Feridas externas (age como cicatrizante)

Plantas Relacionadas na Literatura : Abacaxi, Abricó-do-pará, Acapurana, Aipinho, Alecrim, Alfavaca (Manjericão-cheiro-de-anis) Atroverã, Alfazema-do-cerrado , Algodão-de-seda , Amapá , Arnica-brasileira [erva-lanceta], Aroeira, Artemísia comum (Isopo santo), Bálsamo-da-horta, Bálsamo-de-tolu, Bananeira, Batata-doce, Beldroega , Bolsa de pastor , Carrapicho-rasteiro  carrapicho-carneiro], Caruru -Bênção-de-Deus , Cavalinha , Cedro-vermelho , Cipó-mil-homens (jarrinha), Crajirú [Paripari] [Cipó-cruz] , Cúrcuma zedoária , Erva-de-bicho , Erva-de-jaboti, Espinheira-santa , Framboesa , Fumo-bravo , Gervão , Mandacaru , Mandioquinha-do-campo , Maravilha [cipó] , Maria-preta, Maxixe , Milirramas ; [Mil-folhas] ; diversas afecções, Mussambê , Parietária, Pé-de-perdiz, Serralhinha, Sucupira , Tarumã, Tiririca, Voadeira, .
Sintomas e Causas : Estados de ulceração (rompimento) na superfície da pele. Pode ser de diversas origens, principalmente mecânicas.
As consequências mais sérias são as infecções promovidas por agentes patogênicos.
Assim as plantas a serem usadas devem apresentar características de: cicatrizante, antisséptico, anti-inflamatório

Tratamentos Fitoterápicos Propostos

Tratamentos Propostos :
Segundo Dirceu (dirceu@paz.org.br), fazer pincelamento de tintura de Urucum, semente, decocto. Aplicar Unguento Euripdes no local. Tomar Depur (composto Dirceu) com as plantas amaroleite; bardana, calêndula; carobinha-do-campo; erva-de-bicho; japecanga-vermelha; malva; milirramas; tanchagem; velame. No caso de preparados na forma aquosa usar: até 2 anos: 1 gota/kg; de 3 anos à 7 anos: uma colher de café; de 7 até 12 anos: uma colher de chá; mais de 12 anos: uma colher de sobremesa. Em todas as idades, usar 3 vezes ao dia. No caso de usar na forma de cápsulas contendo pó seco e moído da mistura de plantas indicadas ou de uma planta, tomar 1 cápsula, 3 vezes ao dia, 15 minutos antes das refeições,”em estado de fome”, [prática que pode ser usada nas formulações aquosas] ou quando se fizer necessário.
A Literatura recomenda o uso das plantas: Pinhão-roxo; pinhão-manso (Jatropha curcas, Jatropha …)pela sua ação conjunta de antisséptica e anti-inflamatória. (havendo possibilidade, usar o látex retirado fresco da planta e aplica-lo sobre a ferida).
Segundo Eduino, o uso de Rubim na forma de gel, promove a cicatrização rápida.
Segundo Alfonsas Balbachas -1959 – As Plantas Curam: usar: Alecrim-do-jardim; algodoeiro, aperta-ruão, arruda, babosa, bardana, calêndula, camomila-da-alemanha, caroba, carqueja, cavalinha, celidônia, centáurea-menor, erva-de-santa-luzia, erva-moura, eucalipto, girassol, imbiri, juciri, limão, majerona, milirramas, pacová, parietária, pinhão-do-paraguai, pita, saião, salva, serpão, timo, tinhorão, trevo-cheiroso.
Ver detalhes das plantas para saber: qual órgão usar, forma de preparo, doses, etc.

Dieta recomendada durante o tratamento: cortar margarinas, manteigas, carne vermelha, frituras gerais, refrigerantes (mesmo diet e tipo cola), todo tipo de gordura mesmo chocolates, usar leite desnatado com aveia fina (Oat brean), 2 vezes ao dia. Regime leve, cortando-se gorduras, frituras, carne.

Dieta e Cuidados Recomendados :
Dieta recomendada durante o tratamento: cortar margarinas, manteigas, carne vermelha, frituras gerais, refrigerantes (mesmo diet e tipo cola), todo tipo de gordura mesmo chocolates, usar leite desnatado com aveia fina (Oat brean), 2 vezes ao dia. Regime leve, cortando-se gorduras, frituras, carne