem para o sistema cardiovascular e a saúde do trato digestivo.
Um complexo essencial quase perfeito de aminoácidos juntamente com valiosas substâncias minerais, vitais à adequada contração e regeneração musculares.
Tem fito esteróis valiosos. Os esteroides são componentes de membranas de células vegetais que oferecem inúmeros benefícios ao organismo humano, entre eles, a redução da colesterolemia (colesterol no sangue).
Os esteróis vem atualmente sendo usados no tratamento de sintomas associados à hiperplasia (crescimento exagerado) benigna da próstata (não cancerígena).
Provas preliminares sugerem que beta-sitosterol (o esterol predominante no Açaí) possa ajudar na prevenção da fraqueza imunológica resultante de grave estresse físico.
Boa fonte de fibras, o açaí contém 2.0 gramas de fibra alimentar em uma porção.
As fibras promovem um sistema digestivo saudável. Acredita-se que o baixo teor de fibras na dieta americana EUA; seja fator que contribui para a alta incidência de câncer e de doenças cardíacas. Fibras solúveis podem ajudar a reduzir o colesterol sanguíneo; e acredita-se que fibras insolúveis possam ajudar a reduzir o risco de desenvolvimento de certos tipos de câncer.
Contem de 60% Oléico (Ômega 9), ácido graxo monoinsaturado essencial, que auxilia na redução dos níveis do LDL (colesterol ruim) enquanto mantém os do HDL (colesterol bom).
Contem 12% Linoléico (Ômega 6), ácido graxo polinsaturado essencial, que comprovadamente reduz os níveis tanto do LDL quanto do HDL.
Ácidos graxos ajudam no transporte e absorção de vitaminas lipossolúveis, i.e., Vitaminas A, E, D, e K .
A taxa de ácido graxo do Açaí assemelha-se à do azeite de oliva, a qual se acredita seja um fator que contribui para a baixa incidência de doença coronariana nas populações mediterrâneas (mesma consideração do uso secular tradicional do vinho tinto nas populações desta região da Europa
fonte: www.portalsaofrancisco.com.br.

Uso Normal:

Frutos in natura, ou sorvetes, doces, como fonte de : vitamina A e B1; cálcio, ferro.

Características:

As espécies Euterpe edulis – Maranhão e E. precatória – Amazonas – são também chamados de Açaí.
Origem: Brasil – Várzeas e margens dos rios da região amazônica.
Sua planta é formada por uma palmeira de estipe delgado e elegante, podendo atingir até 25 m de altura. Folhas grandes, finamente recortadas em tiras, de coloração verde-escura atingindo frequentemente 2 m de comprimento. Pequenas flores, formadas em grupos com grandes cachos pendentes, de coloração amarelada, surgem predominantemente de setembro a janeiro, podendo aparecer quase o ano todo.
O açaizeiro apresenta farta perfilhação e alcança, no estado nativo, a 20 palmeiras por “touceira” (das quais pelo menos três em produção). Produz, cada uma, entre 6 e 8 cachos com 2,5 kg cada um, representando de 15 a 20 quilos de frutos por palmeira (em duas safras) e de 12 a 25 toneladas de frutos/ha/ano.
A polpa do fruto representa 17 % do seu peso. É um alimento altamente energético e quando comparada com os outros dez principais frutos tropicais regionais, encontra-se na liderança em termos nutricionais. Por estas razões está avançando rapidamente na atividade comercial da região Centro este do Brasil; principalmente no setor de sorveterias.
Fonte: www.portaldesaofrancisco.com.br.

Foto:

Foto 2: