Abacaxi

Nome cientifico: Ananas sativus, Ananas comosus (L.)

Sinonímia: Ananás

Composição Química:

Vit. A, Vit. B1, Vit. B2, Vit B5, Vit. C. Contém potássio, sódio, fósforo, cálcio, ferro. Também contém uma enzima proteolítica (bromelina), açúcares, sais minerais, vitaminas, ácidos orgânicos (cítrico, málico e tartárico).


Dados para Cultivo

Propagação: Rebentos (brotações da coroa) [ver dados em características acima].

Espaçamento: 1 X 0,5 (comercial/ver variedade).

Época de Plantio: Primavera / Verão (Plantio comercial).

Época Colheita: Fruto maduro (primavera/verão), ano todo, ver condições adequadas - produção irrigada.


Informações Gerais

Contra Indicações:

Segundo Dr. Brüning, é abortiva (a planta citada é Ananás, verde, com folhas sem espinhos, sinonímia do abacaxi).

Valor Alimenticio:

Contem hidratos de carbono, proteínas, gorduras, vitaminas, sais diversos. Pode ser consumido em natura, na forma de doces, geleias, compotas, em saladas , em sucos, etc. Sua casca produz um licor muito apreciado. É usado também como amaciante de carnes.


Preparo e Conservação

Forma Conservação: Após preparada, a massa deve ser conservada em geladeira por no máximo 3 dias (Observar se fermenta).


Uso Medicinal

Uso Principal:

Bronquite e tosse catarral: socar em um pilão 2 colheres do fruto, picado em 1 xícara de chá de água. Amassar bem , coar e colocar 1 colher sopa de mel e 10 gotas de própolis. Tomar 1 colher de sopa, 3 vezes ao dia. Crianças: metade da dose. Psoríase vermelha; escamativa, esclerodermias, feridas, úlceras, chagas: socar em 1 pilão, 2 colheres sopa de frutos picados, 1 colher de sopa de farinha de trigo. Amassar bem. Aplicar esta pasta nas partes afetadas do corpo, deixando 15 minutos. Após lavar normalmente. Aplicar depois um creme de Guaçatonga ou Confrei.

Uso Normal:

Frutos (usa-se até a casca) para: bronquite, afecções da garganta, diurético, vermífugo, combate a prisão de ventre, desobstruente do fígado, favorece a digestão [pela enzima digestiva bromelina; comer a polpa após refeições], inflamação do tubo digestivo, febre intestinal, arteriosclerose, anemia, enfermidades da bexiga, da próstata, da uretra, cálculos renais e vesicais (biliar), amenorreia, reumatismo, artritismo, hidropisia, icterícia, nefrite, tônico cerebral, neurastenia, melancolia, tristeza, perda da memória, depurativo do sangue, germicida. Por conter a bromelina que é uma enzima proteolítica, encontrada no rizoma do abacaxi, mas que está presente também no fruto, folhas e coroa, atuam nas feridas retirando as células mortas e facilitando a cicatrização, promovendo uma verdadeira renovação celular (regeneração dos tecidos).

Uso Normal:

Quando associado ao uso de antibióticos, a enzima bromelina aumenta o poder terapêutico dos mesmos. Psoríase vermelha; escamativa, esclerodermias, feridas, úlceras, chagas: socar em 1 pilão, 2 colheres sopa de frutos picados, 1 colher de sopa de farinha de trigo. Amassar bem. Aplicar esta pasta nas partes afetadas do corpo, deixando 15 minutos. Após lavar normalmente. Aplicar depois um creme de Guaçatonga ou Confrei.
Teles: uso na forma de suco, batendo-se no liquidificador, uma parte de abacaxi, fruta sem o miolo; uma parte de água de coco; meia parte de aipim, risoma sem a casca, para aumentar a imunidade, sendo muito usado para prevenir e ajudar na cura da dengue. Ótimo paladar!

Características:

Originária da América Central, sendo que existe possibilidade de ser originária de Pernambuco. No Acre, chega a pesar 18 kg. É uma planta herbácea, não mostrando o caule, com folhas intrincadas na base, dispostas na forma de rosetas, compridas e com a margem espinhosa (abacaxi) e sem espinhos (ananás). Para fora do solo, emite um ramo na ponta do qual surge as flores, com cores que variam: lilás, arroxeada, vermelha, que formam o fruto. Os diversos frutos se unem formando o fruto composto. Não produz sementes. O plantio é feito usando-se os brotos laterais que aparecem na base do fruto, ou pelos rebentos que aparecem na base da planta (que são os melhores pois tem brotos das raízes). Os da base do fruto produzem depois de 3 anos e os da base da planta em 2 anos. Depois de aparecerem as flores os frutos levam cerca de 4 meses para amadurecer. Para provocar o aparecimento das flores, coloca-se uma pequena quantidade de carbureto (carbeto de cálcio) na gema apical. Ver mais dados em estudos sobre fisiologia desta planta.

Foto:

Foto 2: