Nome da Doença: Cérebro: astenia mental; estresse; esgotamento físico mental++
 
 
Tratamento: Segundo Dirceu (dirceu@paz.org.br), fazer meditação 2 vezes ao dia. Eliminar vida sedentária. Tentar promover um contato maior com a natureza e procurar fazer uma reforma íntima. Praticar regime alimentar leve. >>>Alternar Fáfia glomerata 50%, folhas, infuso, com Guaraná da Amazonia 50%, (frutas em bastão endurecido que devem ser limados para retiradas do pó, ou comprar o pó já pronto), decocto. Dose: uma colher de sopa, usar 3 vezes ao dia. Segundo Dr. Degmar, para combate ao estresse e esgotamento >>>>físico e mental, usar: Capim-cidreira (capim-limão) (Cimbopogon citratus) raiz, decocto; Fáfia ou Gingseng brasileiro (Pfaffia paniculata), raiz, decocto; Alecrim (Rosmarinus officinalis), folhas, infuso; Gingseng coreano (Panas gingseng) pois tem ginsenosídeos que protege contra a fadiga física e mental e proporciona resistência inespecífica ao estresse; Suma-roxa (Anchietta salutaris), raiz, decocto; Alfavaca (Ocimum basilicum), folhas, infuso; Valeriana (Valeriana officinalis), raiz, decocto; Sálvia (Salvia officinalis), folhas, infuso; Aveia (Avena sativa), grãos, decocto, in natura como alimento em sopas, mingau, vitaminas, etc.; Alfazema (Lavandula officinalis), folhas, infuso; Aswagandha (Whitania somnifera), raízes, decocto; Clorela (Chlorella pyrenoidosa); Gingseng siberiano (Eleutherococcus senticosus), tônico e estimulante da atividade dos lifócitos T. Astrágalo (Astragalus membranaceus), tônico e estimulante imunológico; Maca, (Lepidium meyenii), tônico e energético, regulador hormonal.
 
 
Sintomas: É o cansaço mental, normalmente provocado por estresse de excesso de trabalho intelectual ou situações de grande preocupação e atividade mental.
 
 
Dieta e Recomendações: Segundo Abdalla (dirceu@paz.org.br) fazer regime leve, cortando-se gorduras, frituras, carne, bebidas alcóolicas, excitantes (café, chá, chocolate, refrigerantes diet). É muito adequado durante o tratamento, fazer-se duas vezes ao dia: seções de meditação. Evitar a vida sedentária. Tentar promover um contato permanente com a natureza. >>>>>Dr. Degmar: Deve-se preferir alimentos ricos em potássio e pobres em sódio; são importantes: abacate, aspargo, cenoura, brócolis, batata, tomate cru, maçã, banana, melão, pêssego, carne de frango (sem pele), rã, salmão. Evitar os alimentos estimulantes do sistema nervoso simpático: café, refrigerantes a base de cola e guaraná, chá mate, chocolate, carne vermelha em excesso, guaraná em pó. Recompor os estoques de zinco, magnésio, potássio, complexo B, vitamina C, Vitamina B6, ácido pantotênico. Fazer exercícios físicos regulares, relaxamento, alongamento, respiração controlada, Yoga, Tai-chi, meditação, preces, fugir da rotina.
 

Página Anterior
Versão p/ Impressão