Abacateiro

Nome cientifico: Persea americana Mill. (Persea gratissima)

Sinonímia: Abacate, louro-abacate, pêra-abacate.

Composição Química:

Rico em vitaminas: A, B, D, E, G, fitosterol, lecitina, taninos, mucilagens, ácido málico, ácido acético, proteínas, dopamina, asparigina, metil-eugenol, metil-chavicol, perseitol, carboidratos, óleo essencial, sais minerais, gorduras, pigmentos.


Dados para Cultivo

Propagação: Semente, mudas enxertadas.

Espaçamento: 8 X 7 m (plantio comercial).

Época de Plantio: Primavera / Verão (com chuvas naturais).

Época Colheita: Sementes secas, folhas, casca, fruto (ano todo, ver condições adequadas). As folhas devem ser usadas secas pois as verde.


Informações Gerais

Contra Indicações:

Reduz atividade anticoagulante da Walfarina. (Dr. Ferro)

Valor Alimenticio:

É a melhor fonte de proteína vegetal existente, assim como sais minerais e vitaminas, sendo deficiente em açúcar, e vitamina C. Tem 4 vezes mais valor nutritivo que os outros frutos excetuando-se a banana. Por não ter açúcar é recomendado ao diabéticos. Sua gordura, ao contrário da gordura animal, não é prejudicial. Como suco, batido com leite, é muito rico em Vit. C e pode ser dado às crianças com mais de 1 ano . A polpa do fruto maduro é rica em substâncias gordurosas-manteiga vegetal.

100 g de abacate tem cerca de 198 cal, sendo portanto um alimento considerado calórico. Tem 14% de gorduras saturadas, monoinsaturadas: 75%, acidez <3,0; iodo:80-85; proteina: 0%; sodio:0%; colesterol: 0%; vitamina A (retinol):433 mg/100mg; vitamina E (tocoferol) 11,2 mg/100mg; beta-sitosterol: 433 mg.

Observações:

Deve-se dar preferência ao uso das folhas mais velhas ou das mais tenras, e as variedades dos frutos de casca lisa (abacate de pescoço).


Preparo e Conservação

Forma Preparo: -


Uso Medicinal

Uso Principal:

O Programa de Pesquisa de Plantas Medicinais do Ministério da Saúde, avaliou a veracidade do uso do chá de folhas, broto, e sementes secas e moídas, para aumentar a micção (como diurético).

Uso Normal:

O fruto é popularmente utilizado como carminativo e contra ácido úrico. A fruta é afrodisíaca produzindo efeitos benéficos ao couro cabeludo e a pele humana. Comer o fruto adoçado com mel é ótimo para rejuvenescimento da pele e elimina manchas brancas e radicais livres.
Folhas, casca dos frutos e sementes são usadas na forma de chá como diurético, antirreumático, antianêmico, antidiarrêico, anti-infeccioso para rins e bexiga. As folhas e o caroço combatem a diarréia, disenteria, doenças das vias urinárias e da respiração.
O chá também combate a artrite, o mal da gota, cálculos renais, dores e problemas de reumatismos, bem como gases intestinais. Reduz colesterol (pela ação do ácido oléico) e a hipertensão (dilata vasos sanguíneos); auxilia na prisão-de-ventre, atua como digestivo e como anti-inflamatório da garganta; desintoxica o fígado; combate tênia e vermes em geral; problemas da visão; auxilia no crescimento de ossos e dentes, previne a síndrome do mal súbito, diabetes e herpes. As folhas frescas são usadas localmente contra aftas. As flores como emenagoga.
O macerado do caroço (sem a folha, nem cânfora) preparado com vinho branco ou álcool de cereais também é usado como afrodisíaco. Deixar em infusão durante pelo menos 20 dias (quanto mais tempo melhor) em frasco de vidro escuro, protegido da luz. Procure agitar pelos menos uma vez ao dia. Depois de pronto pode-se tomar um cálice/dia (www.udr.com.br).
Ainda, considerando que possui dopamina (um composto orgânico muito comentado atualmente como útil no tratamento da depressão, do Mal de Parkinson e da hiperatividade), seu uso pode ser estimulado como parte da dieta, pois, apresenta inúmeras vantagens nutricionais além das medicinais.
O consumo do óleo de abacate é muito saudável por auxiliar e estimular diversas funções do organismo, dentre elas fortalece o sistema imunológico, por ser fonte de gorduras monoinsaturadas e poli-insaturadas, fitosteróis, vitamina A, vitamina B1 (tiamina), vitamina C, vitamina E, Omega 3, Omega 6 e Omega 9. Pesquisas importantes feitas sobre o cérebro confirmam que é fundamental o consumo de gorduras de origem vegetal e confirmou que 60% do nosso cérebro são formados por gorduras. Também afirmam que a gordura tem participação importante nos processos de comunicação entre os neurônios. O óleo de abacate natural possui coloração esverdeada, paladar agradável e exótico. Pode ser ingerido na forma pura, adicionado sobre o alimento no prato, ou com saladas. O azeite do abacate combate a caspa e a calvície e fortalece os cabelos; alivia artrose, gota e reumatismo pela ação do testerol e lecitina.
Fontes:
-Pastoral da Saúde. Agenda. Porto Alegre – RS.
-www.avocatobr.com.br
-www.todafruta.com.br
-LORENZI, H.; ABREU MATOS, F. J. Plantas Medicinais do Brasil: Nativas e exóticas cultivadas. Nova Odessa, SP: Instituto Plantarum, 2002. 512 p.
-Dirceu Abdalla e Universidade Federal de Lavras (Comunicações pessoais)

Abacate: esta fruta rica em ácido fólico, vitamina B3 ( niacinamida) e potássio. O abacate também tem mais proteína que qualquer outra fruta, cerca de 2 g para cada porção de 110 g. Possui, ainda, quantidades úteis de ferro, magnésio e vitaminas C, E e B6. A niacinamida ( Vitamina B3) tem ação específica sobre o sistema nervoso central, colaborando com a manutenção de hormônios que regulam as substâncias químicas do cérebro e garante efeito relaxante. Esta vitamina tem ação conjunta com o ácido fólico, que atua como coenzima de diversos neurotransmissores do bom humor. Dica: fique atento ao valor calórico da fruta: cada 110 g contém cerca de 200 calorias.
Fonte: http://msn.minhavida.com.br/conteudo/11105-Inclua-no-cardapio-10-alimentos-que-te-deixam-mais-feliz.htm#fotogaleria=2

Degmar indica seu caroço como analgésico.

Características:

Árvore de grande porte, com copa arredondada, nativa da América Central (e do Sul), desde o México até o Peru, com folhas simples, cartáceas, flores pequenas perfumadas, verde-amareladas, juntas em racemos axilares e terminais, frutos na forma de drupas piriformes, ovaladas e globosas variando com a variedade, polpa carnosa e comestível, com uma única semente bem grande e coberta com uma película marrom. De acordo com a variedade existem épocas diferentes de maturação dos frutos, permitindo que se faça uma composição de plantas de modo a existir frutos em processo de maturação durante um bom período do ano, no Brasil.
Originária da América Central ( México e Guianas ). Árvore de porte variável . Folhas simples, verde escura, podendo cair anteras do florescimento em algumas variedades; sabor fracamente adstringente e inodoro. Flores pequenas, numerosas, cor branca-esverdeadas. Fruto carnoso comestível, forma variável, de casca lisa ou rugosa, cor verde clara ou arroxeada, contendo semente única, globulosa, revestida por película coriácea, apresentando fácil capacidade germinativa, pois tem muita reserva. Algumas variedades suportam temperaturas baixas e outras somente se adaptam em climas quentes e úmidos.

Foto:

Foto 2: